Menu
2020-03-11T16:29:39-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Pânico

Circuit breaker não era acionado duas vezes na mesma semana desde 2008

O Ibovespa acentuou as perdas em meio à tensão com o coronavírus e bateu os 10% de baixa, acionando mais uma vez o botão de pânico da bolsa

11 de março de 2020
15:19 - atualizado às 16:29
Urgente

Com a OMS declarando o surto de coronavírus uma pandemia global, o Ibovespa acentuou rapidamente o ritmo de perdas e, por volta de 15h15 desta quarta-feira (11), bateu os 10,11% de baixa, aos 82.887,24 pontos. Com isso, o mecanismo de circuit breaker foi acionado pela segunda vez apenas nesta semana.

Na segunda-feira, em meio à forte queda nos preços do petróleo, o 'botão do pânico' também foi acionado — na ocasião, o Ibovespa fechou em queda de 12,17%, o pior desempenho desde a crise russa de 1998.

O circuit breaker não era acionado mais de uma vez numa mesma semana desde 2008. Em meio à crise financeira global e à quebra do Lehmann Brothers, o mecanismo entrou em cena duas vezes no pregão de 6 de outubro, e uma terceira vez no dia 10.

A ativação do circuit breaker interrompe as negociações na bolsa por 30 minutos, de modo a tentar equilibrar a oferta e a demanda de ativos e frear a onda negativa.

  • Quer entender melhor o funcionamento do 'botão do pânico' da bolsa? Leia nossa matéria explicando os detalhes do mecanismo

As negociações ficaram paradas por 30 minutos, de modo a tentar equilibrar a oferta e a demanda de ativos na bolsa brasileira. Assim, as operações voltaram a acontecer por volta de 15h45, mas o índice continuou sob intensa pressão.

Por volta de 16h30, o Ibovespa desabava 12,24%, aos 80.988,89 pontos —com o desempenho do momento, já acumula perdas de mais de 15% somente nesta semana; no ano, a baixa supera a marca de 28%. Confira aqui nossa cobertura completa de mercados nesta quarta-feira.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Comprar ou vender, eis a questão

Brasil vira mercado “inoperável” com “risco Bolsonaro” e ameaças ao teto de gastos, dizem gestores de fundos

O cenário piorou com a intervenção nas estatais e o risco fiscal, mas nos patamares atuais fica muito arriscado apostar contra o país, segundo gestores de fundos

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies