Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-01-22T19:53:13-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras à beira da privatização

22 de janeiro de 2020
19:53
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Caro leitor,

São grandes as expectativas do mercado em torno das vendas de ativos estatais para o setor privado durante o governo Jair Bolsonaro. Recentemente, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, disse que a meta do governo federal é levantar R$ 150 bilhões em privatizações apenas em 2020.

Mas Bolsonaro já afirmou que “joias da coroa” como a Petrobras, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estão fora do programa de privatização do governo - a desestatização se limitaria às suas subsidiárias, como já vem ocorrendo.

Porém, no caso da Petrobras, chama a atenção o fato de que a petroleira está a apenas uns dois dedos de deixar de ser, de fato, uma estatal.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acaba de iniciar uma oferta pública para vender a sua participação no capital votante da Petrobras. A instituição irá vender na bolsa as suas ações ordinárias, que têm direito a voto, diminuindo também a participação da União no controle da estatal.

O Vinícius Pinheiro escreveu hoje uma análise sobre isso, mostrando que, finda a oferta, a Petrobras só não terá sido realmente privatizada por um triz.

Troca de cartas 

Depois das tensões de ontem relativas à nova variante do coronavírus detectada na China, o cenário externo se manteve mais calmo nesta quarta, e o Ibovespa aproveitou para se recuperar. Quem deu as cartas hoje na bolsa brasileira foi o noticiário corporativo, que levou o índice a subir 1,17%, aos 118.391,36 pontos. Já o dólar viu um certo alívio. Saiba quais foram as empresas que se destacaram no pregão de hoje, na matéria do Victor Aguiar.

Sua independência financeira logo ali

Já pensou se aposentar? Já passou dessa fase? Não tem problema. Que tal se aposentar em dez anos, a despeito da sua idade? Existe um método para atingir a independência financeira neste prazo, e aqui no Seu Dinheiro estamos lançando um curso justamente para ensiná-lo aos nossos leitores.

Hoje à tarde, os economistas Rodolfo Amstalden e Richard Camargo, responsáveis pelo conteúdo do curso, apresentaram a metodologia em uma transmissão ao vivo e responderam perguntas de leitores. Caso você tenha perdido a live, o vídeo continua disponível aqui. Se você preferir fazer sua inscrição no curso com apenas um clique, acesse este link.

Elas continuam com tudo

Depois de uma forte valorização das varejistas no ano passado, você pode estar se perguntando se essas ações já não estariam meio caras. Para o analista Pedro Fagundes, da XP Investimentos, a resposta é não. Nesta matéria, a Bruna Furlani te explica por que o analista acha que os papéis do setor podem subir ainda mais e quais são as suas principais apostas no varejo.

Mudança no pódio

O Bradesco BBI tem uma nova queridinha entre as siderúrgicas: a Usiminas. O banco colocou a ação PNA da empresa como “top pick” do setor, substituindo os papéis preferenciais da Gerdau. Saiba o porquê do otimismo com as ações da companhia.

Engordando o caixa 

O BNDES deve reforçar o caixa da União com cerca de R$ 15 bilhões em dividendos, o que seria uma quantia recorde. Mas o valor pode ser ainda maior. No ano passado, os dividendos pagos pelo banco público salvaram os cofres da União. Leia mais.

Menos popular

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro caiu de 57,5% para 47,8% em menos de um ano, segundo pesquisa encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) ao Instituto MDA. Apesar disso, Bolsonaro apresentou melhora na popularidade em relação a agosto de 2019, e teve três áreas do seu governo bem avaliadas pela população. Saiba mais nesta matéria.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Triste marca

Brasil registra mais de 500 mil mortos por covid-19

Em 24 horas foram 2.301 óbitos e 82.288 novos casos. Em nota, Conass ressalta que o Brasil tem 2,7% da população mundial, e é responsável por 12,8% das mortes

Here comes the sun

Energia solar ruma para liderança no País até 2050

O sol será responsável por 32% da geração, ao mesmo tempo em que a participação das hidrelétricas deve cair para cerca de 30%

ESTRADA DO FUTURO

Os três setores mais lucrativos em tecnologia, e por que você deve investir neles

Integração entre softwares e Inteligência Artificial são dois dos segmentos que devem fazer parte de qualquer portfólio de investimentos vencedor

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies