Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:41:49-03:00
Estadão Conteúdo
Expectativa mais pessimista

Banco Mundial passa a tesoura na projeção para o PIB brasileiro em 2019

Previsão de crescimento para o país neste ano era de 2,5%; com a revisão, passou para alta de 2,2%

9 de janeiro de 2019
11:15 - atualizado às 14:41
Banco Mundial
Imagem: shutterstock

O Banco Mundial (Bird) reduziu as previsões de crescimento do Brasil de 2018 e para este ano. Em junho, a instituição multilateral estimava que o País avançaria 2,4% no ano passado, mas agora prevê alta de 1,2%, numa das maiores reduções de projeção para países.

Para 2019, o Bird reduziu a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de 2,5% para 2,2% e manteve a avaliação de que a economia nacional deve registrar uma expansão de 2,4% em 2020. Estas considerações foram divulgadas no relatório Perspectivas Econômicas Globais, cujo subtítulo é "Céus Escurecendo".

De acordo com o Banco Mundial, o crescimento do País ficou sem brilho em 2018, em boa medida refletindo efeitos da greve dos caminhoneiros sobre o nível de atividade e "incertezas políticas".

"Uma expansão de 2,2% (em 2019) está prevista para o Brasil, pressuponde-se que reformas fiscais sejam rapidamente implementadas e que a recuperação do consumo e investimento supere os cortes nas despesas públicas", destacou o documento, sem fazer uma menção direta à mudança estrutural na Previdência.

O Bird também reduziu ligeiramente a projeção de crescimento global em 0,1 ponto porcentual a cada ano entre 2018 e 2020.

Em junho, o banco previa uma expansão de 3,1% em 2018, mas baixou para 3,0% e reduziu a estimativa de 3,0% para 2,9% em 2019.

Para 2020, a projeção recuou de 2,9% para 2,8%. A revisão está relacionada ao aperto das condições financeiras globais, que deriva, em boa medida, da elevação dos juros nos EUA, das incertezas no comércio internacional, sobretudo com as disputas entre Washington e Pequim, e da perda do vigor do setor manufatureiro.

A desaceleração da expansão internacional deve ser maior no grupo de países classificados pelo Banco Mundial como Mercados Emergentes e Economias em Desenvolvimento.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

superando as expectativas

Tesla aumenta em 10 vezes a receita líquida em um ano e tem perdas com bitcoin

Montadora de Elon Musk registrou US$ 11,96 bilhões de receita no período, superando as estimativas do mercado; perdas relacionadas ao bitcoin chegaram a US$ 23 milhões

Vídeo Melhores Ações do Mundo

Efeitos da Vacina na Bolsa – Analista compara o desempenho de duas gigantes dos EUA, a Coca-Cola (COCA34) e a Netflix (NFLX34)

Muito se fala dos efeitos da vacina na Bolsa de Valores. Nesse vídeo o analista da Empiricus, Enzo Pacheco, compara duas ações que seguiram caminhos diferentes na Bolsa nos últimos meses e explica os motivos.

Blink!

Qual a expectativa para CASH3? O que esperar de Cosan a partir do IPO da Raízen? Confira as respostas do Felipe Miranda na nova edição do Blink!

Em mais uma edição do seu vídeo de ‘rapidinhas’, o CIO da Empiricus fala sobre as expectativas em relação a diversos tickers e responde outras dúvidas dos seus seguidores

DESTAQUES DA BOLSA

Minério de ferro volta a subir e as ações da Vale e das siderúrgicas acompanham

O avanço do aço na China é sinal de boas notícias, o que anima os investidores por aqui.

do campo para a bolsa

AgroGalaxy (AGXY3) estreia em queda de 24%, após precificar ações no piso em IPO

Empresa de agronegócio já havia reduzido substancialmente o tamanho da oferta; analistas apontam risco de a companhia ser espremida por fornecedores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies