Menu
2019-05-13T18:02:16+00:00
Executivos estão voando mais

Viagens corporativas crescem 11,14% no 1º trimestre no comparativo anual, diz Abracorp

No segmento aéreo nacional, o faturamento atingiu R$ 1,007 bilhão no período

13 de maio de 2019
18:02
Aeroporto de Guarulhos
Aeroporto de Guarulhos - Imagem: Shutterstock

As vendas relacionadas a viagens de negócios somaram R$ 2,545 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 11,14% superior à verificada em igual período de 2018, segundo dados antecipados ao Broadcast/Estadão pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), que compila as vendas nos segmentos aéreo, de hotelaria, outros transportes e demais serviços de 29 associadas.

No segmento aéreo nacional, o faturamento atingiu R$ 1,007 bilhão no período, alta de 11,3% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

Em número de bilhetes vendidos foi apurado acréscimo de 8,8% na mesma base de comparação, somando 1,509 milhão, com destaque para Gol, com alta de 36,6%, Azul, com expansão de 14,1% e MAP, com avanço de 7,1%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em compensação Latam, Avianca e Passaredo registraram uma redução no número de bilhetes vendidos de 13,9%, 15,6% e 39,7%, respectivamente.

Nesse contexto, a Gol manteve a liderança do mercado corporativo doméstico, com 37,9% do volume de bilhetes vendidos no trimestre, praticando uma tarifa média de R$ 626. Logo em seguida vem a Azul: a companhia alcançou 28,8% de market share e apresentou as tarifas mais altas no trimestre (R$ 745, em média) entre as seis empresas pesquisadas. O restante do mercado corporativo nacional fica dividido entre Latam (23%), Avianca (9,7%), Passaredo (0,2%) e MAP (0,2%).

Em termos de faturamento no mercado nacional, a Gol apresentou expansão de 28,5%, para R$ 358,6 milhões, a Azul cresceu 13,6%, para R$ 324,6 milhões, e MAP cresceu 3%, para R$ 2,4 milhões. Na outra ponta, Passaredo registrou forte queda de 34,3% no faturamento, para R$ 2,2 milhões, a Latam caiu 4%, para R$ 238 milhões, e a Avianca recuou 5%, R$ 81,3 milhões.

Na divisão aérea internacional, as vendas de passagens a viajantes de negócios somaram R$ 661,221 milhões, uma queda de 4,10% ante o primeiro trimestre de 2018. Já o número de passagens vendidas caiu 0,57% na mesma base de comparação, para 135.455 passagens. Entre as companhias aéreas que mais venderam passagens nesse segmento estão Latam, na liderança, seguida por American Airlines, United Airlines, Air France/KLM, Lufthansa/Swisse e Delta.

Em faturamento, a Latam registrou alta de 10,06%, a United cresceu 19,6%. Por outro lado, Lufthansa apresentou queda de 14,71% no período, Air France/KLM caiu 8,46% e American Airlines recuou 6,5%. Em volume de vendas, a SkyTeam (que tem Gol, Air France/KLM e Delta entre seus integrantes) permanece na liderança, com 53,1% de participação, seguido pela OneWorld (28,6%) e Star Alliance (18,2%).

Em market share, no comparativo geral das vendas o segmento aéreo nacional representou 39,7% do total, seguido pelo aéreo internacional (26,1%); Hotelaria Nacional (17,8%); Hotelaria Internacional (6,2%); e Locação Nacional (1,5%). Somados, alcançam 91,3% do total. Os 8,7% restantes estão pulverizados em 11 segmentos.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

Seu Dinheiro na sua noite

O elefante na loja de cristais dos mercados

No seu livro Princípios – leitura obrigatória (ao lado do meu romance Os Jogadores, é claro…) –, Ray Dalio afirma que o importante para quem investe não é prever o futuro, mas captar mudanças no ambiente econômico enquanto elas estão acontecendo. O bilionário gestor do maior “hedge fund” do mundo sabe que é natural os […]

Sete blocos envolvidos

MPF entra com ação para impedir leilão de petróleo ao lado de Abrolhos

MPF na Bahia sustenta que blocos não deveriam ir a leilão sem os devidos estudos ambientais prévios

Papel passado

Bolsonaro sanciona com vetos MP da liberdade econômica

Presidente disse durante a cerimônia de sanção que o governo avalia projeto para incentivar a abertura de empresas

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A Selic caiu novamente. E agora, como ficam os seus investimentos?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

A grana tá solta

Governo libera R$ 12,459 bilhões do Orçamento de 2019 e educação leva a maior fatia do bolo

Parte desse dinheiro não poderá ser distribuída livremente já que, do total, R$ 2,6 bilhões vêm das receitas recuperadas por meio da Operação Lava Jato

Tesourada no governo também

Ministério da Economia corta projeção da Selic em 2019 de 6,2% para 5,9%

Projeção para o câmbio médio deste ano passou de R$ 3,8 para R$ 3,9. Já a estimativa para a alta da massa salarial passou de 5,5% para 4,9%

Meio ambiente em jogo

Amazon entra na onda verde e assina acordo ambicioso para combater mudanças climáticas

Como parte do plano, Bezos disse ainda que vai adquirir 100 mil vans de entregas elétricas da startup de veículos elétricos Rivian e que elas vão começar a rodar a partir de 2021

O céu é o limite?

Ações da Braskem disparam na bolsa após notícias sobre venda pela Odebrecht

Construtora teria recontratado a empresa Lazard para dar continuidade às negociações de venda da sua participação na Braskem

Nova tecnologia

Tim prepara novos polos de testes do 5G no Brasil

“Queremos disponibilizar a tecnologia o quanto antes para que os desenvolvedores comecem a projetar aplicações. Quando o 5G chegar, elas já estarão disponíveis”, explicou, em entrevista ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements