Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Edital a vista

Mais 12 aeroportos do Brasil vão entrar na rota das concessões nos próximos dias

Os terminais recebem, juntos, 19,6 milhões de passageiros por ano e respondem por 9,5% do mercado nacional de aviação

21 de novembro de 2018
16:23 - atualizado às 16:38
Aeroporto Internacional do Recife (PE) - Imagem: Ana Araújo/Fotos Públicas

Está programado para o dia 29 de novembro o lançamento de um edital do Ministério dos Transportes para a concessão de mais 12 aeroportos brasileiros à iniciativa privada. Segundo o ministro Valter Casimiro, o plano original era ter feito a licitação dos terminais no primeiro semestre deste ano, mas atrasos sucessivos na divulgação do edital comprometeram o cronograma.

A ideia do governo é licitar de uma só vez 12 aeroportos regionais, que recebem 19,6 milhões de passageiros por ano e respondem por 9,5% do mercado nacional de aviação. Os aeroportos foram divididos em três blocos: o bloco Nordeste é formado por seis terminais: aeroporto internacional do Recife (PE), aeroporto de Maceió (AL), aeroporto de Aracaju (SE), aeroporto de João Pessoa (PB), aeroporto de Juazeiro do Norte (CE) e aeroporto de Campina Grande (PB). Esse lote processa aproximadamente 13,2 milhões de passageiros ao ano, dos quais quase 60% passam por Recife.

Já o bloco do Centro-Oeste conta com os aeroportos mato-grossenses de Cuiabá, Rondonópolis, Alta Floresta e Sinop, com aproximadamente 3,3 milhões de passageiros ao ano, sendo que 85% desse fluxo passa por Cuiabá. No terceiro bloco (Sudeste) estão os aeroportos de Vitória (ES) e de Macaé (RJ), que processam 3,2 milhões de passageiros por ano, com 94% desse fluxo em Vitória.

O Tribunal de Contas da União (TCU) também pediu ajustes no edital da Secretaria de Aviação Civil (SAC), vinculada ao Ministério dos Transportes. A publicação do edital não assegura, porém, a realização efetiva do leilão, já que esta decisão ficará a cargo do próximo governo.

Ferrovia e portos também entram na lista

Além dos 12 aeroportos, Valter Casimiro  afirmou que a concessão da Ferrovia Norte-Sul e de mais quatro terminais portuários também terão seus editais divulgados no próximo dia 29. Sobre a ferrovia, serão 1,5 mil quilômetros de trilhos de malha pronta concedidos, entre os municípios de Porto Nacional (TO) e Estrela D'Oeste (SP).

Já em relação aos portos, serão três terminais em Cabedelo (PB) e um em Vitória (ES), todos voltados para o armazenamento de graneis líquidos.

O capitão aprova?

É importante ressaltar que, dentro desses processos, a aprovação do novo governo é peça fundamental para a conclusão das concessões. Na prática, será o governo Bolsonaro que decidirá o destino das ofertas, já que o prazo mínimo para a realização do leilão é de 100 dias a partir da divulgação do edital, no caso dos aeroportos.

De acordo com Casimiro, a equipe do presidente eleito está ciente dos projetos e não enviou qualquer proposta de mudança em relação ao escopo original.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Dia 18

A caixa transparente do BNDES

Dados sobre tomadores, valores, prazos e taxas já estavam abertos desde 2015

Nada animador

Tesla derrete na bolsa de Nova York após anunciar corte de 7% no quadro de funcionários

Após o anúncio feito pelo CEO da empresa, Elon Musk, através de um email, os papéis da montadora registravam queda de 12% na Nasdaq

Caso Queiroz de volta?

Marco Aurélio Mello dá sinais de que vai rejeitar a suspensão das investigações envolvendo Flávio Bolsonaro

Ministro do STF disse que a “lei vale para todos” e lembrou que, em casos semelhantes, negou seguimento aos processos

Indo pro mercado

Governo de São Paulo anuncia que fundo imobiliário do Estado sairá em março

Segundo o governador João Doria, comercialização do fundo terá início em março deste ano

Nova fase da petroleira

Petrobras anuncia enterro de empréstimos feitos junto aos bancos públicos

Presidente da estatal, Roberto Castello Branco, disse que a petroleira não pegará mais dinheiro com BNDES e Banco do Brasil

Testando a equipe

Por que Davos será decisivo para Bolsonaro?

Sem a presença de Trump, Macron, Macri e Xi Jinping, presidente brasileiro terá um espaço privilegiado no evento

Estreia do novo governo

Discurso de Bolsonaro em Davos defenderá reformas e pilares do liberalismo de Guedes

Apesar do rascunho do discurso já estar pronto, a versão final só deve sair após uma ajudinha de Paulo Guedes

Seu mentor de investimentos

O que você precisa de fato entender na hora de investir seu dinheiro

Nos mercados mundo afora, pouco importa se você é um expert da tecnologia ou das commodities. Na hora H, o que vale mesmo é saber de preço

Ministro da Casa Civil

Para Onyx, família Bolsonaro é vítima de tentativa de desgaste

Vice-presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, atendeu a um pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e determinou a suspensão da investigação sobre movimentações de Queiroz

Tá ruim? Injeta dinheiro que melhora!

Mercado azedou? A bolsa caiu? Chama o Fed!

Mudança de discurso do Banco Central americano explica boa parte desse rali das bolsas de valores neste começo de 2019. A questão é: isso vai durar?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu