Menu
2019-04-05T10:20:32-03:00
Estadão Conteúdo
IBGE

Produção industrial sobe 0,1% em novembro ante outubro

Resultado veio abaixo da mediana das estimativas de analistas, que projetavam alta de 0,2%, mas dentro do intervalo previsto, que ia de uma queda de 0,6% a alta de 1,4%

8 de janeiro de 2019
10:23 - atualizado às 10:20
Indústria de automóveis
Imagem: shutterstock

A produção industrial subiu 0,1 em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal, divulgou na manhã desta terça-feira, 8, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio abaixo da mediana das estimativas de analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, de 0,2%, mas dentro do intervalo previsto, que ia de uma queda de 0,6% a alta de 1,4%.

Em relação a novembro de 2017, a produção caiu 0,9%. Nessa comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de um recuo de 1,2% a avanço de 1,4%, com mediana negativa de 0,37%. No ano, a indústria teve alta 1,50%. No acumulado em 12 meses, a produção da indústria acumulou avanço de 1,8%.

A ligeira alta de 0,1% na produção industrial em novembro ante outubro interrompeu uma sequência de quatro quedas consecutivas, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física, iniciada em 2002 pelo IBGE.

O resultado do mês anterior, outubro ante setembro, foi revisado de uma alta de 0,2% para uma queda de 0,1%. Em setembro ante agosto, o recuo foi de 1,7%. Em agosto ante julho, queda de 0,8%, e em julho ante junho houve diminuição de 0,2%. Em quatro meses de taxas negativas, a indústria acumulou uma perda de 2,8%, segundo cálculos do IBGE.

Bens de capital

A produção da indústria de bens de capital teve queda de 2,7% em novembro ante outubro. Na comparação com novembro de 2017, o indicador mostrou avanço de 3,5%.

De janeiro a novembro, houve crescimento de 8,2% na produção de bens de capital. No acumulado em 12 meses, a taxa ficou positiva em 8,3%.

Em relação aos bens de consumo, a pesquisa registrou redução de 0,4% na passagem de outubro para novembro. Na comparação com novembro de 2017, houve queda de 0,9%. No acumulado do ano, a produção de bens de consumo subiu 1,9%. No acumulado em 12 meses, o avanço foi de 2,1%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, o mês de novembro foi de recuo de 3,4% ante outubro. Em relação a novembro de 2017, houve redução também de 3,4%. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve estabilidade na produção (0%) em novembro ante outubro. Na comparação com novembro do ano passado a produção diminuiu 0,3%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção aumentou 0,7% em novembro ante outubro. Em relação a novembro do ano passado, houve uma queda de 1,4%. No acumulado ano, os bens intermediários tiveram aumento de 0,6%. Em 12 meses, houve elevação de 0,9% na produção. O índice de Média Móvel Trimestral da indústria teve queda de 0,6% em novembro.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

substituição

Localiza anuncia escolha de novo CEO em meio à combinação de negócios com Unidas

Bruno Lasansky, diretor de operações, assume posição no lugar de Eugenio Mattar, que se tornará presidente do conselho de administração

alívio na pandemia

Bolsonaro fala em pagar mais quatro parcelas de R$ 250 em nova rodada do auxílio

Presidente voltou a destacar endividamento do País e diz que auxílio é “para ver se a economia pega de vez”

NÚMEROS DA PANDEMIA

Confirmadas mais 1.541 mortes por covid-19 em 24 horas

No período, número de novos casos de infecção pela covid-19 atinge 65.998, de acordo com dados do Ministério da Saúde

Sextou com o Ruy

Certeza é para idiotas. Como ganhar na bolsa mesmo sem saber para que lado a ação vai andar

Nesta semana eu consegui realizar um lucro de 1.250% com uma opção de Petrobras, e nem precisei adivinhar para onde a ação iria

IR 2021

Prazo para envio de informe de rendimentos termina nesta sexta; saiba o que fazer caso não receba algum deles

Saiba que informes de rendimentos você deve esperar receber até o fim do dia de hoje; documento é essencial para preencher declaração de imposto de renda e comprovar informações junto à Receita Federal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies