🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-13T17:56:07-03:00
Beatriz Azevedo Pinto
ARSENAL DO HORROR

Alerta de risco global: Putin tem nova ‘arma de guerra’ com potencial para causar uma catástrofe e atingir quase 50 milhões de pessoas, avisa ONU; descubra o que é

Guerra na Ucrânia continua firme e forte, e Putin tem nova arma que pode atingir em cheio uma legião de pessoas

11 de junho de 2022
15:33 - atualizado às 17:56
Putin tem nova arma de guerra
Imagem: Shutterstock

A Organização das Nações Unidas (ONU) já emitiu o aviso de risco grave: quase 50 milhões de pessoas podem ser afetadas pelo novo artifício de batalha da Rússia. De acordo com a organização, Putin está usando a comida como arma de guerra e pode deixar uma legião de pessoas passando fome. 

As informações são do último alerta grave sobre a insegurança alimentar feito pela instituição. Nele, ressalta-se que o conflito provocado por Moscou tem impacto devastador na oferta e nos preços globais dos alimentos. 

Isso acontece porque a Ucrânia, já descrita como celeiro mundial, sofre uma gigantesca pressão sobre a produção e a exportação de alimentos, o que atinge o mundo todo. 

Só com o bloqueio russo aos portos do país, o planeta já sentiu o impacto, e o preço global dessas commodities subiu. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o preço global dos alimentos aumentou 17%, enquanto o dos grãos subiu 21%.

Segundo a ONU, isso é uma ameaça catastrófica que pode causar escassez de comida em várias partes do globo. O secretário-geral da Organização ainda destacou “A guerra, juntamente com outras crises, ameaça gerar uma onda sem precedentes de fome e miséria, deixando o caos social e econômico no seu rastro”. 

Por que a guerra entre Rússia e Ucrânia tem o poder empurrar uma legião de pessoas para a miséria e a fome

De acordo com a FAO, até 30% das terras agrícolas da Ucrânia vão ficar sem novos plantios e colheitas em razão da guerra. 

Isso porque as áreas usadas para a agricultura do país estão ocupadas pelos russos. Os dados apontam que cerca de 50% do território da região plantada com trigo no inverno e 40% da área com centeio estão tomadas pelo inimigo. 

E tem mais: a batalha entre os países também gera falta de trabalhadores para a lavoura devido ao grande número de pessoas que fugiram do país ou estão envolvidas na guerra contra Putin. 

Além de tudo isso, as sanções globais impostas à Rússia estão atingindo em cheio o fornecimento mundial de fertilizantes e produtos agrícolas. 

Nem mesmo os grãos já colhidos se salvam da guerra. Autoridades ucranianas vêm acusando o país rival de roubar esses alimentos junto com outras commodities. 

“A Rússia roubou cerca de 600 mil toneladas de grãos", disse o vice-presidente da União Publica do Conselho Agrário da Ucrânia, Denys Marchuk. 

Ele destaca que o alimento foi roubado de regiões no sul do país e transportado para portos da Crimeia, onde é encaminhado para o Oriente Médio. Moscou nega as acusações, mas o líder da administração militar apoiada por Moscou para a região de Zaporizhzhia cantou vantagem de ter vagões cheio de grãos ucranianos partindo para a Crimeia. 

A economia global está por um fio? Um grande crise deve estar chegando, descubra como protrger seu patrimônio do caos; receba insights diários de investimentos e análises decisivas para o seu patrimônio em nossa página do Instagram, clique aqui para nos seguir

A nova arma de guerra da Rússia 

Desde o começo do conflito, as acusações de que a Rússia vem usando comida como arma de guerra vêm aumentando. A chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, deixou claro: “a comida se tornou parte do arsenal do terror de Putin."

Veja também - Pânico no mercado cripto: é hora de comprar bitcoin (BTC) em promoção?

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies