Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-10T15:11:32-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Frente à concorrência internacional

B3 quer criar segmento para atrair empresas brasileiras de tecnologia

Para tentar ‘reter’ IPOs de empresas nacionais, B3 estuda o lançamento de um segmento de listagem específico para empresas de tecnologia

10 de outubro de 2018
6:44 - atualizado às 15:11
Sede da B3, no centro de São Paulo, Ibovespa
Sede da B3, no centro de São Paulo - Imagem: shutterstock

Quando decidem abrir capital, as empresas de tecnologia brasileiras não têm pensado muito em ficar no Brasil. É o caso da PagSeguro, que optou por fazer sua oferta inicial na norte-americana Nyse, e da Arco Educacional, que decidiu fazer o mesmo na Nasdaq.

Mas para tentar reter essas empresas por aqui, a B3 estuda o lançamento de um segmento de listagem específico para empresas de tecnologia. A informação é da coluna Broadcast, do Estadão, desta quarta-feira, 10.

A estratégia da B3 ocorre em paralelo às mudanças no mercado de acesso, criado em 2005 para impulsionar as pequenas e médias empresas e que não vingou.

Stone segue o fluxo

A brasileira Stone, especializada em meios de pagamento, também pegou o mesmo caminho de suas compatriotas. A empresa será listada na Nasdaq ainda neste mês e busca movimentar mais de US$ 1 bilhão por lá, segundo o jornal "Valor Econômico".

Não é à toa que essas empresas investem tudo para conquistar acionistas em terras gringas. Para se ter uma ideia, sua concorrente direta, a Pagseguro, conseguiu captar US$ 2,7 bilhões na bolsa nova-iorquina, tornando-se o maior IPO de uma empresa brasileira nos Estados Unidos.

No começo deste mês, o valor atual da Pagseguro na Nyse era de US$ 9,2 bilhões, cerca de 9,5 vezes a receita projetada para este ano. Se tudo acontecer como planejado, analistas consultados pelo jornal "Valor Econômico" preveem que a Stone terá uma avaliação de mercado na casa dos US$ 3 bilhões.

Retorno garantido

Já a cearense Arco Educação, que fez sua listagem na Nasdaq no fim de agosto, viu seu valor de mercado aumentar 25,3% chegando a US$ 1,1 bilhão.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O MELHOR DA SEMANA

Ronaldo Fenômeno ficou maluco? Saiba como funciona a SAF, que permitiu ao craque pagar R$ 400 milhões pelo Cruzeiro

Conheça também os principais candidatos a Sociedade Anônima de Futebol e para que tipo de clube ela pode ser mais interessante

Dê o play!

Com a Selic acima de 10%, quais os próximos passos do BC? O podcast Touros e Ursos debate o futuro da taxa de juros

No podcast Touros e Ursos desta semana, a equipe do SD discutiu o cenário para a Selic e o BC em 2022. Até onde o Copom vai subir os juros?

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies