Menu
2019-05-13T18:02:16+00:00
Executivos estão voando mais

Viagens corporativas crescem 11,14% no 1º trimestre no comparativo anual, diz Abracorp

No segmento aéreo nacional, o faturamento atingiu R$ 1,007 bilhão no período

13 de maio de 2019
18:02
Aeroporto de Guarulhos
Aeroporto de Guarulhos - Imagem: Shutterstock

As vendas relacionadas a viagens de negócios somaram R$ 2,545 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 11,14% superior à verificada em igual período de 2018, segundo dados antecipados ao Broadcast/Estadão pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), que compila as vendas nos segmentos aéreo, de hotelaria, outros transportes e demais serviços de 29 associadas.

No segmento aéreo nacional, o faturamento atingiu R$ 1,007 bilhão no período, alta de 11,3% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

Em número de bilhetes vendidos foi apurado acréscimo de 8,8% na mesma base de comparação, somando 1,509 milhão, com destaque para Gol, com alta de 36,6%, Azul, com expansão de 14,1% e MAP, com avanço de 7,1%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em compensação Latam, Avianca e Passaredo registraram uma redução no número de bilhetes vendidos de 13,9%, 15,6% e 39,7%, respectivamente.

Nesse contexto, a Gol manteve a liderança do mercado corporativo doméstico, com 37,9% do volume de bilhetes vendidos no trimestre, praticando uma tarifa média de R$ 626. Logo em seguida vem a Azul: a companhia alcançou 28,8% de market share e apresentou as tarifas mais altas no trimestre (R$ 745, em média) entre as seis empresas pesquisadas. O restante do mercado corporativo nacional fica dividido entre Latam (23%), Avianca (9,7%), Passaredo (0,2%) e MAP (0,2%).

Em termos de faturamento no mercado nacional, a Gol apresentou expansão de 28,5%, para R$ 358,6 milhões, a Azul cresceu 13,6%, para R$ 324,6 milhões, e MAP cresceu 3%, para R$ 2,4 milhões. Na outra ponta, Passaredo registrou forte queda de 34,3% no faturamento, para R$ 2,2 milhões, a Latam caiu 4%, para R$ 238 milhões, e a Avianca recuou 5%, R$ 81,3 milhões.

Na divisão aérea internacional, as vendas de passagens a viajantes de negócios somaram R$ 661,221 milhões, uma queda de 4,10% ante o primeiro trimestre de 2018. Já o número de passagens vendidas caiu 0,57% na mesma base de comparação, para 135.455 passagens. Entre as companhias aéreas que mais venderam passagens nesse segmento estão Latam, na liderança, seguida por American Airlines, United Airlines, Air France/KLM, Lufthansa/Swisse e Delta.

Em faturamento, a Latam registrou alta de 10,06%, a United cresceu 19,6%. Por outro lado, Lufthansa apresentou queda de 14,71% no período, Air France/KLM caiu 8,46% e American Airlines recuou 6,5%. Em volume de vendas, a SkyTeam (que tem Gol, Air France/KLM e Delta entre seus integrantes) permanece na liderança, com 53,1% de participação, seguido pela OneWorld (28,6%) e Star Alliance (18,2%).

Em market share, no comparativo geral das vendas o segmento aéreo nacional representou 39,7% do total, seguido pelo aéreo internacional (26,1%); Hotelaria Nacional (17,8%); Hotelaria Internacional (6,2%); e Locação Nacional (1,5%). Somados, alcançam 91,3% do total. Os 8,7% restantes estão pulverizados em 11 segmentos.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Cannabusiness

O dia não tão distante em os supermercados americanos venderão produtos feitos com planta de maconha

Todos querem sua fatia de uma indústria que deve ultrapassar os US$ 2 bilhões nos EUA até o próximo ano, uma vez que pesquisas vêm mostrando que os consumidores estão dispostos a pagar preços mais altos pelos produtos

Reduzindo os gargalos

Judiciário prepara pacote de medidas para acelerar recuperações judiciais

Em média, em São Paulo, são 567 dias (cerca de um ano e meio) entre a Justiça aceitar o pedido de recuperação de uma empresa e apreciar o plano de reestruturação

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: Esse filme eu já vi

Na semana em que o futuro pareceu repetir o passado, o assunto mais comentado não podia ser outro: o tsumani político que varreu Brasília. O enredo que incluiu derrotas do governo no Congresso, investigações do Ministério Público, manifestações de rua e investidores à beira de um ataque de nervos de fato me trouxe recordações recentes, […]

Pague pelo celular

Após avanço do Itaú, Mercado Pago amplia parcerias com lojas para pagamentos instantâneos

Empresa do site Mercado Livre fecha parceria com redes de farmácia e de alimentos para aceitar pagamentos pelo sistema de “QR Code”, que agora entrou na mira do Itaú

Plano de expansão

Rede de pizzarias Domino’s quer crescer com lojas próprias

Comprada pelo fundo Vinci Partners por R$ 300 milhões, a Domino’s prevê a abertura mais 460 pontos de venda no país – hoje são 241

Aérea em crise

Dono da Avianca é tirado do comando da empresa pela United

A decisão da companhia americana ocorreu após a Avianca divulgar, na quinta-feira, prejuízo de US$ 67,9 milhões no primeiro trimestre de 2019

Combustíveis

Petrobras reduz em R$ 0,09 o preço da gasolina nas refinarias

Para a redução da gasolina chegar na bomba, porém, é preciso que os postos de combustível repassem a queda no preço

Que bolsa é essa?

Vale ainda é uma mina de problemas, mas resultados contam outra história

Depois de algum tempo defendendo que era hora de esperar e, com todo respeito às vítimas das tragédias em Brumadinho e Mariana, acho que está na hora de comprar as ações, desde que você tenha estômago para aguentar a inevitável volatilidade que devemos ter pela frente

Não está sendo fácil

Deu ruim pra Cielo! Empresa retira projeção de lucro e corta dividendos dos acionistas

Projeções de lucro entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,6 bilhões foram extintas, enquanto o percentual de distribuição de dividendos caiu para 30%

Só assim resolve!

Se não aprovar a Previdência, só chamando um ministro da Alquimia, diz Bolsonaro

Segundo presidente, mídia tenta criar atrito, mas casamento com Paulo Guedes segue mais forte que nunca. Ministério da Economia solta nota oficial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements