Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-07-11T10:11:34+00:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Banco Inter é uma boa? Testamos…

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

28 de maio de 2019
10:55 - atualizado às 10:11
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Conversei com o meu pai ontem e ele me disse que está pensando em encerrar a conta que mantém em um bancão. Está desconfiado que o gerente fica empurrando produtos ruins para ele e acha que tem melhores investimentos por aí. A dúvida do meu pai é: existe um banco definitivo para manter sua conta corrente, cartão e investimentos?

O seu Gazzoni não está sozinho. Diversos leitores do Seu Dinheiro escrevem para mim e para os repórteres da equipe com dúvidas parecidas. Alguns estão de olho em alguma instituição financeira específica e querem saber se é uma boa abrir uma conta.

A repórter Julia Wiltgen assumiu pessoalmente a missão de responder essas questões. Ela já testou a NuConta e agora passou um pente-fino no banco Inter. A Julia mostra todas as vantagens do banco digital, pontos de atenção e dá o seu veredito final se você deve correr para o Inter ou não. Recomendo muito a leitura!

Antes que você fique com a pulga atrás da orelha, esclareço: a análise da Julia é 100% independente. Ela tem liberdade para falar bem de um serviço, se achar que é uma boa para você, mas também tem carta branca para apontar defeitos e te avisar se estiver diante de uma furada.

Seu Dinheiro está aqui para te ajudar a tomar decisões melhores sobre o seu patrimônio. Então, me conta: o que mais você quer saber sobre investimentos? Manda um e-mail pra mim ([email protected]com) e vamos tentar responder as dúvidas mais frequentes.

Quem fica parado é poste

Enquanto enfrenta uma disputa para comprar a Netshoes, o Magazine Luiza segue com outras frentes de expansão. A empresa anunciou na noite de ontem uma parceria com o Carrefour para testar um novo modelo de negócios para vender eletrodomésticos e eletrônicos. A duas empresas farão um projeto piloto em dois hipermercados. Basicamente, o Magalu vai assumir a gestão da área dentro das lojas do Carrefour. Vamos ver no que isso vai dar e como as ações das duas empresas vão reagir…

Conta maior para a Braskem

A Braskem quer virar a página da Lava Jato e está disposta a abrir a carteira. A empresa anunciou na noite de ontem que concluiu as tratativas para assinatura do acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU). A empresa já tinha fechado um acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o Departamento de Justiça americano, a Securities and Exchange Commission (SEC) e a Procuradoria-Geral da Suíça no valor de US$ 1 bilhão. Agora terá de desembolsar R$ 410 milhões a mais.

Deu empate (por enquanto)

Eike Batista deve sentir saudades dos tempos em que era notícia quando saía o ranking dos bilionários da revista Forbes… Ontem o empresário voltou aos holofotes para o julgamento de cinco processos na Comissão de Valores Imobiliários (CVM). O resultado foi conhecido para dois deles. No primeiro, Eike foi condenado a pagar R$ 536 milhões por crime de “insider trading” em negociação de ações da petroleira OGX. No segundo, que dizia respeito a CCX Carvão da Colômbia, o empresário foi absolvido. Saiba mais. 

À mesa com Buffett

Diz o ditado que "não existe almoço grátis", mas quanto você pagaria para se sentar à mesa com o megainvestidor Warren Buffett? O leilão anual beneficente “Power Lunch with Warren Buffett”, que coloca em disputa um almoço com a lenda viva, acaba nesta sexta-feira, mas a organização do evento já recebeu uma oferta de mais de US$ 3,4 milhões pelo prêmio - o equivalente a R$ 13,7 milhões. Um detalhe antes de você abrir a carteira: apesar dos seus bilhões no bolso e dos seus 88 anos, Buffett é conhecido por ser fã de fast food.

Pacto entre poderes

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, veio a público ontem para comentar as manifestações de domingo. Barros apoiou os manifestantes e falou em "pacto pelo Brasil", em linha com as afirmações feitas recentemente por Bolsonaro. Ele ainda afirmou que o governo mantém a orientação para a base aliada no Senado de aprovar a MP 870 da forma como veio da Câmara. A medida é aquela que tira o Coaf do Ministério da Justiça. O Eduardo Campos traz os detalhes.

A Bula do Mercado: agenda política em pauta

Com o fim dos feriados prolongados no exterior, o mercado financeiro volta a funcionar a todo vapor. A atenção se volta para o cenário político, de olho principalmente na tramitação das propostas do governo no Congresso que podem expirar nos próximos dias.

Embora a leitura dos investidores locais sobre as manifestações tenha sido positiva, a dificuldade de diálogo entre Executivo e Legislativo continua a assombrar. Em busca de harmonia entre os poderes, Bolsonaro irá receber hoje Dias Toffoli (STF), Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado) no Palácio do Planalto.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China continua levando cautela aos investidores, que se expõem menos ao risco. O desfecho dessa saga pode definir o cenário sobre o crescimento econômico global nos próximos anos, mas Donald Trump disse "não estar pronto" para um acordo. Os índices futuros em Nova York voltam do feriado oscilando na linha d’água. As sessões na Ásia tiveram leves ganhos, deixando os negócios na Europa sem rumo.

Ontem, o Ibovespa fechou o dia com alta de 1,32%, aos 94.864,25 pontos. O dólar encerrou a sessão com avanço de 0,5%, R$ 4,0354. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Um grande abraço e ótima terça-feira!

Agenda

Índices
- Banco Central divulga relatório de Economia Bancária de 2018
- Tesouro Nacional divulga relatório sobre a Dívida Pública em abril

Política
- Comissão especial da reforma da Previdência na Câmara discute aposentadoria das mulheres

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O dia seguinte

O dia seguinte à bolada que assessores do PT levaram na Mega-Sena

Euforia de ontem foi substituída por cadeiras vazias nas salas da liderança do partido na Câmara dos Deputados

Vai ficar no papel?

Alcolumbre diz que há receio em autorizar privatização da Eletrobras

Presidente do Congresso relatou que 48 senadores do Norte e do Norte são contra, o que tornaria inviável a aprovação de um projeto com esse modelo

Acelerou

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em agosto

Dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança

Ainda não é suficiente

Secretário da Previdência diz que para reforma ser sustentável, “precisamos de camada de capitalização”

Equipe econômica, no entanto, já trabalha em outras medidas como combate à fraude na concessão de aposentadorias e pensões e na gestão dos sistema

Será que vai melar?

Parlamento da Áustria aprova resolução obrigando governo a vetar UE-Mercosul

Movimento ocorre a poucos dias das eleições parlamentares na Áustria, antecipadas para o próximo dia 29 de setembro

Clima tenso entre os brothers

UE está pronta para impor tarifas retaliatórias contra os EUA, diz ministro da França

Bruno Le Maire comentou que a UE se prepara para eventuais sanções contra os EUA por causa de uma disputa sobre subsídios no setor de aviação

De olho na reforma

Câmara e Senado construirão proposta conjunta sobre reforma tributária, diz Maia

O presidente da Câmara também não descartou a ideia de criação de uma comissão mista (com senadores e deputados) para tratar da reforma tributária

O futuro da energia

Shell diz que seu plano é investir US$ 3 bilhões por ano em renováveis no mundo

Presidente da petroleira no Brasil afirmou que não há um prazo para definir os investimentos e que o importante é que os projetos “façam sentido”

De olho nas contas públicas

Governo deve descontingenciar entre R$ 12 bilhões e R$ 13 bilhões, diz secretário

Com a arrecadação maior nos últimos meses, a ideia é liberar parte do orçamento, que foi contingenciado nos meses anteriores

Será que cai mais?

Na contramão do mercado, Itaú mantém projeção para Selic em 5,0% no fim do ano

Segundo relatório da instituição, o banco seguirá observando os dados para a inflação e a taxa de câmbio do Banco Central para decidir por uma nova reavaliação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements