⚽️ Brasil enfrenta a Coreia do Sul na próxima fase; confira os dias dos próximos jogos

Cotações por TradingView
2019-04-05T10:20:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
'Menos CNN, mais Raul Seixas'

Novo ministro das Relações Exteriores critica globalismo e quer colocar país no sentido oposto ao movimento

Em discurso de transmissão de cargos, Ernesto Araújo disse que reorientará a atuação diplomática do país na direção contrária à do globalismo

3 de janeiro de 2019
6:52 - atualizado às 10:20
Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo
Presidente Jair Bolsonaro e ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo - Imagem: Divulgação/Instagram

O novo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, não acredita no globalismo. E por isso, durante transmissão de cargos nessa quarta-feira, 2, Araújo disse que o país vai lutar para reverter este movimento.

Ao atacar o globalismo, o chanceler descreveu a atual política externa brasileira dedicada apenas a “exportar produtos e atrair investimentos, mas quieta, pacífica, sem poder para nada”. Para ele, o Brasil se limita a dizer o que é esperado dele, para se enquadrar na “piscina sem água” da ordem global. Agora, o ministro prometeu um Brasil “que sabe quem é”.

Nessa linha, afirmou que reorientará a atuação da diplomacia na Organização das Nações Unidas (ONU), “em favor do que é importante para o Brasil, não as ONGs.”

“O globalismo se constitui em ódio”, afirmou. “É contrário à natureza humana.” Ele citou como ideias “da mesma raiz ideológica” a noção de que não há diferença entre homem e mulher e os fetos são amontoados de células. “Vamos defender a soberania, a liberdade de expressão, a liberdade de crença, da internet, as liberdades políticas e os direitos da humanidade, o principal dos quais talvez seja o direito de nascer.”

Ele disse ainda admirar os países latino-americanos que se libertaram dos “regimes do Foro de São Paulo”, os africanos que “estão construindo uma África pujante e livre”, os que lutam contra a “tirania” na Venezuela. Também citou países europeus que recentemente elegeram governos de direita, como Itália, Hungria e Polônia.

“O problema do mundo não é a xenofobia, e sim a oikofobia”, afirmou, explicando que esta última é o ódio ao próprio lar. Outro problema que deveria preocupar, disse o chanceler, é a teofobia, a aversão a Deus. “Para destruir a humanidade é preciso acabar com as nações e afastar o homem de Deus. E é isso que estão tentando, e é contra isso que nos insurgimos.”

No exercício de uma política externa soberana, o chanceler orientou seus quadros a ouvir “menos CNN e mais Raul Seixas”. Ele citou um trecho da música "Ouro de Tolo" do cantor baiano: "eu é que não me sento no trono de um apartamento, com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar".

Ele ainda afirmou que o Itamaraty vai mudar a forma como fará negócios. A pasta estará próxima do setor produtivo nacional como nunca esteve, prometeu. As embaixadas e consulados terão seu trabalho desburocratizado e atuarão como escritórios de comércio.

Durante o discurso, era possível observar os diplomatas se entreolhando. Enquanto o discurso do ex-chanceler Aloysio Nunes foi longa e entusiasticamente aplaudido em pé, o final da fala de Araújo, encerrada com um “anuê Jaci”, uma Ave Maria em tupi, foi aplaudido por uma plateia sentada, num primeiro momento. Em seguida, os diplomatas se levantaram.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Market Makers

Legacy adota posição vendida em bolsa em meio a “situação ruim para ativos de risco”

3 de dezembro de 2022 - 12:34

O gestor Felipe Guerra, sócio fundador da Legacy Capital, participou do episódio #23 do podcast Market Makers

DE OLHO NAS FÉRIAS

Vai viajar? Dólar desvaloriza 6,5% frente ao real no ano — saiba o que mexe com o mercado de câmbio

3 de dezembro de 2022 - 11:32

Após uma sequência de quatro pregões de queda firme, período em que acumulou queda de 3,94%, a moeda norte-americana subiu na sexta-feira (02)

SOBE E DESCE

Locaweb (LWSA3) lidera pelotão de altas do Ibovespa na semana e Marfrig (MRFG3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa

3 de dezembro de 2022 - 10:34

Lá fora, as negociações da semana continuaram sendo marcadas pela expectativa em torno da condução da política monetária do Federal Reserve; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhos de 2,70%

SEU DINHEIRO NA COPA

Brasil segue favorito mesmo após primeira derrota na Copa; confira as seleções queridinhas das oitavas entre os apostadores

3 de dezembro de 2022 - 9:14

Já classificado, Tite escalou um time recheado de reservas que acabou perdendo de 1 x 0 para os camaroneses, que ficaram fora do mundial

Aperta o play!

Copom realiza última reunião do ano na próxima quarta (07); o que esperar para a Selic daqui para frente?

3 de dezembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, falamos sobre as incertezas fiscais que cercam a decisão de juros do Copom e como investir neste cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies