Menu
2020-03-09T10:15:57-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Recessão à vista?

Juros de TODOS os títulos americanos caem abaixo de 1% pela primeira vez na história

Ao se refugiarem nos títulos americanos, os investidores se preparam para um cenário de recessão global, que obrigará os BCs de todo o mundo a derrubarem os juros

9 de março de 2020
10:15
petróleo e dólares
Imagem: Shutterstock

A corrida dos investidores pelos títulos do governo dos Estados Unidos derrubou a taxa de juros dos papéis de todos os vencimentos abaixo de 1% pela primeira vez na história.

Para você ter uma ideia, a taxa dos Treasuries com vencimento em 30 anos estava em 0,845% na manhã desta segunda-feira, contra 1,215% na sessão anterior. Eles eram os únicos que ainda contavam com taxas acima de 1% na sexta-feira.

Os títulos americanos são considerados o único ativo 100% seguro pelo mercado. A queda nas taxas é um sinal claro de toda e qualquer aversão ao risco dos investidores no mundo inteiro neste momento.

A situação nos mercados, que já era complicada pela incerteza diante do avanço do coronavírus pelo mundo, se complicou muito mais no fim de semana.

O gatilho para o aumento na tensão foi a decisão da Arábia Saudita de elevar a produção de petróleo em uma queda de braço com a Rússia, o que derrubou as cotações do barril no mercado internacional.

Ao se refugiarem nos títulos americanos, os investidores se preparam para um cenário de recessão global, que obrigará os BCs de todo o mundo a derrubarem os juros.

Na semana passada, em uma decisão com poucos precedentes, o Federal Reserve (Banco Central dos EUA) surpreendeu o mercado ao cortar de forma extraordinária os juros em 0,5 ponto percentual, para uma faixa entre 1% e 1,25%.

*Com informações da Business Insider

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

CRESCENDO

Superintendência do Cade aprova compra da Easynvest pelo Nubank

Compra da Easynvest é a terceira feita pelo Nubank em 2020 e visa atingir desbancarizados

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Exile on Wall Street

Save the date: a alma do investidor imoral

Assim como a vida, o investimento também é um ato de equilibrar forças ambivalentes, a intuição de Dionísio com as técnicas de valuation nas planilhas de Apolo

Mercados hoje

Noticiário corporativo não traz fôlego suficiente e Ibovespa opera instável

A temporada de balanços corporativos, com os resultados do terceiro trimestre de 2020, começa a ganhar força no Brasil e no exterior, com grandes empresas entregando um resultado satisfatório.

DE OLHO NOS NÚMEROS

Santander, Unidas e Petz: os balanços que mexem no mercado nesta terça-feira

Resultados do terceiro trimestre mostram que empresas estão se recuperando dos piores efeitos da pandemia de covid-19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies