🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
ELA CORREU PARA ELE ANDAR

Fed: Powell vai ter coragem de seguir o BCE de Lagarde e elevar os juros? Saiba o que dizem as apostas agora

Nesta quinta-feira (16), o banco central da zona do euro elevou as taxas em 0,50 ponto percentual (pp) mesmo depois que problemas nos bancos regionais norte-americanos e no Credit Suisse levaram pânico aos mercados

Carolina Gama
16 de março de 2023
14:31 - atualizado às 13:36
Jerome Powell caindo como um cometa nas bolsas americanas e do bitcoin (BTC) e das criptomoedas
Imagem: Montagem / Shutterstock

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, correu para que o chefão do Federal Reserve (Fed) pudesse andar — agora resta saber se Jerome Powell seguirá os planos de perseguir a inflação com mais um aumento da taxa de juros. As apostas dos traders voltaram a indicar que sim, pero no mucho

Nesta quinta-feira (16), o BCE elevou os juros em 0,50 ponto percentual (pp) mesmo depois dos problemas nos bancos regionais norte-americanos e no Credit Suisse. 

Lagarde bancou a decisão — que colocou a taxa de refinanciamento em 3,50%; a de depósitos, em 3%; e a de empréstimos, em 3,75% — dizendo que viveu a crise de 2008 e que, caso seja necessário, o BCE tem as ferramentas adequadas para manobrar a situação. 

“Se for necessário, nós temos as ferramentas, temos os mecanismos disponíveis, e também temos uma caixa com outros instrumentos que estamos sempre prontos para ativar se e quando necessário”, disse ela. 

Fed: devagar com o andor que o santo é de barro

Depois que o Silicon Valley Bank (SVB) quebrou na semana passada e foi seguido pela falência do Signature Bank, a luz amarela acendeu para o Fed — o mercado já tinha visto o filme de bancos regionais fechando as portas, no que culminou na crise de 2008 com o Lehmann Brothers. 

A situação piorou ontem, quando o Credit Suisse informou que um investimento saudita não estava mais disponível. 

Os investidores passaram a duvidar das condições para o Fed elevar os juros na reunião da próxima semana e teve banco grande apostando na reversão dos planos. O Goldman Sachs, por exemplo, passou a prever o corte da taxa referencial nos EUA. 

Esse cenário mudou quando, no fim do dia de ontem, o BC suíço anunciou ajuda ao Credit Suisse. As ações do banco dispararam hoje e a situação foi , pelo menos aparentemente, contida.

Os traders ficaram mais animados e voltaram a apostar massivamente no aumento da taxa de juros pelo Fed. Só que como o santo é de barro, a possibilidade de elevação de 0,50 pp como fez o BCE hoje foi retirada da mesa. Entrou em cena, de novo, uma alta mais modesta, de 0,25 pp — o que colocaria os juros nos EUA na faixa entre 4,75% a 5,00% ao ano. 

De acordo com dados do CME Group, as chances de o Fed elevar os juros em 0,25 pp passaram de 54,6% ontem para 81,9% agora. Já a probabilidade de manutenção no nível atual de 4,50% a 4,75% ao ano baixaram de 45,4% ontem para 18,1% agora. Já as apostas em um aumento de 0,50 pp estão zeradas. 

  • Já sabe como declarar seus investimentos no Imposto de Renda 2023? O Seu Dinheiro elaborou um guia exclusivo onde você confere as particularidades de cada ativo para não errar em nada na hora de se acertar com a Receita. Clique aqui para baixar o material gratuito.

O que dizem os especialistas?

A leitura do economista-chefe internacional do ING, James Knightley, é de que se o BCE aumentasse os juros e os mercados reagissem mal, o Fed provavelmente pensaria duas vezes para subir a taxa — mas não foi o que aconteceu. 

“Como os mercados seguiram em frente, o movimento de 0,25 pp do Fed é o mais provável”, disse Knightley. 

O UBS BB também está em linha com as apostas dos traders de um aperto monetário de 0,25 pp na reunião de 21 e 22 de março. 

“Apesar da recente turbulência no setor bancário, o Fed ainda tem um problema de inflação e, como disse o presidente Powell na semana passada, ainda tem trabalho a fazer”, diz o banco em nota. 

Segundo o UBS BB, o comitê de política monetária do Fed (Fomc, na sigla em inglês) deve argumentar que o sistema bancário permanece forte e resiliente o suficiente para resistir a um aumento de 0,25 pp. 

O Danske Bank também aposta na alta dos juros. Segundo o banco dinamarquês, apesar da incerteza em torno dos riscos para a estabilidade financeira, o Fed manterá o plano de subir a taxa para controlar a inflação. 

“As pressões de preços de alimentos, frete e energia claramente diminuíram. Os mercados de trabalho permanecem aquecidos e, embora as pressões salariais tenham mostrado sinais preliminares de redução, as pressões subjacentes sobre os preços permanecem rígidas”, diz o Danske em nota. 

Compartilhe

RECADO DADO

A punição de Biden: EUA não perdoam ataque a Israel e castigam o Irã — mas o verdadeiro motivo das sanções não é econômico

18 de abril de 2024 - 13:17

O Tesouro norte-americano anunciou medidas contra uma dezena de pessoas e empresas iranianas e ainda avalia restrições ao petróleo do país, mas, ao contrário do que parece, medidas também mandam uma mensagem a Netanyahu

GUERRA QUENTE

Por essa nem Putin esperava: a previsão que coloca a Rússia à frente da maior economia do mundo

17 de abril de 2024 - 18:41

O Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou as projeções para a economia russa e os números revelam o segredo de Putin para manter o país em expansão

COM OU SEM CHAMPANHE?

O maior bilionário do planeta ficou quase R$ 30 bilhões mais rico hoje. O que fez a fortuna do dono da Dior e da Louis Vuitton disparar?

17 de abril de 2024 - 17:55

O patrimônio do magnata de luxo francês acompanha a valorização das ações da LVMH; conheça os números do conglomerado que animaram o mercado hoje

DECRETO CONTINUA

Milei tem vitória no “STF” da Argentina e mantém decreto em vigor, mas batalha ainda não terminou  

17 de abril de 2024 - 10:31

Mesmo que a Corte resolvesse barrar o DNU, Milei ainda tem uma carta na manga: ele poderá indicar até dois novos juízes para o tribunal

MAGNATA INDONÉSIO

Como este bilionário que você provavelmente não conhece transformou uma fortuna de US$ 5 bilhões em US$ 51 bilhões de em um ano

16 de abril de 2024 - 19:33

O magnata asiático da indústria de energia conseguiu multiplicar a sua fortuna em dez vezes em um ano; entenda o que aconteceu

ELON MUSK TINHA RAZÃO?

Invasão da China: como Biden e Trump querem frear os elétricos chineses liderados pela BYD nos EUA

16 de abril de 2024 - 18:58

Os veículos elétricos ainda não são vendidos no país, mas despertam cada vez mais preocupação de políticos e empresários do segmento, que colocam planos para barrar a maré vermelha à prova

A VIDA VAI MELHORAR (?)

Segura, Javier Milei: Argentina terá inflação de “apenas” 150% em 2024, mas contração econômica será maior, diz FMI

16 de abril de 2024 - 16:47

As projeções para 2025 melhoram, com a expectativa de que a inflação fique em 45% no ano e a atividade econômica cresça 5% em relação a 2024

ÁGUA NO CHOPE DO MERCADO

Juros em alta? Presidente do Fed fala pela primeira vez após dado de inflação e dá sinal claro do que vai acontecer nos EUA — bolsas sentem

16 de abril de 2024 - 15:35

A declaração de Powell voltou a sacudir os mercados: Wall Street devolveu ganhos, com o S&P 500 no vermelho, e os yields (rendimentos) dos títulos do Tesouro norte-americano voltaram a disparar

SEM BANHO-MARIA

Fogo alto: o revide de Israel contra o Irã coloca Netanyahu em uma panela de pressão — mas há uma saída possível

16 de abril de 2024 - 14:34

O mundo se pergunta quando Israel vai revidar à ofensiva iraniana e uma autoridade do país dá uma pista do que pode acontecer daqui para frente

OS ALVOS DO BILIONÁRIO

‘Petróleo branco’, níquel e satélites: conheça interesses de Elon Musk no Brasil

15 de abril de 2024 - 19:06

Entre seus principais alvos está a mineração, que abastece suas indústrias com materiais necessários para produção

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar