O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-03T15:35:57-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
VEM AÍ?

Dogecoin (DOGE) vai ficar sério: co-fundador do ethereum (ETH) dá assistência à fundação da criptomoeda meme para fazer projeto decolar

O mecanismo mais moderno de validação de rede deve ser instalado na blockchain do DOGE com o auxílio de Vitalik Buterin, co fundador do ETH

3 de fevereiro de 2022
15:35
Dogecoin (DOGE) no meio de outras criptomoedas de ouro
Entenda o que está para acontecer com a blockchain do DOGE. Imagem: Shutterstock

Você provavelmente conhece alguma história ou piada que cresceu demais e acabou saindo do controle. Acontece com grupos de amigos, família, como uma coisa simples, mas que ganha corpo e começa a virar uma bola de neve. Sim, estamos falando do Dogecoin (DOGE).

A maior criptomoeda-meme é a queridinha do bilionário Elon Musk, CEO da Tesla, já esteve acima da Petrobras (PETR3 e PETR4) em valor de mercado e chegou a ser a sexta maior moeda digital do mundo.

Tudo isso e o projeto não passava de uma brincadeira dos entusiastas. Mas isso está prestes a mudar.

Alteração na rede

O co-fundador do ethereum, Vitalik Buterin, anunciou em uma entrevista ao canal UpOnly que está em parceria com a Dogecoin Foundation para alterar o sistema de validação da rede do DOGE

O mecanismo de Proof of Stake (PoS, ou prova de posse, em tradução livre) é a forma de validação de transações mais moderna que existe. Além de consumir menos energia do que o Proof of Work (PoW, ou prova de trabalho, em tradução livre) da mineração do bitcoin, ele aumenta o engajamento da rede com aquela criptomoeda específica.

Essa migração também está ocorrendo na rede do ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda do mundo. Ela faz parte de um pacote de atualização (roadmap) da criptomoeda que começou com o London Fork

Dessa forma, Buterin dá sequência à estratégia da fundação para executar uma proposta de “Community Staking” do PoS, que permitiria que mais indivíduos participassem do gerenciamento da rede Dogecoin.

Dogecoin: saindo do cripto-pet-shop

Desde agosto do ano passado, a Dogecoin Foundation anunciou o início de uma série de projetos para tornar a criptomoeda meme um ativo digital sério. 

Até o momento, os analistas não recomendam o investimento em moedas-meme porque elas não têm valor intrínseco nem resolvem algum problema prático.

Muitas vezes, essas criptomoedas tem emissão infinita, o que faz delas inviáveis para se tornarem reserva de valor. Mesmo que a atualização anime, o melhor é “ver para crer” de que o DOGE se tornará um ativo digital sólido.

Entretanto, o anúncio fez pouco preço no DOGE, que era negociado a US$ 0,1369, uma queda de 2,13% nas últimas 24h.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies