Menu
André Franco
Crypto News
André Franco
É engenheiro e especialista em criptomoedas da Empiricus
2019-04-04T14:51:11-03:00
Sobre ciclos e microciclos

Uma análise sobre o que aconteceu com as criptomoedas neste ano

A queda nos preços neste ano foi algo tão insano quanto o rali de valorização de 2017

10 de dezembro de 2018
16:43 - atualizado às 14:51
Símbolo do bitcoin se desintegra em razão de queda no preço
A era pós-Bitcoin já começouImagem: Shutterstock

Nesta reta final do ano, eu e minha equipe já começamos a nos preparar para fazer uma revisão crítica do que foi 2018.

Não resta dúvidas de que a queda nos preços foi algo tão insano quanto o rali de valorização do ano passado.

Da mesma forma que em 2017 eu me questionava sobre a sustentabilidade daqueles resultados, no ano de 2018 eu me perguntei sobre a coerência dessa queda.

E, para os dois momentos, tenho a mesma avaliação da falta de maturidade que o mercado viveu e ainda vai viver por um tempo.

Por isso, mesmo achando que o mercado tem potencial para valer trilhões de dólares, sugeri àqueles que tinham apurado lucros até novembro de 2017 que colocassem parte da grana no bolso.

Dali em diante, em dezembro, o bitcoin dobrou de tamanho e algumas altcoins se multiplicaram por 10 vezes.

Novamente, uma ótima oportunidade de embolsar uma grana e comemorar um décimo terceiro inteirinho de investimentos.

Naquela altura, o mercado valia 800 bilhões de dólares e eu ainda achava que estava longe do seu potencial máximo, que pode ser de centenas de trilhões.

Então você pode me perguntar por que sugerir uma venda se acreditava que haveria uma alta.

Simplesmente porque consigo ver uma tendência de longo prazo, mas não consigo cravar uma visão para o curto prazo.

O outro motivo é que dinheiro na mão é dinheiro de verdade e dinheiro na tela é apenas virtual.

Não importa o quanto eu acredite nessa classe de ativos, se tenho a oportunidade de colocar grana no bolso, vou fazer e sugerir que você faça o mesmo.

Da mesma forma, analiso o momento com essas quedas recentes.

Sugeri comprar cripto quando estávamos em 6.800 dólares e sugiro ainda comprar na faixa dos 3.500.

As pessoas olham o preço em queda e acreditam que aquele é o valor real dos ativos, mas ninguém consegue realmente valorar a criptoeconomia.

Qual é o valor de um sistema que funciona há quase dez anos e nunca foi parado ou interrompido para manutenção?

Quanto vale uma plataforma que funciona sem jurisdição, sem governo, sem CEO e consegue transferir dinheiro ao redor do mundo em questão de segundos?

Concorda comigo que isso vale muito?

Mas também concorda comigo que dificilmente conseguiremos precisar um valor para isso?

Se quisermos ter uma estimativa, basta pensar em quais mercados as criptomoedas e o blockchain podem abarcar e chegaremos a valores próximos dos 400 trilhões de dólares.

Apenas o bitcoin teria um espaço estimado de crescimento de 50 vezes.

E estou falando somente daquele mais óbvio, pois, com certeza, no futuro teremos ativos no top 10 que sequer existem hoje, e a sua valorização seria de milhares de vezes.

Essa é a dimensão da escolha de investimento que podemos ter hoje. É o cavalo selado passando na sua frente mais uma vez.

Se você não aproveitou o começo da internet, esta talvez seja a sua mais nova chance de embarcar em uma revolução.

A Era Pós-Bitcoin já começou.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Uber dos ônibus

Justiça proíbe apreensão de ônibus solicitados por aplicativo

Fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vinham interrompendo viagens de ônibus organizadas por meio de apps como o Buser

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies