🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
MÃOS AO ALTO

Alerta vermelho: Nem as criptomoedas se salvaram dos roubos digitais. Veja os piores ataques hackers envolvendo ativos digitais em 2022

O Seu Dinheiro listou os principais ataques hackers envolvendo ativos virtuais neste ano, a começar pelo roubo de US$ 600 milhões na rede do jogo de criptomoedas Axie Infinity

Camille Lima
Camille Lima
26 de dezembro de 2022
15:00 - atualizado às 13:13
Bitcoin e criptomoedas sobem mesmo com ataque hacker à rede da solana
Imagem: Freepik

Os investidores de bitcoin (BTC) e outras criptomoedas tiveram uma árdua jornada em 2022. Em uma trajetória que incluiu um glacial inverno cripto, falências de gigantes do setor, fraudes e uma sequência de ativos digitais dizimados, os fãs de moedas virtuais ainda tiveram que lidar com ataques hackers bilionários neste ano. 

Para se ter uma ideia, os ladrões cibernéticos levaram mais de US$ 3 bilhões em assaltos a plataformas digitais, de acordo com relatório da Chainalysis. Tudo isso apenas até outubro de 2022.

Além da cobertura completa sobre as criptomoedas perdedoras deste ano, o Seu Dinheiro listou os principais ataques hackers envolvendo ativos virtuais.

Confira a matéria.

Ronin: Ataque hacker de US$ 625 milhões em criptomoedas 

No começo de 2022, o Axie Infinity (AXS), que popularizou o modelo de jogar para ganhar (play to earn, em inglês), sofreu o maior golpe hacker da história dos ativos digitais.

De acordo com a conta oficial dos desenvolvedores do jogo, foram roubados cerca de US$ 625 milhões em criptomoedas, sendo 173.600 tokens ethereum (ETH) e 25,5 milhões tokens USD Coin (USDC). 

O curioso no caso deste roubo cibernético é que levou mais de uma semana para o ataque ser descoberto.

Na época, o Departamento do Tesouro dos EUA ligou o roubo de US$ 600 milhões na Ronin (a rede do jogo de criptomoedas Axie Infinity) ao Lazarus, um grupo de hackers norte-coreano ligado a Pyongyang.

FTX: US$ 600 milhões

Após o colapso de uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, a FTX, a corretora de Sam Bankman-Fried (conhecido como SBF) alegou ter sofrido um ataque hacker que roubou mais de US$ 600 milhões em ativos digitais.

O caso foi noticiado apenas quando usuários começaram a relatar saldos zerados na corretora de criptomoedas.

A exchange afirmou em seu canal de Telegram que a ''FTX foi hackeada. Os aplicativos FTX são malwares [softwares maliciosos]. Exclua-os. O bate-papo está aberto. Não entre no site da FTX, pois pode baixar cavalos de Troia." 

Vale lembrar que o fundador SBF responde acusações de envolvimento em conduta criminosa que contribuiu para o colapso da sua corretora.

O executivo foi libertado sob fiança de US$ 250 milhões e está detido na casa de seus pais em Palo Alto, Califórnia, depois de sua extradição das Bahamas.

Binance: US$ 570 milhões

Em outubro deste ano, a Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, sofreu um ataque de US$ 568 milhões

Ponte entre cadeias, a BSC Token Hub — usada na BNB Chain, a rede blockchain da corretora de Changpeng ‘CZ’ Zhao — foi invadida.

Dados públicos extraídos da blockchain registraram o resgate de 2 milhões de tokens BNB em dois lotes. 

Wormhole: US$ 320 milhões após ataque a criptomoedas

Em fevereiro, mais de US$ 320 milhões em criptomoedas foram roubados da plataforma Wormhole em um assalto hacker.

A rede foi desenvolvida pela Solana (SOL) para atuar como uma ponte cross-chain entre os blockchains Ethereum e Solana — isto é, a Wormhole permite que os investidores movimentem tokens de um blockchain a outro.

O ataque ao site de finanças descentralizadas (DeFi) Wormhole envolveu 120 mil tokens conectados à criptomoeda ethereum (ETH).

Vale destacar que, em pouco tempo, a plataforma DeFi conseguiu restaurar todos os recursos roubados, mas não detalhou como recuperou os ativos.

Ponte Nomad: US$ 190 milhões

Em agosto, outra plataforma de ponte cruzada (cross-chain, em inglês) de criptomoedas sofreu com ataques cibernéticos. 

A Nomad praticamente teve todos os seus fundos drenados, o que resultou em perdas de aproximadamente US$ 190 milhões em bitcoin (BTC). 

Os hackers utilizaram uma falha de segurança no protocolo da plataforma para retirar mais fundos do que haviam aplicado. 

Beanstalk Farms: US$ 182 milhões em criptomoedas

Em abril, o protocolo de stablecoin baseado em ethereum (ETH) Beanstalk Farms perdeu todos os seus fundos de garantia de US$ 182 milhões.

Ao todo, quase 25 mil ethereum (ETH) e 36 milhões de tokens BEAN foram saqueados.

Isso porque um hacker explorou uma violação de segurança causada no sistema de governança da plataforma DeFi.

O invasor enviou a si mesmo cerca de US$ 182 milhões em criptomoedas, resultando em um lucro líquido estimado em aproximadamente US$ 80 milhões.

Wintermute: US$ 162 milhões

Em setembro, o mercado de finanças descentralizadas Wintermute foi hackeado e perdeu cerca de US$ 162 milhões no ataque.

O roubo teve como alvo as operações financeiras descentralizadas da Wintermute, segundo o presidente-executivo da plataforma, Evgeny Gaevoy.

Compartilhe

EM FORTE ALTA

Entenda a notícia que impulsiona o ethereum (ETH) quase 20% e faz o bitcoin (BTC) ultrapassar os US$ 71 mil hoje

21 de maio de 2024 - 8:28

A notícia de que aumentaram as chances de um ETF de ethereum spot ser aprovado pela SEC animou as criptomoedas

NAS MÃOS DO BC

Faltam apenas três passos para que o Banco Central regule o mercado de criptomoedas no Brasil; confira o cronograma

20 de maio de 2024 - 17:31

A instituição ressalta que deve dar atenção especial às regras de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo

SUBSTITUIÇÃO

CEO do maior fundo de bitcoin (BTC) do mundo renuncia em meio à debandada de investidores do GBTC

20 de maio de 2024 - 14:24

Quem assumirá seu lugar interinamente será Peter Mintzberg da empresa a partir de agosto, além de se juntar ao conselho de administração da Grayscale

VAI APAGAR A LUZ

Venezuela vai desligar máquinas de mineração de bitcoin (BTC) no país; você deveria se preocupar?

20 de maio de 2024 - 9:32

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população

APÓS A TEMPESTADE

Colhendo os cacos do Inverno das Criptomoedas: plataforma de staking da Gemini deve começar a devolver ativos dos clientes neste mês

19 de maio de 2024 - 12:44

O anúncio foi feito após a Justiça aprovar o plano de recuperação judicial do Digital Currency Group (DCG)

ESPERE E VERÁ

Bitcoin (BTC) em alta — e vai continuar: companhia de pesquisa em criptomoedas identifica possível “efeito FTX” no preço dos ativos digitais

16 de maio de 2024 - 11:46

Recentemente, a FTX anunciou que pagaria — com juros — os montantes devidos aos clientes, algo entre US$ 14,5 bilhões e US$ 16,3 bilhões

QUEDA DOS IMPÉRIOS

Os Faraós do Inverno Cripto: Como a prisão de três magnatas do mundo das criptomoedas influencia na regulação global do mercado?

16 de maio de 2024 - 6:15

Se, por um lado, muitas pessoas foram prejudicadas por esses eventos, por outro, ficou clara a necessidade de uma regulação mais dura em relação a esse mercado

ACELERANDO ALTA

Bitcoin (BTC) salta e busca US$ 65 mil após inflação dos EUA diminuir ritmo de alta — agora, quando os juros irão cair?

15 de maio de 2024 - 11:13

De acordo com as estimativas do CME Group, as chances de o primeiro corte de juros acontecer em setembro são de mais de 50%

SOBE E DESCE

Entenda como ‘efeito GameStop’ fez criptomoeda saltar mesmo com dia de queda nos preços do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 16:33

A volta das “meme stocks” fez ressurgir o mercado das memecoins, as criptomoedas nascidas de piadas na internet

MAIOR ALTA DA SEMANA

Render (RNDR): quem é a criptomoeda que deixou o bitcoin (BTC) no chinelo com alta de mais de 40% na semana?

7 de maio de 2024 - 10:55

Em um relatório do começo deste ano, a Empiricus fez um relatório explicando o porquê de essa criptomoeda se destacar ante às demais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar