🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Lucia Camargo Nunes
AUTOMÓVEIS

VW Polo: o que está por trás do sucesso do novo líder de vendas de veículos do Brasil

Polo desbancou a tricampeã Fiat Strada, que é um comercial leve, nos emplacamentos do primeiro trimestre — e tem seus méritos por isso

Lucia Camargo Nunes
21 de abril de 2024
8:18 - atualizado às 11:29
Polo Track
Polo Track - Imagem: Volkswagen

Calma, ainda estamos em abril e o ano só começou. Mas é bom ficar de olho nele: o Polo, aquele compacto cheio de resenhas da Volkswagen, é o novo líder de vendas no Brasil.

Desbancou a tricampeã Fiat Strada, que é um comercial leve, nos emplacamentos do primeiro trimestre — e tem seus méritos por isso. 

Em 2023, o Polo fechou o ano como o automóvel de passeio mais vendido, e no segmento de leves só perdeu para a picape Strada.

Vamos contar como o Polo chegou a esta posição, fatos, números e outras curiosidades sobre o compacto da Volkswagen. 

A nova linha após RIP Gol

O Polo foi o sucessor natural do Gol, após 42 anos de sucesso no mercado. Mas é preciso ficar atento porque há uma jogada de marketing.

Ao decidir tirar o Gol de linha, a Volks precisou adotar uma estratégia para diferenciá-lo, porque ele já existia e era um modelo mais caro, acima do Gol. 

Então a montadora lançou um novo Polo, com visual ligeiramente diferente, com variedade de motores e versões. E depois, a marca lançou mais um modelo, agora de entrada, mantendo o visual da geração anterior e com preço mais próximo do Gol. Nascia o Polo Track.

Polo Track é melhor que o Gol?

O Polo possui uma plataforma mais moderna, dirigibilidade superior, direção elétrica bem precisa, tem ótimo acerto de suspensão, sistemas de segurança como controle de estabilidade e de tração e quatro airbags e uma posição de dirigir incomparável.

Sem dúvida, o Polo é a evolução da espécie, um upgrade ao Gol – que descanse em paz, porque seu sucessor está à sua altura.

Uma curiosidade: é o único da linha que não tem o nome “Polo” escrito na traseira. Abaixo do logotipo, na tampa do porta-malas, traz apenas um “Track”. 

Virada histórica

A Volks foi hábil em sacar um sucessor do Gol sem perder o mercado de entrada e agregar aos hatches pequenos.

Em 2022, no seu derradeiro ano, as vendas do Gol chegaram a 72.606 unidades, com 35,5% de market share. O Polo teve apenas 8.193 unidades emplacadas e 2,34% de participação de mercado.

Ao lançar a Track e mais cinco versões do “novo” Polo, a Volks vendeu em 2023, 111.242 unidades, mais do que a soma dos dois anteriormente, e ainda conseguiu emplacar 6.165 unidades remanescentes do Gol.

Uma gama diversificada e completa

O Polo agrada a gregos e troianos. São sete versões, que variam de R$ 88 mil a R$ 151.490, com diferentes opções de motor e câmbio, níveis de conforto, conteúdos e propostas.

A versão mais vendida é a Track, seguida pelo Polo MPI, TSI, Highline e Comfortline e GTS. No final de 2023 lançou a versão Sense, apenas para o público PcD. 

A Volks ainda não apresentou, mas terá em breve a versão Robust, mais voltada a trabalho e frotas, com o mesmo preço da Track.

De diferente, traz suspensão um pouco mais alta, mas não oferece nem rádio nem outros opcionais. A Volks vai vender kits, que podem incluir capas para os bancos, tapetes de borracha, engate e tapete de borracha no porta-malas.

Carro de trabalho

A cada dez Polos vendidos, seis são para pessoas jurídicas. No primeiro trimestre, o Polo teve 64% dos emplacamentos em vendas diretas (locadoras, frotas, taxistas e PcD).

Os dados são da Fenabrave, que não detalha o mix de versões (nem a Volks divulga, mas a reportagem conseguiu, veja mais aqui). 

Isso significa que o Polo é um carro de trabalho e com a nova versão de entrada Robust reforça essa vocação.

Você pode questionar o que isso importa para um consumidor comum: não é regra, mas quanto mais se vende um carro, maior a oferta de peças de reposição e a escala pode representar maior concorrência em peças e serviços e menores custos. 

Interior do Polo Track
Interior do Polo Track

Dura concorrência

Não é porque é líder que tem vida fácil. Enquanto o Gol era colocado pela Fenabrave, a entidade que representa as concessionárias, como carro de entrada, ao lado de Fiat Mobi e Renault Kwid, o Polo, mesmo tendo uma versão de entrada, é classificado como Hatch Pequeno, junto a Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Fiat Argo, seus principais concorrentes. É a segunda categoria que mais vende, depois dos SUVs. 

Melhor Valor de Revenda

De acordo com estudo feito pela Revista 4 Rodas e a KBB, empresa de precificação de veículos, o Polo é o hatch compacto que menos desvaloriza.

O índice da publicação aponta para -19,4%, mas pela tabela Fipe a desvalorização em um ano é de -17%. Na mesma categoria, o Polo é seguido pelo Honda City que deprecia -22%. A marca Volkswagen também ajuda: tem fácil aceitação no mercado de usados.

LEIA TAMBÉM:

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar