IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2022-12-01T12:58:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
ABERTO A MUDANÇAS

Petrobras (PETR3; PETR4) mantém política de dividendos e eleva projeção de investimentos; veja como ficou o plano estratégico

Equipe de transição de Lula já deixou claro que pretende aumentar investimentos da Petrobras, o que pode afetar dividendos

1 de dezembro de 2022
6:56 - atualizado às 12:58
petrobras petr4 lula petroleira ação dividendos
Imagem: Getty Images/Montagem: Julia Shikota

A Petrobras (PETR3; PETR4) pretende manter sua atual política de dividendos e elevar os investimentos nos próximos cinco anos. Entretanto, os objetivos traçados no plano estratégico válido para o período entre 2023 e 2027, divulgado no fim da noite de ontem (30), estarão sujeitos à sucessão de poder em Brasília.

A companhia manteve, por exemplo, a previsão de distribuição de dividendos entre US$ 60 bilhões e US$ 70 bilhões no período de 2023 a 2027. Os valores são os mesmos previstos no plano estratégico anterior, válido para o período entre 2022 e 2026.

A atual política de dividendos da Petrobras é um dos principais focos de críticas por parte do Partido dos Trabalhadores (PT), do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, embora a União seja a principal beneficiária dos proventos.

  • Dividendos ‘estratosféricos’ da Petrobras valem a pena o risco de investir na ação? Veja o que pensa Rodolfo Amstalden, sócio-fundador da maior casa de análise financeira independente do Brasil: INVESTIR OU ‘CAIR FORA’ DE PETR4?

Durante o governo Bolsonaro, a empresa distribuiu os maiores dividendos da sua história. Somente em 2022, ano no qual se posicionou como a terceira maior pagadora de dividendos do mundo, os acionistas, entre eles a União, vão receber quase R$ 180 bilhões.

Petrobras antecipa aumento de 15% nos investimentos

Em contrapartida, o plano estratégico já contempla um aumento no nível de investimentos, com parte desses recursos direcionada ao refino de biocombustíveis.

O documento prevê uma elevação de 15% no nível de investimentos para os próximos cinco anos. A meta é investir US$ 78 bilhões no período.

O programa de biorrefino será contemplado com US$ 600 milhões. Proporcionalmente, parece pouco. Trata-se, porém, do primeiro investimento significativo na produção de biocombustíveis pela Petrobras no Brasil.

O segmento de Exploração e Produção continua liderando os investimentos da empresa, com US$ 64 bilhões (82% do total).

A produção na região do pré-sal ficará com 67% desse montante, ou US$ 43 bilhões.

Para a área de refino e gás natural como um todo serão reservados US$ 9,2 bilhões.

Outros números

O Plano Estratégico 2023-2027 da Petrobras usa como referência um preço de Brent médio de US$ 75 por barril e câmbio médio de R$ 5 por dólar.

O caixa de referência é de US$ 8 bilhões, apesar de o caixa atual da companhia estar atualmente no nível mínimo de US$ 5 bilhões.

Já o intervalo de referência da dívida bruta utilizada é de US$ 50 bilhões a US$ 65 bilhões.

A Petrobras também estima pagar a seu principal controlador, a União, de US$ 195 bilhões a US$ 235 bilhões em participações governamentais e tributos nos próximos cinco anos.

O plano estratégico da Petrobras pode mudar?

Divulgado em plena transição de governo, o plano deve ser revisto pela nova equipe, que pediu sem sucesso o adiamento da divulgação à atual direção da petroleira, já que as diretrizes serão executadas pela nova gestão.

De acordo com o coordenador do Grupo de Trabalho de Minas e Energia da transição de governo, Maurício Tolmasquim, a nova presidência da Petrobras vai analisar o plano e ver se está de acordo com sua visão para a empresa.

"Houve um trabalho para esse plano e é natural que a diretoria atual queira divulgar. Mas também é natural que o novo governo queria mudar. Se o plano não estiver de acordo, tem que ser mexido", disse o ex-presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) durante os governos do PT.

Pré-sal deve representar 78% da produção da Petrobras em 2027

O novo plano estratégico prevê que a faixa de pré-sal deve representar 78% da produção de óleo e gás da Petrobras em 2027.

Trata-se de um leve recuo em relação ao plano anterior, que previa uma participação de 79% do pré-sal na produção da companhia em 2026.

Para 2023, a meta de produção total foi mantida em 2,6 milhões de boed, considerando variação de 4% para mais ou para menos. Boed é a sigla para ‘barril de óleo equivalente por dia’.

Ainda de acordo com a empresa, estão previstas as entradas de 18 plataformas de produção entre 2023 e 2027, com a curva de produção projetada para um crescimento contínuo.

"Em linha com o foco estratégico da companhia, as atividades de Exploração e Produção estão concentradas em águas profundas e ultraprofundas no Brasil", afirma a empresa.

Leia também

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

REVIRAVOLTA NA B3?

Sem tempo para esfriar o corpo! Oi (OIBR3) entra com pedido cautelar e pode se preparar para a sua segunda recuperação judicial em menos de dois meses

1 de fevereiro de 2023 - 23:24

Hoje, uma eventual falência da Oi afetaria mais de 62 mil colaboradores, com impactos para os cofres públicos, uma vez que a companhia honra cerca de R$ 2,85 bilhões em compromissos fiscais.

DIA 32

Eleições no Congresso: das favas contadas à vitória de Lula contra o avanço bolsonarista

1 de fevereiro de 2023 - 20:25

Rodrigo Pacheco foi reconduzido à presidência do Senado com 49 votos, enquanto Arthur Lira foi reeleito para o comando da Câmara — mas os números não contam o que estava em jogo

LUCRO NO EXTERIOR

Petrobras (PETR4) sofre derrota bilionária no CARF, mas garante que irá recorrer; entenda o caso

1 de fevereiro de 2023 - 19:44

A estatal perdeu em um julgamento de recursos contra duas cobranças que totalizam cerca de R$ 5,7 bilhões

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Jerome Powell encanta Wall Street, mas Ibovespa não acompanha; confira os destaques do dia

1 de fevereiro de 2023 - 19:34

Chamado de Eros no Monte Olimpo e de Cupido na Roma Antiga, o deus da paixão é fruto da união entre os deuses da guerra e do amor. Ainda que ganhe novos nomes por onde passa, a imagem de um ser angelical armado com a flecha dos enamorados é universalmente reconhecida — e parece ter […]

é hora de dizer adeus

Stone embolsa R$ 218 milhões com venda de ativos e dá adeus ao Inter

1 de fevereiro de 2023 - 19:30

Cada BDR negociado na B3 sob o ticker INBR32 corresponde a uma ação de Classe A negociada em Nova York. Nesta quarta-feira, o ativo recuou cerca de 6% após a operação.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies