Menu
2018-10-09T22:54:06-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Eleições 2018

Presidente do BC de Bolsonaro está na gaveta do Paulo Guedes

Jair Bolsonaro também falou em rever modelo de privatização no setor de energia e sistema de preço de combustíveis da Petrobras

9 de outubro de 2018
21:02 - atualizado às 22:54
paulo-guedes
O ministro da economia, Paulo Guedes, é um dos convidados do evento - Imagem: Nilon Fukuda/Estadão Conteúdo

Em entrevista ao “Jornal da Band”, da rede “Bandeirantes”, o presidenciável Jair Bolsonaro falou que o nome do presidente do Banco Central (BC) de sua eventual gestão está “na gaveta do Paulo Guedes” e que não comenta abertamente para evitar possível perseguição.

Ainda sobre sua futura equipe, disse que se depender dele, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) será seu ministro da Casa Civil. E que já teria  350 deputados ao seu lado, entre as bancadas ruralista, evangélica, agronegócio, turismo e outras.

Ainda na área econômica, Bolsonaro defendeu a privatização das empresas que dão prejuízo, mas voltou falar que setores tidos como estratégicos estão de fora. Na energia elétrica, ele disse “não vamos mexer”, mas que vai indicar as pessoas certas para o comando de estatais. Disse, ainda, que não podemos deixar a energia “na mão do chinês”, mas que pode se avaliar modelos de privatização para a transmissão de energia, para geração não.

Na sequência falou que a Petrobras tem um “miolo” que tem de ser preservado, mas que algumas áreas, como refino, podem ser vendidas. “Temos tecnologia, mas não temos recursos para explorar”, disse.

Depois falou que mesmo privatizando tem que se rever o modelo de preços, pois não é possível ter uma “política de combustível predatória para salvar a Petrobras e matar a economia” e que “não pode usar o monopólio para fazer o preço que bem entender”. Ainda sobre o tema, defendeu a redução da tributação dos combustíveis.

Sobre a reforma da Previdência, a ideia de Bolsonaro é acabar com a "fábrica de marajás" que advém de incorporações salariais. A conversa também girou em torno da possibilidade de adoção de uma idade mínima, começando em 61 anos, e ampliando gradualmente. Segundo o candidato, esse seria uma forma de driblar as críticas da esquerda “que faz campanha falando de se aposentar no cemitério”. Disse ainda que não adianta colocar remendo novo em calça velha e que vai tratar do assunto vagarosamente.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Exile on Wall Street

Agenda 2021: a dívida brasileira não pode ser deixada para trás

Por motivos (legítimos) de força maior, abandonamos a cartilha liberal para adotar uma estratégia keynesiana, sintetizada no slogan “nenhum brasileiro será deixado para trás”. Entendo o movimento. E até o considero correto

Mais uma disparada

Ibovespa abre em alta firme e se aproxima dos 80 mil pontos; dólar cai a R$ 5,19

O Ibovespa avança mais de 7% nesta manhã, ainda aproveitando o otimismo dos investidores com a estabilização nas curvas de contágio do coronavírus na Europa e nos EUA. Por aqui, a permanência de Luiz Henrique Mandetta no comando do ministério da Saúde também agrada os investidores

medida anticrise

Caixa lança site e aplicativo para auxílio emergencial; veja quem tem direito

Anúncio é uma das medidas do governo para fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

15 notícias para você começar o dia bem informado

O mês de março foi um banho de sangue nos mercados. Todo mundo que investe além da renda fixa perdeu dinheiro… só que não. Um levantamento feito a pedido do Seu Dinheiro mostra que 83 fundos multimercados ficaram no azul em março, enquanto o segmento teve uma queda média de 6,24%. O destaque de hoje […]

de olho no indicador

Vendas no varejo crescem 1,2% em fevereiro, diz IBGE

Houve aumento de 4,7% na comparação com fevereiro de 2019, puxado por atividades como hipermercados, móveis e eletrodomésticos e artigos de uso pessoal

cenário de crise

Embraer deve cortar salários e jornadas

Proposta apresentada pela empresa aos funcionários, na segunda-feira, 6, segundo o sindicato da categoria

Crise diplomática

Líderes do agronegócio pedem cautela no tratamento com a China

Ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli se disse preocupado. “Não devemos insultar ninguém. E não podemos misturar comércio com política, precisamos de uma posição mais sadia, mais madura.”

balanço

Reservas internacionais da China atingem em março menor nível em 17 meses

Órgão regulador de câmbio da China atribuiu o recuo à forte valorização do dólar em março e a ajustes nos preços de outros ativo

Esquenta dos mercados

Desaceleração do coronavírus nos EUA e Europa traz bom humor aos negócios

Enquanto o número de casos desacelera no exterior, no Brasil os investidores ficam atentos aos números do Varejo de fevereiro e na manutenção do ministro da Saúde no cargo

alívio da ásia

Pela 1ª vez desde janeiro, China não registra mortes por covid-19

Foram notificados nesta terça-feira 32 novos casos, todos importados; número total de infectados baixou para 1.242, ontem eram 1.299

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements