🔴 +30 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – ACESSE GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Previdência Social

STF aprova revisão da vida toda, que pode aumentar valor da aposentadoria pelo INSS; veja quem pode se beneficiar

Medida leva em conta contribuições feitas antes de julho de 1994, caso estas beneficiem o aposentado; em fevereiro, plenário virtual do STF já tinha formado maioria a favor

Fachada de um prédio do INSS, escrito "previdência social" com o símbolo
Aplicação da revisão da vida toda pelo INSS não será automática; é preciso entrar com ação na Justiça. Imagem: Divulgação

Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (1°) reconhecer a chamada revisão da vida toda de aposentadorias pagas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A decisão atinge aposentados que entraram na Justiça para pedir o recálculo do benefício com base em todas as contribuições feitas ao longo da vida.

Segundo entidades que atuam na área de direito previdenciário, a decisão atinge quem passou a receber o benefício entre novembro de 1999 e 12 de novembro de 2019 e possui contribuições anteriores a julho de 1994.

Na decisão, o STF reconheceu que o beneficiário pode optar pelo critério de cálculo que renda o maior valor mensal, cabendo ao aposentado avaliar se o cálculo de toda vida pode aumentar ou não o benefício.

Segundo o entendimento, a regra de transição que excluía as contribuições antecedentes a julho de 1994, quando o Plano Real foi implementado, pode ser afastada caso seja desvantajosa ao segurado.

Entenda a revisão da vida toda

O processo julgado pelo STF trata de um recurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que garantiu a um segurado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) a possibilidade de revisão do benefício com base nas contribuições sobre o período anterior ao ano de 1994.

Durante a tramitação do processo, associações que defendem os aposentados pediram que as contribuições previdenciárias realizadas antes de julho de 1994 sejam consideradas no cálculo dos benefícios. Essas contribuições pararam de ser consideradas em decorrência da Reforma da Previdência de 1999, cujas regras de transição excluíam da conta os pagamentos antes do Plano Real.

Segundo as entidades, segurados do INSS tiveram redução do benefício em função da desconsideração dessas contribuições.

Responsável pela gestão do órgão, o governo federal sustentou no STF que a mudança agrava a situação fiscal do país, com impactos previstos de até R$ 46 bilhões aos cofres públicos pelos próximos 10 a 15 anos.

Em fevereiro deste ano, o plenário virtual do STF já tinha formado maioria de 6 votos a 5 a favor da revisão da vida toda. Em seguida, um pedido de destaque do ministro Nunes Marques suspendeu o julgamento virtual, e a questão foi remetida ao plenário físico para julgamento nesta quinta-feira.

Quem pode se beneficiar da medida

A revisão da vida toda pode impactar todos os tipos de aposentadoria e benefícios do INSS, isto é, tanto as aposentadorias por idade, tempo de contribuição e invalidez, como as aposentadorias especiais, auxílio-doença, auxílio-acidente e pensão por morte.

Podem se beneficiar da medida todos os aposentados e pensionistas do INSS que se enquadrem nos seguintes pré-requisitos:

  • Ter começado a receber o benefício do INSS há 10 anos e 1 mês, no máximo, ou ter feito um pedido de revisão dentro desse prazo;
  • Ter começado a trabalhar antes de 1994 e contar com benefícios concedidos depois de 29 de novembro de 1999;
  • Ter feito contribuições mais altas até julho de 1994, se comparadas com as contribuições posteriores.

"Embora muitos aposentados e pensionistas tenham essa oportunidade, é preciso fazer cálculos com um especialista e contar com uma equipe especializada na Revisão da Vida Toda, porque nem todas as pessoas terão um aumento dos benefícios ao incorporar os salários anteriores a julho de 1994", alerta a advogada Priscila Arraes Reino, especialista em direito previdenciário e direito trabalhista do escritório Arraes e Centeno, em nota à imprensa.

Ela acrescenta ainda que, embora a decisão atinja quem passou a receber o benefício entre novembro de 1999 e 12 de novembro de 2019, quem se aposentou depois de 2019 também pode ter direito à revisão da vida toda.

"Não é possível usar essa revisão nas aposentadorias, pensões e benefícios calculados já com as regras da reforma da previdência [de 2019], mas há casos em que, embora a aposentadoria ou pensão tenha sido concedida e paga somente a partir de 13 de novembro de 2019, foram utilizadas as regras anteriores, do direito adquirido. Nesses casos o segurado pode ter, sim, direito à revisão", explica a advogada.

Como obter a revisão da vida toda

Mesmo aprovada pelo STF, a revisão não será aplicada automaticamente pelo INSS. Será preciso entrar com uma ação judicial para requerer a mudança do cálculo.

Priscila Arraes Reino alerta que há um prazo de decadência para exercer esse direito, que é de dez anos contados a partir do mês seguinte ao do início do pagamento do primeiro benefício.

*Com informações da Agência Brasil

Compartilhe

ESPECIAL IR 2024 A DINHEIRISTA

Imposto de Renda 2024: o golpe que precisa estar na declaração e o MEI que nunca declarou IR e pode sofrer as consequências

29 de fevereiro de 2024 - 12:06

Passado o carnaval, é hora de começar a se preocupar com o mais temido de todos, o Imposto de Renda 2024. É o momento em que os brasileiros de toda parte compartilham um só pensamento: que saco! Pois é. Sabemos que a declaração pode ser uma verdadeira chatice e tem muita gente que não vê […]

A DINHEIRISTA NO INSTAGRAM

Divórcio: meu ex passou tudo para o nome da mãe para não dividir nada comigo — vou ficar sem nada? 

28 de fevereiro de 2024 - 10:29

A situação é a seguinte: lá pelos seus 20 anos você conhece o amor da sua vida, um homem bonito, engraçado, inteligente e, além de tudo, muito rico.  Vocês decidem se casar e ele sugere que você pare de trabalhar, afinal, você não precisa mais desse tipo de trivialidade.  Vinte anos se passam até que, […]

IR 2024

Você já pode se preparar para o IR 2024! Veja os documentos que você precisa reunir para declarar imposto de renda

28 de fevereiro de 2024 - 8:00

Reunir a documentação que te auxilia no preenchimento da declaração é o primeiro passo. Empresas têm até a próxima terça-feira (29) para entregar os informes de rendimentos

Minha Casa, Minha Vida

Uso do FGTS Futuro para comprovar renda maior ou reduzir prestação na compra da casa própria deve ser regulamentado a partir de março

25 de fevereiro de 2024 - 16:02

Veja como vai funcionar nova modalidade que ajuda na compra de imóveis pelo programa Minha Casa, Minha Vida

A DINHEIRISTA NO INSTAGRAM

A amante do marido era a própria irmã dela: “agora eles nem se importam mais em esconder o caso” — como expulsá-los do imóvel do casal?

25 de fevereiro de 2024 - 12:19

A Dinheirista já está no ar há quase um ano vendo tudo quanto é tipo de casos cabeludos envolvendo dinheiro e família — ou seja, já vimos muita história envolvendo amante e traição.  Mas poucos foram tão surreais como este:   “Eu, meu marido e minha irmã moramos juntos na mesma casa, pois a minha irmã […]

A DINHEIRISTA

Ela fez dívidas em Portugal, não pagou e voltou para o Brasil: o que pode acontecer agora? 

24 de fevereiro de 2024 - 16:21

Imagine o desespero: você consegue um emprego em Portugal e decide se mudar com sua pequena família para o país em busca de melhores condições de vida.  Passou anos pagando suas contas e impostos, tudo certinho. A vida dos sonhos.  Até que, do nada, você perde o emprego. O desânimo não te deixa desistir da […]

A DINHEIRISTA RESPONDE

Enquanto as Americanas (AMER3) ‘se safa’ de dívida bilionária, eu perco tudo se fico devendo para o banco. Por quê?

24 de fevereiro de 2024 - 12:29

A Dinheirista: “Se a Americanas ‘se safa’ com recuperação judicial, por que eu posso perder meu carro se ficar devendo para o banco?” 

Loterias

Mega-Sena acumula e vai sortear R$ 110 milhões neste sábado (24); veja como apostar (ainda dá tempo)

24 de fevereiro de 2024 - 11:34

Apostas podem ser feitas nas casas lotéricas ou pela internet até as 19h, horário de Brasília

A DINHEIRISTA ESTÁ NO INSTAGRAM

O marido dela usou os bens do casal para comprar imóvel para a amante — e agora é hora da ‘vingança’

22 de fevereiro de 2024 - 14:58

Todos os dias recebemos casos de arrepiar em A Dinheirista, mas esse é absurdo: ele comprou bens para a amante com… E agora?

IR 2024

Mudou-se para o exterior em 2023? Prazo de entrega da Comunicação de Saída Definitiva à Receita está acabando; veja como enviar

22 de fevereiro de 2024 - 8:30

Quem se mudou do Brasil no ano passado tem até 29 de fevereiro para enviar documento que avisa a Receita Federal que contribuinte não é mais residente fiscal no país

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies