Menu
2019-04-04T14:49:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mirando leilão

Petrobras e Eletrobras fecham acordo para regularizar dívidas e disputas judiciais

Negociação tem objetivo de tornar mais atrativo o leilão da Amazonas Energia, subsidiária da Eletrobras, marcado para acontecer neste mês

4 de dezembro de 2018
9:14 - atualizado às 14:49

A Petrobras assinou um novo acordo com a Eletrobras e as suas subsidiárias Amazonas Energia e Amazonas Geração e Transmissão visando a recomposição de garantias e o equacionamento de dívidas. O acordo, segundo fato relevante divulgado pela estatal nesta terça-feira, 4, ainda acrescenta novos termos aos contratos de fornecimento de gás para geração de energia no âmbito do Estado do Amazonas.

Entre os termos do novo contrato está o parcelamento de uma dívida feita em 2014 para recomposição de garantias pela Eletrobras, que tinha o valor original de R$ 3,826 bilhões. Além disso, as empresas chegaram a um novo acordo para uma dívida fechada em 2018 com a Amazonas Energia, referente à inadimplência de fornecimento de gás no montante de R$ 571,8 milhões, com garantia integral da Eletrobras, valor já provisionado nas demonstrações financeiras.

Foi acrescentado ainda um aditivo visando regular a implementação de conta vinculada (Escrow Account) e de conta de pagamento, para garantir e operacionalizar o pagamento dos fornecimentos futuros de gás.

Leilão

Com o objetivo de tornar mais atrativo o leilão de desestatização da Amazonas Energia, o acordo também prevê a assunção, pela Eletrobras, de dívidas já parcelada pela Amazonas Energia, no montante de R$ 3,069 bilhões. Entram nas medidas, também, a extinção da ação judicial de cobrança ajuizada pela Petrobras em face da Amazonas Energia, Eletrobras e Cigás, condicionada também a outros eventos, incluindo a aceitação pela Petrobras das garantias a serem apresentadas pelo novo controlador da Amazonas Energia.

A Petrobras destaca que resguardou no âmbito das negociações o seu direito de buscar o pagamento dos custos relacionados a obrigações de ship or pay, conforme acordado em aditivos anteriores. Para a petroleira, a negociação reforça suas garantias, melhora seu procedimento de cobrança e assegura a contínua busca de seus direitos.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Uber dos ônibus

Justiça proíbe apreensão de ônibus solicitados por aplicativo

Fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vinham interrompendo viagens de ônibus organizadas por meio de apps como o Buser

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies