🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Vender ou não vender?

Quanto vale o ‘pedacinho’ do Nubank e o que fazer com ele?

Nubank começou a perguntar aos clientes que receberam os “pedacinhos” da fintech na época do IPO que destino querem dar a eles

Flavia Alemi
Flavia Alemi
27 de outubro de 2022
21:12
Nubank em queda
Imagem: Montagem/Seu Dinheiro

Os clientes do Nubank que receberam um “pedacinho” da empresa quando ela abriu capital na bolsa no ano passado já podem começar a decidir o que fazer com ele.

Nesta quinta-feira (27), o Nubank começou a perguntar aos NuSócios, pelo aplicativo, se eles querem manter ou vender seus “pedacinhos”, que equivalem a recibos de ações (BDRs) da fintech.

O poder de decidir o destino desses "pedacinhos" foi concedido aos clientes pouco mais de um mês depois do Nubank anunciar a intenção de cancelar seu registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O problema é que quem ganhou o “pedacinho” em dezembro do ano passado concordou com uma regra chamada lockup, que impôs um período de carência de 12 meses após o IPO para que os clientes vendessem suas fatias.

Isto significa que qualquer escolha só será concretizada a partir de 10 de dezembro, quando se encerra o lockup.

Leia mais:

As opções dadas aos clientes neste momento são:

  1. Receber o BDR normalmente;
  2. Vender o BDR e transferir o valor para as Caixinhas do Nubank, opção de investimento ligada à NuConta;
  3. Deixar para decidir na véspera do fim do lock-up.

Mas, afinal, qual dessas opções é a mais vantajosa para o investidor? E quanto está valendo o "pedacinho"?

De acordo com Larissa Quaresma, analista da Empiricus Investimentos, a opção número 2 é a “menos pior”. 

“Isto porque nós acreditamos que o preço da BDR pode cair mais, à medida que a inadimplência vai impactando mais o resultado da fintech”, disse a analista.

No balanço mais recente do Nubank, a fintech reportou um prejuízo líquido de US$ 29,9 milhões no segundo trimestre de 2022, um rombo maior que o esperado pelo mercado. Além disso, a fintech mudou a metodologia de cálculo da inadimplência, de forma que os índices ficaram menores.

A analista da Empiricus frisa, ainda, que uma opção mais interessante seria usar o dinheiro proveniente dos "pedacinhos" para investir em qualquer outra coisa - ou seja, não deixar o dinheiro nas Caixinhas do Nubank.

Ações e BDRs do Nubank perderam metade do valor desde IPO

Desde o início das negociações das ações e dos BDRs do Nubank - na Nyse e na B3, respectivamente - os papéis já perderam metade do valor.

A chegada do neobanco ao mercado de capitais foi recebida com empolgação em dezembro do ano passado. Afinal, com o preço do papel fixado em US$ 9 no IPO, o Nubank se tornou o banco com maior valor de mercado da América Latina - superando até o poderoso Itaú Unibanco (ITUB4).

Porém, com as sucessivas quedas no preço das ações, hoje o Nubank está valendo o mesmo que o Banco do Brasil (BBAS3), que tem valor de mercado de cerca de US$ 20 bilhões.

Nesta quinta (27), a ação do Nubank encerrou o pregão valendo US$ 4,44, enquanto o BDR fechou a R$ 3,87.

O Nubank ainda não informou quanto pagará pelos pedacinhos dos clientes que desejarem se desfazer deles.

Compartilhe

FECHAMENTO DO MERCADO

Dólar supera os R$ 5,46: por que a moeda norte-americana voltou a subir e fechou no maior nível em quase dois anos

20 de junho de 2024 - 17:34

O dólar abriu o dia em queda, mas o alívio pós-decisão do Copom durou pouco e a moeda emendou o quinta pregão consecutivo de ganhos

GESTORAS

Studio Investimentos muda gestão de fundo após queda acumulada de mais de 30% no ano

20 de junho de 2024 - 16:57

A saída aconteceu pela necessidade de “alterar e reforçar a gestão” da família de fundos da casa, de acordo com a Studio, que tem R$1 bilhão sob gestão

(MAIS) DINHEIRO NO BOLSO

Os dividendos deste fundo imobiliário com mais de 40 mil cotistas devem subir nos próximos meses, segundo os cálculos da gestão

20 de junho de 2024 - 15:07

O SNCI11 já pagará proventos cerca de 5% maiores neste mês e, com um novo cenário macroeconômico traçado pelo mercado, a gestão espera dividendos ainda maiores

LADEIRA ABAIXO

Ações da rede social de Trump chegam a cair 15% hoje — o que explica a queda livre dos papéis?

20 de junho de 2024 - 14:11

A empresa que controla Truth Social perdeu US$ 2 bilhões em valor desde o início do mês; entenda o que está acontecendo com os papéis

AS QUERIDINHAS DA BAIXA RENDA

Cinco fatores por trás do otimismo com as ações de Direcional (DIRR3) e Cury (CURY3) — e qual delas é a favorita do Itaú BBA

20 de junho de 2024 - 13:21

O banco de investimentos revisou as suas estimativas para ambas as companhias e reforçou a visão positiva para o setor

MERCADOS HOJE

Lula não gostou, mas o mercado sim: após decisão de manter Selic em 10,5% e comunicado duro, Ibovespa salta 1% hoje

20 de junho de 2024 - 12:15

No mesmo horário, o dólar à vista era negociado próximo da estabilidade, ainda na faixa de R$ 5,40, reagindo ao cenário internacional

REPORTAGEM ESPECIAL

Taesa (TAEE11) e ISA Cteep (TRPL4): por que parte do mercado aposta na queda das ações preferidas dos “caçadores de dividendos”

20 de junho de 2024 - 6:18

Duas das principais transmissoras de energia do País, Taesa e ISA Cteep vêm recebendo desde o ano passado recomendações de “venda” de analistas

MOEDA EM ALTA

Não para de subir: dólar salta para R$ 5,47 hoje — e desta vez, o responsável não é (só) Lula

19 de junho de 2024 - 11:46

O feriado nos Estados Unidos reduziu a liquidez do dia, contribuindo com a volatilidade, além da aversão ao risco em relação à expectativas com o fim da reunião do Copom

DESTAQUES DA BOLSA

Ações de desenvolvedora imobiliária disparam mais de 5% na bolsa após contratação de banco para venda de ativos, incluindo hotéis em SP

18 de junho de 2024 - 11:22

A HBR Realty contratou o Bradesco BBI para ajudar na execução da estratégia de reciclagem de ativos da companhia

DE OLHO NAS REDES

O Brasil não tem condições para uma Selic de um dígito em 2024: por que este estrategista acredita ser impossível juros abaixo de 10% em 2024

17 de junho de 2024 - 16:41

Com a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) se aproximando, o mercado parece está cada vez menos esperançoso sobre os cortes na taxa básica de juros, a Selic. Para Rogério Benevente, sócio da GWM Investments e convidado desta semana do podcast Touros e Ursos, “é impossível pensar numa Selic abaixo de 10% em […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar