Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-24T19:47:32-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Varejo

Renner tem queda de 2,6% no lucro líquido e resultados trimestrais abaixo das expectativas

Lucro, Ebitda e receita ficaram abaixo das expectativas dos analistas no terceiro trimestre

24 de outubro de 2019
19:45 - atualizado às 19:47
Fachada da loja Renner do Shopping Morumbi, zona sul da capital paulista.
Fachada da loja Renner do Shopping Morumbi, zona sul da capital paulista. - Imagem: Estadão Conteúdo/Fernando Pereira

As Lojas Renner divulgaram, após o fechamento do pregão desta quinta-feira (24), resultados trimestrais abaixo das expectativas do mercado. A varejista registrou lucro líquido de R$ 189,3 milhões no terceiro trimestre, queda de 2,6% ante os R$ 194,2 milhões auferidos no mesmo período de 2018. Segundo as previsões de analistas compiladas pela "Bloomberg", o esperado era um lucro líquido de R$ 199,667 milhões.

Sem os efeitos das normas contábeis IFRS 16, adotadas neste ano, a Renner teria tido crescimento no lucro líquido de 1,4%, a R$ 196,9 milhões.

De acordo com a companhia, o resultado mais fraco se deveu a fatores como a normalização da alíquota efetiva de IR, após o reconhecimento, no terceiro trimestre do ano passado, de R$ 17,4 milhões referentes a uma decisão judicial; e ao menor resultado operacional devido a itens não comparáveis, principalmente a menor recuperação de créditos fiscais, ao aumento no provisionamento do Programa de Participação nos Resultados e à adoção das normas contábeis IFRS 16.

Se excluídos esses fatores, diz a empresa, o lucro líquido teria crescido 24,6% no período.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) total ajustado, que inclui varejo e produtos financeiros, foi de R$ 360,4 milhões, uma alta de 3,9% ante os R$ 347 milhões registrados no terceiro trimestre do ano passado. A cifra, porém, também veio abaixo dos R$ 383 milhões esperados pelos analistas.

Sem o efeito do IFRS 16, a alta do Ebitda teria sido de 7,2%, para R$ 371,9 milhões.

  • EXCLUSIVO: Acesse um livro raro sobre as engrenagens do mercado financeiro e que mudará completamente a sua visão sobre investimentos.

A Margem Ebitda ajustada total, entretanto, foi de 18,7%, inferior aos 20,3% do terceiro trimestre de 2018. Sem o efeito do IFRS 16, o indicador foi de 19,3%. Segundo a companhia, a margem menor se deve à menor Margem Ebitda do Varejo no período.

O Ebitda das operações de Varejo teve um recuo de 1,2% contra o terceiro trimestre do ano passado, totalizando R$ 257,1 milhões.

Vendas

A receita líquida de R$ 1,932 bilhão representou uma alta de 12,9% ante o R$ 1,712 bilhão registrados na comparação anual, mas ainda ficou abaixo dos R$ 2,097 bilhões projetados por analistas, segundo a "Bloomberg".

Segundo a Renner, durante o terceiro trimestre, as vendas seguiram em ritmo favorável, com aumento no fluxo de clientes, o que resultou em crescimento de Vendas em Mesmas Lojas de 8,3%.

As temperaturas mais baixas em julho favoreceram a venda dos itens mais pesados, deixando as lojas bem preparadas, em termos de estoque, para a chegada da nova coleção. A boa aceitação dos itens de primavera-verão e a adequada composição dos estoques permitiram o bom desempenho das vendas apesar da continuidade das baixas temperaturas em algumas regiões.

As vendas da Youcom tiveram crescimento de 24%, mas na Camicado, o processo de ajuste nos estoques afetou o mix de produtos, causando faltas no sortimento adequado, diz a companhia. Desta forma, a receita líquida da Camicado no trimestre caiu 3,7%.

O lucro bruto da operação varejo subiu 13%, a R$ 1,049 bilhão, resultando numa margem bruta de 54,3% - estável na comparação anual.

Números das Lojas Renner no trimestre

  • Lucro líquido: R$ 189,3 milhões (↓2,6%)
  • Receita líquida: R$ 1,932 bilhão (↑12,9%)
  • Ebitda: R$ 360,4 milhões (↑3,9%)
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O futuro está no céu

A acirrada corrida pelo ‘carro voador’

Além de chamar a atenção no mercado de capitais, as startups de “carros voadores” estão atraindo talentos e parceiros de setores mais tradicionais da economia

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies