🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
VAI APAGAR A LUZ

Venezuela vai desligar máquinas de mineração de bitcoin (BTC) no país; você deveria se preocupar?

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população

Renan Sousa
Renan Sousa
20 de maio de 2024
9:32 - atualizado às 18:07
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com a bandeira e um bitcoin (BTC) atrás
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com a bandeira e um bitcoin (BTC) atrás - Imagem: Divulgação / Montagem Seu Dinheiro

O governo da Venezuela quer desligar as máquinas de mineração de bitcoin (BTC) do país.

A iniciativa veio do Ministério do Poder Popular para a Energia Elétrica (MPPEE), divulgada através de uma postagem no Instagram.

“Ministério do Poder Popular para a Energia Elétrica (MPPEE), através da Corporação Elétrica Nacional (Corpoelec), em conjunto com o Ministério Público, iniciou um Plano Especial de Fiscalização de Cargas direcionado aos usuários de alto consumo ligados à mineração digital.
O objetivo é desconectar do Sistema Elétrico Nacional (SEN) todas as fazendas de mineração de criptomoedas no país, evitando o alto impacto na demanda, o que permite continuar oferecendo um serviço eficiente e confiável a todo o povo venezuelano”

O anúncio foi feito na sexta-feira (17). Porém, os preços da maior criptomoeda do mundo não se mexeram desde então. No acumulado dos últimos sete dias, a valorização é de cerca de 7%.

Nesta segunda-feira (20), o bitcoin era negociado a US$ 67.093,41 por volta das 8h50, uma queda de 0,30% nas últimas 24h. 

  • Já quis saber o que acontece nos bastidores do mercado cripto? O especialista Valter Rebelo estará no maior evento de criptomoedas do mundo e vai mostrar tudo em uma transmissão gratuita. Faça sua pré-inscrição aqui.

Venezuela e mineração de bitcoin

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população.

A iniciativa, segundo o Ministério, teria o objetivo de evitar o alto impacto na demanda de energia elétrica do país.

Segundo os dados mais recentes do Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index, a Venezuela não tinha participação relevante na mineração de BTC global.

Portanto, a expectativa é de que a iniciativa do governo da Venezuela não tenha impacto relevante sobre a maior criptomoeda do mundo

Os líderes dessa atividade ainda são Estados Unidos e China — mesmo com a atividade cerceada no país.

Mineração de BTC consome muita energia elétrica

Um dos problemas da criptomoeda é que, para manter a rede ativa, é necessário uma quantidade imensa de energia elétrica.

Estudos do Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index informam que toda a rede do bitcoin consome mais energia por ano do que os Emirados Árabes Unidos, a Argentina e a Ucrânia, por exemplo.

Porém, não é só o consumo que preocupa, mas a fonte de energia elétrica usada pelos mineradores.

Na China, por exemplo, a principal matriz usada na geração é o carvão, responsável por quase um quarto da energia produzida no país. Isso coloca o gigante asiático como responsável por 11% do dióxido de carbono (CO2) do planeta. 

De acordo com o índice, a mineração anual de bitcoin está em 145,55 TWh, consumindo 0,57% da energia elétrica produzida no mundo todo. Já na Venezuela, o consumo anual de eletricidade foi de 67,86 TWh em 2021, de acordo com dados da Low-Carbon Power.

Outro lado da criptomoeda: mineração verde de bitcoin

Com o aumento da procura por mineração de criptomoedas, essa atividade pode se tornar um dos grandes vilões do meio ambiente, como foi apontado pelo bilionário Bill Gates.

Porém, de acordo com o Bitcoin Mining Council, organização descentralizada que avalia as condições de consumo de energia do BTC, cerca de 63% da mineração da criptomoeda vem de fontes renováveis.

Contudo, os números são de 2023 e podem não representar diretamente a realidade, tendo em vista que a atividade é descentralizada e não conta com uma calculadora exata para fazer a medição.

VEJA TAMBÉM - Ele mora em Portugal, mas vai receber herança no Brasil... Dinheirista prevê problemas com a Receita Federal. Entenda

Compartilhe

RALI EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) passa pelo primeiro teste de fogo e mira os US$ 70 mil, mas segundo round pode ser ainda mais difícil de superar; entenda

12 de junho de 2024 - 11:03

O começo eletrizante dos negócios nesta quarta-feira (12) se deve à divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) dos EUA

CRYPTO INSIGHTS

Até quando o bitcoin (BTC) vai ficar de lado?

11 de junho de 2024 - 19:31

Não estamos ainda no auge do bull market, pois o fator fundamental para isso (liquidez) ainda está em níveis não favoráveis para as conhecidas e tão desejadas alavancadas de preço

NEGATIVO

Entenda os dois fatores que fizeram o bitcoin (BTC) cair quase 4% hoje e derrubam o mercado de criptomoedas

11 de junho de 2024 - 11:03

No caso das criptomoedas, as liquidações nas últimas 24h cresceram mais de 200%, atingindo o patamar de US$ 195,41 milhões, segundo o CoinGlass

EM ALTA

Bitcoin (BTC) supera fase de consolidação de preços e toca os US$ 71 mil; ethereum (ETH) e outras criptomoedas sobem hoje

4 de junho de 2024 - 15:10

O último grande evento do mercado havia sido a aprovação dos primeiros ETFs de ethereum (ETH) à vista (spot) dos Estados Unidos

SEM LASTRO NEM RASTRO

A incrível história da ‘rainha cripto’ que deu um golpe de mais de R$ 20 bilhões — e hoje ninguém sabe se ela está escondida ou morta

3 de junho de 2024 - 16:06

Conhecida como rainha cripto, Ruja Ignatova não é vista desde 2017 — e especula-se que isso tenha relação com seu suposto envolvimento com um mafioso búlgaro

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

O que a aprovação do primeiro ETF de ethereum (ETH) à vista dos EUA tem a ver com o bitcoin (BTC) na Zona da Banana; entenda aqui

1 de junho de 2024 - 15:37

A maior criptomoeda do mundo “estacionou” no patamar próximo dos US$ 68 mil, enquanto as demais moedas também tem valorizações modestas

AVANÇO NO BRASIL

Circle, emissora da stablecoin USDC (USDC), firma parceria com BTG Pactual (BPAC11) e Nubank (ROXO34) para oferecer ‘dólar digital’ aos clientes

29 de maio de 2024 - 14:00

O anúncio acontece pouco mais de uma semana após o banco central publicar seu cronograma de regulação de stablecoins

SALTO EM CRIPTO

Aprovação do ETF de ethereum (ETH) impulsiona criptomoedas hoje; bitcoin (BTC) salta para US$ 70 mil

27 de maio de 2024 - 14:14

Quatro meses depois da aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista (spot), o mercado celebra a mesma notícia, mas agora para o ethereum (ETH)

CONVERSA COM DIRETOR

Fundo de criptomoedas por R$ 0,01: executivo explica estratégia da gestora do Banco do Brasil (BBAS3) para disponibilizar produto para público amplo

27 de maio de 2024 - 6:01

Entre outras mudanças ocorridas na gestão do fundo, Mário Perrone, diretor comercial e de produtos da gestora, contou para o Seu Dinheiro o motivo

CRIPTOMOEDAS

A SEC mudou de ideia em relação às criptomoedas? Aprovação de ETF de ethereum (ETH) sugere que isso pode ter começado a acontecer

26 de maio de 2024 - 11:27

Xerife do mercado financeiro norte-americano concedeu aval para o funcionamento de ETFs de ethereum à vista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar