Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-12-27T14:19:04-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novas metas

PPSA prevê arrecadar R$ 20 bilhões para União com pré-sal até 2028

Empresa responsável pela comercialização da parte da União do do pré-sal sob contrato de Partilha de Produção projeta que, em 2028, o governo brasileiro vai receber pelo menos R$ 20 bilhões decorrentes da produção de petróleo no país

27 de dezembro de 2018
14:19

A Pré-Sal Petróleo quer começar 2019 com metas ambiciosas para o futuro.

A empresa, responsável pela comercialização da parte da União do do pré-sal sob contrato de Partilha de Produção, projeta que em 2028 o governo brasileiro vai receber pelo menos R$ 20 bilhões decorrentes da produção de petróleo no país.

Este ano, a arrecadação totalizou R$ 1,13 bilhão.

Segundo nota divulgada pela empresa, os recursos deste ano já foram depositados na Conta Única do Tesouro Nacional e são referentes à comercialização da parcela de petróleo da União (R$ 286 milhões) na Área de Desenvolvimento de Mero, na Bacia de Santos, e à Equalização de Gastos e Volumes (EGV) do Campo de Sapinhoá (R$ 847 milhões), também na bacia de Santos.

"Quando começamos o ano tínhamos uma projeção de contribuir com R$ 1 bilhão para a arrecadação federal. Encerramos 2018 superando o valor projetado. De agora em diante, a empresa seguirá uma rotina de comercialização de petróleo, contribuindo anualmente para a arrecadação federal", disse em nota o presidente da companhia, Ibsen Flores Lima.

Já para a projeção em dez anos, a PPSA informou que, segundo estudos feitos pela estatal, a União terá direito a 250 mil barris de petróleo por dia referente somente à produção dos 14 contratos de partilha de produção em vigor hoje no País, gerando uma contribuição anual para a arrecadação federal da ordem de R$ 20 bilhões.

Até o momento, a PPSA já celebrou seis Acordos de Individualização da Produção AIPs). Além de Sapinhoá, a União também já assinou os AIPs de Tartaruga Verde, Lula/Sul de Lula, Nautilus, Atapu e Brava. A companhia também espera celebrar em breve a assinatura do Acordo de Individualização da Produção da Jazida Compartilhada de Mero. Há ainda outros 17 potenciais casos de individualização da produção em análise pela empresa.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies