Menu
2019-04-17T08:20:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Cada vez mais difícil

Avianca pode perder mais dez aviões; Latam teme fim da companhia

Em recuperação judicial desde dezembro, a companhia deve cerca de US$ 150 milhões para as arrendadoras das aeronaves, além de R$ 2,7 bilhões para outros credores

17 de abril de 2019
8:19 - atualizado às 8:20
Avianca
Aeronave da Avianca - Imagem: shutterstock

A Avianca Brasil deve perder mais dez aviões até o início da próxima semana por causa de inadimplência com as donas das aeronaves, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo a reportagem, os passageiros cujos voos foram cancelados estão sendo realocados em voos da Gol e da Latam — que nos últimos quatro dias transportou 3 mil passageiros que haviam comprado passagem da Avianca.

Os cancelamentos fazem parte de uma novela que vem se arrastando nos últimos meses — a Avianca está em recuperação judicial desde dezembro. Só na última sexta-feira, 12, por exemplo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) cancelou a matrícula de outros dez jatos operados pela companhia aérea. O motivo era o mesmo.

A empresa, então, teve de cancelar mais de 300 voos e está proibida de vender passagens para as rotas afetadas.

Em recuperação

A Avianca deve cerca de US$ 150 milhões para as arrendadoras das aeronaves, além de R$ 2,7 bilhões para outros credores. A Aircastle, uma das arrendadoras, negocia com a Latam para passar parte da frota retirada da Avianca para a empresa.

Ainda assim, a situação é preocupante também para a Latam, que que se comprometeu a ficar com parte dos ativos da concorrente endividada em um leilão marcado para 7 de maio. O receio é de que a Avianca não consiga chegar à data operando, de acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

“Queremos que ela (Avianca) esteja operando quando o leilão ocorrer, mas vejo um risco, sim (de isso não acontecer)”, disse Jerome Cadier, presidente da Latam, ao jornal.

Cancelamentos

A Avianca também anunciou nessa terça-feira, 16, o cancelamento de 51 voos que estavam programados para o domingo de Páscoa. Desde o último sábado, outros 329 voos já foram suspensos, após a empresa ter de devolver dez aviões para uma das arrendadoras.

Em janeiro, a companhia anunciou que os voos para Nova York, Miami e Santiago seriam descontinuados a partir de abril. No mês passado, a Avianca informou que 21, das suas 53 rotas domésticas, seriam canceladas.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

CCR: Alerj recomenda retomar concessão de rodovia, mas governo é contra

Assembleia quer retomada da rodovia para reduzir tarifas, consideradas altas devido a irregularidades no contrato de concessão

TRETA

Maia e Alcolumbre criticam Salles após atrito com Ramos

Presidente da Câmara diz que ministro do Meio Ambiente resolveu destruir o próprio governo

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

BDR, bitcoin, shopping: o melhor do Seu Dinheiro na semana

O fim de semana chegou com uma notícia bastante esperada pelos investidores: a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos. O principal índice da B3 foi impulsionado esta semana por dois acontecimentos. O primeiro deles foi o alívio das preocupações em torno do risco fiscal brasileiro, com políticos e governo demonstrando compromisso com a manutenção do teto de gastos. Outro tema foi a esperança de aprovação de um pacote de estímulos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies