🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-11T16:51:56-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Dê o play!

Vai ter Disney? Podcast Touros e Ursos debate os motivos da queda do dólar e debate sobre o que esperar para a moeda

Janeiro terminou com bolsa em alta e dólar em queda para R$ 5,30, por entrada de recursos estrangeiros no país. Mas por que o gringo voltou? E esse movimento vai continuar?

5 de fevereiro de 2022
7:00 - atualizado às 16:51
Podcast Touros e Ursos, do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Moraes/Seu Dinheiro

O primeiro mês de 2022 nos mercados foi bem diferente do final de 2021. Vimos a bolsa brasileira subir quase 7% enquanto lá fora os índices de ações caíam, e ainda que tenha se valorizado ante moedas fortes, o dólar perdeu quase 5% em relação ao real, recuando para R$ 5,30.

Os dois fatos estão intimamente ligados. A moeda americana caiu porque recursos estrangeiros ingressaram no país, e um dos motivos foi a busca de ações brasileiras pelos investidores gringos.

Mas por quê? O que mudou - se é que algo mudou - do fim do ano passado para cá? De repente a bolsa brasileira ficou atrativa?

E essa busca por ações negociadas na B3 não foi a única razão para a queda do dólar. O desempenho da moeda americana tem relação também com outros importantes acontecimentos econômicos recentes, como a alta dos preços das commodities, o aperto monetário do Federal Reserve, o banco central dos EUA, e a alta da Selic por aqui.

Aliás, nesta última semana, nosso Banco Central aumentou a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual mais uma vez, de 9,25% para 10,75% ao ano.

Sendo o sobe e desce do dólar um tema que mexe diretamente com o bolso dos brasileiros e acende emoções e reações apaixonadas, a queda recente da moeda americana foi o assunto do podcast Touros e Ursos do Seu Dinheiro nesta semana.

Eu, Victor Aguiar e Vinícius Pinheiro discutimos os motivos que trouxeram alívio à divisa da terra do Tio Sam, falamos sobre as perspectivas para a moeda daqui para frente e tentamos responder à questão: afinal, vai ter Disney em 2022? Além disso, é claro, elegemos os nossos touros e ursos da semana.

Para ouvir a nossa conversa basta apertar o play abaixo!

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies