🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
APÓS OFERTA HOSTIL

Pátria fortalece divisão de fundos imobiliários com compra da gestora VBI Real Estate; saiba mais sobre o negócio

Os produtos de real estate do Pátria passarão a ser conduzidos pela VBI, que é uma das principais gestoras de FIIs do país

Larissa Vitória
Larissa Vitória
9 de junho de 2022
12:02 - atualizado às 12:03
Entrada do escritório da Pátria Investments | Fundos imobiliários PATC11 VBI Real Estate
Imagem: Reprodução

A indústria de fundos imobiliários ganhou nesta quinta-feira (9) um novo e importante player para gestão de FIIs: o Pátria Investments fechou acordo para a compra de uma participação de 50% da VBI Real Estate

A movimentação entre as duas gestoras já vinha sendo especulada pelo mercado e ocorreu seis meses após o Pátria sofrer uma tentativa hostil de tomada de controle de um de seus fundos, o Pátria Edifícios Corporativos (PATC11).

Apesar de ser um dos nomes mais tradicionais no mercado de fundos brasileiros, o Pátria era conhecido principalmente pelo trabalho com private equity e infraestrutura. E a linha do tempo do início do relacionamento com a VBI coincide com o acontecimento: segundo fontes ouvidas pela imprensa, as negociações começaram ainda no primeiro trimestre deste ano.

Agora, com a confirmação do negócio — cujo valor não foi informado —, a gestora reforça sua posição no mercado imobiliário. Seus produtos de real estate, incluindo o PATC11, passarão a ser conduzidos pela VBI, que é uma das principais gestoras de FIIs do país.

“Os sócios do Pátria atualmente responsáveis pela área imobiliária passarão a integrar o comitê de investimentos e o conselho de administração da VBI”, explica a gestora, em fato relevante.

Relembre a polêmica do PATC11

Enquanto a conclusão do negócio — que ainda depende da “superação de condições precedentes” de praxe para transações do tipo — não sai, relembre detalhes sobre a oferta hostil que pode ser uma das principais razões por trás da compra da VBI.

Tudo começou em meados de janeiro, quando a Capitânia Investimentos anunciou a intenção de fazer uma Oferta Pública de Aquisição de Cotas (OPAC) do Pátria Edifícios Corporativos (PATC11).

Como a operação não foi negociada com o Pátria, gestor do FII, configurou-se um típico caso de oferta hostil, que costuma ser mais comum em empresas com ações na bolsa.

Assim, pouco mais de uma semana após a oferta da Capitânia ser aprovada pela B3, o Pátria Investimentos reagiu e declarou publicamente que considerava a operação desvantajosa para os cotistas.

E os investidores e analistas concordaram com a avaliação do Pátria: a Capitânia pretendia comprar quase dois milhões para assumir o controle do PATC11, mas conseguiu arrematar apenas 750 no leilão ocorrido no final de janeiro.

Compartilhe

BOLSA NA SEMANA

Petz (PETZ3) zera as perdas do ano enquanto CVC (CVCB3) despenca quase 15% — veja o que foi destaque na bolsa na semana

20 de abril de 2024 - 12:50

Ibovespa teve uma sequência de seis quedas com a disparada do dólar em meio às incertezas sobre os juros nos EUA

APERTA O PLAY!

Barril de pólvora — e inflação. Como o conflito no Oriente Médio e os juros nos EUA mexem com a bolsa e o dólar

20 de abril de 2024 - 11:02

O podcast Touros e Ursos recebe João Piccioni, CIO da Empiricus Gestão, para comentar a escalada das tensões entre Irã e Israel e a pressão inflacionária nos EUA

VOLTOU ATRÁS

Vitória dos acionistas? Petrobras (PETR4) pode distribuir parte dos dividendos extraordinários após sinal verde de Lula

20 de abril de 2024 - 9:58

O pagamento dos proventos foi aprovado pelo conselho de administração e deve ser votado na assembleia geral na próxima semana

Market Makers

Vale (VALE3) é a mais barata do setor de mineração e sai ganhando com futuro promissor do minério de ferro

19 de abril de 2024 - 13:46

Eu, Matheus Soares, enxergo um grande potencial na commodity independentemente da crise de sua maior exportadora: a China — e a mineradora brasileira sai ganhando com isso

SAIBA MAIS

XP Malls (XPML11) vai pagar o segundo maior dividendo de sua história neste mês; veja quem tem direito a receber

19 de abril de 2024 - 11:54

De acordo com comunicado enviado ao mercado na noite de quinta-feira (18), o XPML11 distribuirá R$ 0,91 por cota neste mês

MERCADO DE CAPITAIS

Boa Safra (SOJA3) supera o “El Niño” da bolsa e capta R$ 300 milhões em oferta de ações

19 de abril de 2024 - 10:17

Apesar do momento de seca da bolsa, a Boa Safra encontrou uma boa demanda para os papéis no mercado; preço por ação saiu a R$ 16,50

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar perde força e fecha abaixo de R$ 5,20; Ibovespa reduz as perdas da semana com “empurrão” de Petrobras (PETR4)

19 de abril de 2024 - 6:50

RESUMO DO DIA: Embora a tempestade que assombrou a semana não tenha se dissipado totalmente, o Ibovespa conseguiu emplacar a segunda alta consecutiva com apoio de Petrobras (PETR4) — que fez o índice reduzir as perdas dos últimos pregões. O Ibovespa fechou com alta de 0,75%, aos 125.124 pontos. Na semana, o recuo foi de […]

DE OLHO NAS REDES

Petrobras (PETR4): e se a melhor e pior notícia que a empresa poderia dar vierem juntas, o que seria das ações? 

18 de abril de 2024 - 13:30

De uns tempos para cá, a Petrobras vem testando os nervos dos investidores. Há alguns dias, rumores de que os saudosos dividendos extraordinários que foram retidos pela companhia finalmente poderiam sair, o que animou o mercado — e fez as ações saltarem.  Mas logo veio um potencial balde de água fria: Aloizio Mercadante poderia assumir […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Nova York e Petrobras (PETR4) contaminam Ibovespa, que fecha próximo da estabilidade; dólar tem leve alta a R$ 5,25

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Para acertar o alvo, às vezes é preciso mais de uma flecha, ainda que a mira esteja no ponto certo. Mesmo com as incertezas sobre os juros e a questão fiscal no ar, o Ibovespa conseguiu terminar o dia em tom positivo. O principal índice da bolsa brasileira ficou próximo da estabilidade […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar