🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
CHEGAMOS AO FIM

Acabou: Laboratório responsável pela Terra (LUNA) pagará US$ 4,5 bilhões para SEC e encerrará atividades — como fica “nova” criptomoeda agora?

Chris Amani, CEO da Terraform Labs, publicou no X, antigo Twitter, que, a partir de agora, a comunidade da criptomoeda Terra é quem cuidará do protocolo

Renan Sousa
Renan Sousa
13 de junho de 2024
19:15 - atualizado às 16:07
Terra (LUNA) um mês do desaparecimento de uma das maiores criptomoedas o mercado

A protagonista de uma das maiores crises do mercado de criptomoedas encontrou seu destino final. A Terraform Labs, responsável pela moeda virtual Terra (LUNA) irá encerrar suas atividades, conforme divulgado por um dos desenvolvedores do projeto. 

Chris Amani, CEO da Terraform Labs, publicou no X, antigo Twitter, que, a partir de agora, a comunidade da criptomoeda Terra é quem cuidará do protocolo. Entenda como surgiu a “nova” moeda e os problemas a partir de agora no fim desta reportagem.

Em linhas gerais, as criptomoedas são projetos descentralizados e que podem ser geridos pela comunidade. Porém, há mais confiança em protocolos gerenciados por grupos de programadores conhecidos e atuantes. 

“Estaremos encerrando completamente as operações. Agradecimentos especiais aos lunáticos que nos apoiaram neste processo e agradecimentos à equipe TFL”, escreveu.

O anúncio aconteceu logo após a Terraform Labs entrar em um acordo com a SEC, a CVM dos Estados Unidos, para pagar uma multa de US$ 4,5 bilhões e encerrar a investigação contra os desenvolvedores.

Além disso, Do Kwon, antigo dono da Terraform Labs, está proibido de atuar nos EUA ou de assumir cargos de chefia em empresas públicas. 

Histórico de negociações da Terra (LUNA) com a SEC

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos chegou a exigir o pagamento de uma multa de US$ 5,3 bilhões de Kwon pelo calote aos investidores do protocolo Terra.

Documentos publicados pela SEC exigiam que Do Kwon e a Terraform Labs pagassem aproximadamente US$ 4,7 bilhões como forma de devolver os lucros obtidos de forma ilícita.

Separadamente, tanto o ex-chefe da Terraform Labs quanto os desenvolvedores deverão pagar US$ 420 milhões em ações civis — sendo que Kwon deve desembolsar, sozinho, US$ 204 milhões.

Estima-se que o colapso da criptomoeda Terra (LUNA) e da TerraUSD (UST) tenham drenado mais de US$ 40 bilhões do mercado de criptomoedas. Vale lembrar que Kwon foi preso em Montenegro no ano passado por falsificação de passaporte e liberado quatro meses depois.

Ainda não foi decidido se ele será extraditado ou não.

Relembre o caso e a crise das criptomoedas

O dia 8 de maio de 2022 marcou o início da derrocada do protocolo Terra (LUNA).

Tanto a criptomoeda quanto a stablecoin TerraUSD (UST) entraram em uma “espiral da morte”, levando consigo bilhões de dólares dos investidores.

Ambas as criptomoedas eram interligadas, e a crise ocorreu após a venda de um grande volume de UST, o que levou o protocolo a  emitir mais LUNA para sustentar a paridade da stablecoin. Leia com mais detalhes aqui.

Por se tratar de um mercado com pouca ou nenhuma regulação, o desenvolvedor-chefe do protocolo, Do Kwon, quase conseguiu escapar impunemente — os demais programadores até tentaram lançar uma criptomoeda para substituir a Terra (LUNA), mas o projeto não prosperou.

Quem aproveitou a cortina de fumaça para dar no pé foi Kwon. Ele fugiu do seu país de origem e passou a ser procurado por 195 nações amigas da Coreia do Sul até ser pego em Montenegro.

Além do processo envolvendo a Terra (LUNA) nos Estados Unidos, a Terraform Labs é acusada de dever mais de US$ 78 milhões aos cofres públicos coreanos. As acusações incluem evasão de impostos tanto de sua pessoa física quanto da sua empresa.

Compartilhe

CRIPTOMOEDAS HOJE

Sabe quem não saiu do ar com a pane cibernética? O bitcoin (BTC), que aproveitou para subir para os US$ 66 mil hoje

19 de julho de 2024 - 15:15

Verdade seja dita, desde a criação do bitcoin em 3 de janeiro de 2009, a maior criptomoeda do mundo ficou online 99,99% do tempo

DESCOMPRESSÃO

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 62 mil: veja os dois eventos que fizeram os preços da maior criptomoeda do mundo ‘respirar’ hoje

15 de julho de 2024 - 8:48

Um dos fatores que contribuíram para um alívio nos preços do bitcoin e das demais criptomoedas do mundo foi o fim das transferências do governo da Alemanha

CRIPTOMOEDAS HOJE

Por que o atentado contra Trump ajudou o bitcoin (BTC) recuperar o patamar de US$ 60 mil

14 de julho de 2024 - 10:03

Depois de patinar no início de julho, bitcoin (BTC) mostrou uma recuperação mais firme após o atentado de sábado contra Trump

É A VOLTA DO RALI

Bitcoin (BTC) salta e busca os US$ 59 mil após inflação dos EUA vir menor que o esperado; veja criptomoedas que sobem hoje

11 de julho de 2024 - 10:33

Imediatamente após os dados de inflação, os mercados já precificaram em cerca de 87% de chance de o Fed começar a cortar as taxas em sua próxima reunião, em setembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Até onde vai o preço do bitcoin (BTC)? Queda pode colocar criptomoeda no nível de US$ 50 mil, mesmo com expectativas positivas para 2024

8 de julho de 2024 - 12:12

Apesar das perspectivas de curto prazo serem negativas, analistas ouvidos pela reportagem apontam que, em um horizonte maior, o bitcoin tende a se valorizar

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) começa semana com desconto de 6% após perdas recentes; entre as criptomoedas, Notcoin (NOT) salta 50% hoje 

7 de julho de 2024 - 11:49

O Notcoin começou como um jogo que se tornou viral entre os usuários do app de mensagens Telegram

EM QUEDA LIVRE

Bitcoin (BTC) perde suporte e chega aos US$ 54 mil; criptomoedas derretem em meio à crise da gestora Mt. Gox

5 de julho de 2024 - 9:41

Gestora que entrou em falência há dez anos realizará pagamentos aos credores neste mês; distribuição de bitcoins no mercado pressionam os preços das criptomoedas nesta sexta-feira (5)

DESCE?

Bitcoin (BTC) cai e testa suporte de US$ 57 mil com vencimento de contratos somando mais de US$ 340 milhões

4 de julho de 2024 - 7:27

Além disso, a ausência de negócios em Nova York em virtude do feriado de independência dos EUA tende a trazer volatilidade aos negócios

ONDE INVESTIR NO 2º SEMESTRE

Bitcoin (BTC) vai renovar máximas históricas de novo? Analistas veem criptomoedas apenas no início de um ciclo de novas altas

4 de julho de 2024 - 6:15

Conheça também três setores e três moedas virtuais que podem se valorizar no segundo semestre de 2024

REAL DIGITAL

Um jabuti no Drex: Congresso usa PEC da autonomia do BC para preservar cartórios dos impactos do real digital

3 de julho de 2024 - 9:43

Jabuti que limita uso do real digital para reduzir burocracia foi inserido na PEC da autonomia do BC durante tramitação na CCJ do Senado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar