🔴 META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM 2 OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

Elon Musk desafia ministro do STF, Alexandre de Moraes, e já prevê fechar escritório do X no Brasil

Musk afirmou que o magistrado “traiu” a Constituição do Brasil e sugeriu o impeachment de Moraes

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
7 de abril de 2024
10:14 - atualizado às 14:10
O ministro do Supremo Tribunal Federa, Alexandre de Moraes, e o bilionário Elon Musk, dono do X, antigo Twitter
Imagem: Freepik/Shutterstock/Montagem Seu Dinheiro

O dono do X (antigo Twitter), o bilionário Elon Musk, acusou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, de promover uma censura no Brasil.

Ele também desafiou o magistrado, ameaçando descumprir ordens judiciais e revisar restrições impostas à plataforma.

"Por que você está exigindo tanta censura no Brasil?", disse Musk, neste sábado (6) ao comentar uma publicação feita pelo magistrado em janeiro.

Moraes não respondeu e ainda não se posicionou sobre as acusações do bilionário.

  • Análises aprofundadas, relatórios e recomendações de investimentos, entrevistas com grandes players do mercado: tenha tudo isso na palma da sua mão, entrando em nossa comunidade gratuita no WhatsApp. Basta clicar aqui. 

A publicação em que Musk comentou foi feita por Moraes para parabenizar o ministro Ricardo Lewandowski pela nomeação como chefe da pasta da Justiça e Segurança Pública do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O dono do antigo Twitter, atual X, se diz um "absolutista da liberdade de expressão".

Relator de inúmeros inquéritos sensíveis no STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Mores é autor de uma série de despachos que suspenderam perfis, nas redes sociais — entre elas o X — , de investigados por suposta disseminação de desinformação e ataques às urnas eletrônicas.

A X Corp., empresa de Elon Musk dona da rede social, se manifestou em seguida dizendo que foi "forçada" por decisões judiciais a bloquear contas no Brasil.

A empresa afirma não saber quais publicações violaram a lei e diz estar proibida de informar quais contas foram afetadas.

Musk quer impeachment de Moraes

Com a repercussão das publicações anteriores, Elon Musk voltou a criticar o ministro do STF na tarde deste domingo (7), mais uma vez, por meio do X.

No post, o bilionário afirma que Alexandre de Moraes "traiu repetidamente a Constituição e o povo do Brasil" e pediu o impeachment do magistrado.

X, antigo Twitter, vai sair do Brasil?

O bilionário Elon Musk também afirmou que a empresa está levantando todas as restrições determinadas por Moraes.

Musk ameaçou rever restrições que foram impostas por decisões judiciais e disse que isso, provavelmente, irá fazer o X perder receitas e forçar a empresa a fechar o escritório no Brasil. Veja:

"Este juiz aplicou multas pesadas, ameaçou prender nossos funcionários e cortou o acesso ao X no Brasil", escreveu Musk.

"As restrições de conteúdo no Brasil foram removidas", afirmou, em outro post.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar