A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-02T11:44:37-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Algum alívio

Preço da gasolina recua com corte de impostos federais, mas continua acima dos R$ 7 na média nacional

Combustíveis já começam a sentir o efeito das medidas implementadas pelo governo federal, a começar pelo corte do PIS/Cofins, mas queda nos preços ainda é modesta

2 de julho de 2022
11:44
Alta dos combustíveis
Redução do ICMS sobre preços dos combustíveis ainda não entrou em vigor. - Imagem: Shutterstock

Uma das medidas implementadas pelo governo federal para baixar os preços dos combustíveis já começou a surtir efeito nas bombas. O preço da gasolina caiu 3,5% na semana de 26 de junho a 2 de julho com a entrada em vigor da Lei que zera o PIS-Cofins do combustível no dia 24 de junho, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados ontem.

Segundo o levantamento de preços da ANP, o preço médio do litro da gasolina no país recuou para R$ 7,127, de R$ 7,390 da semana anterior. O valor mais alto continua sendo registrado na cidade de São Paulo, a R$ 8,890 o litro, e o mais baixo caiu de R$ 5,990 para R$ 5,580 o litro, de uma semana para outra.

Já o diesel teve ligeira redução de 0,2% na semana, com o preço médio de R$ 7,554, o tipo comum, sendo o mais caro comercializado a R$ 8,990, no Nordeste, e o mais barato a R$ 6,190, no Sudeste.

O S10, menos poluente e do qual devem ser exigidos pela ANP estoques obrigatórios de setembro a novembro deste ano, devido ao risco de desabastecimento, ainda dependendo de consulta e audiência públicas da agência, teve queda menor, de 0,1%, sendo negociado a R$ 7,669 em média. O preço mais alto caiu para R$ 9 o litro, de R$ 9,150 na semana passada, e o mais barato foi encontrado a R$ 6,290.

Etanol ainda é mais competitivo que gasolina em quatro estados

Os preços do etanol hidratado também recuaram em 21 estados e no Distrito Federal. O preço médio nacional recuou 3,08% na última semana em relação à anterior, de R$ 4,873 para R$ 4,723 o litro.

Mesmo com as quedas de preços, porém, o álcool combustível permaneceu mais competitivo que a gasolina em quatro estados: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Em geral, o etanol de cana ou milho é mais vantajoso que a gasolina sempre que seu preço corresponde a menos de 70% do preço derivado do petróleo.

Em São Paulo, principal estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do etanol caiu 2,98%, de R$ 4,527 para R$ 4,392 o litro. Mato Grosso foi a unidade da Federação com maior recuo porcentual de preços na semana, de 6,25%, de R$ 4,493 para R$ 4,212 o litro. Este também foi o menor preço médio estadual registrado na semana.

Outras medidas ainda devem entrar em vigor

No último mês, o governo federal tomou uma série de medidas para aliviar os preços dos combustíveis e a inflação, a começar pelo corte dos tributos federais PIS/Cofins.

A Lei impondo um teto de 17% ao ICMS sobre combustíveis e energia elétrica ainda não entrou em vigor, mas diversos estados já anunciaram redução no tributo estadual.

A redução de impostos, porém, tem efeito limitado sobre os preços dos combustíveis, uma vez que já existe uma defasagem entre os preços praticados pela Petrobras e as cotações internacionais do petróleo.

A commodity é pressionada pela invasão da Rússia a Ucrânia, que levou o país governado por Vladimir Putin, grande produtor e exportador de petróleo, a sofrer uma série de sanções internacionais.

Tramita também no Congresso uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para elevar o valor do Auxílio Brasil e distribuir recursos diretamente a caminhoneiros e taxistas, na tentativa de minimizar o impacto da alta dos preços dos combustíveis no bolso da população. A PEC já passou pelo Senado e segue agora para a Câmara dos Deputados.

Assim como o corte de tributos, porém, a PEC pode ter um efeito explosivo sobre as contas públicas, elevando o risco fiscal, o que também pressiona a inflação.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) opera em queda depois de testar resistência dos US$ 25 mil; confira cotações

16 de agosto de 2022 - 20:15

O movimento do BTC coincide com a piora das condições das ações de tecnologia, incluindo a gigante chinesa Tencent, que deve registrar seu primeiro declínio trimestral de receita

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Nubank dispara, a nova briga entre BTG e XP e o xeque-mate de Putin; confira os destaques do dia

16 de agosto de 2022 - 18:36

Mais da metade de agosto já se passou e, até o momento, o “mês do desgosto” ainda não deu as caras na B3.  Por enquanto, o Ibovespa coleciona apenas dois pregões no vermelho. Em uma sessão hiper volátil, o índice até flertou com o campo negativo diversas vezes, mas o fluxo de capital estrangeiro levou […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha no azul ‘de raspão’ e supera os 113 mil pontos; dólar sobe a R$ 5,14

16 de agosto de 2022 - 18:20

Nos Estados Unidos, o setor varejista alimentou o apetite dos investidores e o Ibovespa acabou se beneficiando

BATEU O DESESPERO?

Putin dá xeque-mate na rainha e faz Reino Unido buscar gás do outro lado do mundo; entenda a jogada

16 de agosto de 2022 - 16:44

De um lado, os britânicos enfrentam a pior crise energética em décadas — agravada pelos efeitos colaterais da guerra na Ucrânia — e, de outro, uma onda de calor que aumentou a demanda por energia

CORRIDA PELA INOVAÇÃO

A disputa entre BTG Pactual e XP no mundo dos investimentos chegou ao efervescente mercado de criptomoedas

16 de agosto de 2022 - 16:14

BTG e XP lançaram suas plataformas de negociação de criptoativos como bitcoin no mesmo dia; saiba como vai funcionar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies