🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-09-22T09:37:02-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
NuSócios

Nubank esclarece: quem ganhou o ‘pedacinho’ da empresa continua no lockup até dezembro

Na semana passada, o Nubank informou que os NuSócios poderiam escolher entre converter ou vender os “pedacinhos” antes do término do lockup

19 de setembro de 2022
17:13 - atualizado às 9:37
Nubank na NYSE NuSócios
Nubank na NYSE - Imagem: Nubank / divulgação

Se você faz parte dos clientes do Nubank (NUBR33) que ganharam um “pedacinho” da fintech quando ela abriu o capital em Nova York em dezembro do ano passado, preste atenção nesta matéria.

Dentro do anúncio de que pretende deixar de ser uma companhia aberta no Brasil na semana passada, o Nubank informou que os chamados NuSócios poderiam escolher entre converter ou vender o papel antes do término do período específico de lockup do programa.

Confira a comunicação da fintech:

Dessa forma, o Seu Dinheiro publicou na semana passada que os NuSócios poderiam receber seus “pedacinhos” antes do prazo.

  • BUSQUE LUCROS COM A SAÍDA DO NUBR33: analista recomenda investir em ação do banco mais barato do Brasil em operação combinada de lucros, saiba mais aqui

Porém, nesta segunda-feira (19), o Nubank entrou em contato com a redação do Seu Dinheiro pedindo uma correção no texto.

Na realidade, os NuSócios poderão apenas escolher se vão vender ou migrar seus BDRs. Mas para exercer essa escolha, os donos do “pedacinho” terão de esperar o fim do lockup.

Na prática, isso significa que os NuSócios continuarão presos na regra do lock-up mesmo que o processo de fechamento de capital termine antes do primeiro aniversário do IPO do Nubank.

Nubank arrumando as malas

O Nubank anunciou na quinta-feira (15) um plano que tem o objetivo de cancelar seu registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) como companhia aberta. 

Para isso acontecer, os recibos de ações (BDRs) do Nubank, negociados na B3 sob o código NUBR33, sofrerão uma migração, passando do Nível III para o Nível I. 

  • BUSQUE LUCROS COM A SAÍDA DO NUBR33: analista recomenda investir em ação do banco mais barato do Brasil em operação combinada de lucros, saiba mais aqui

Migrando para o Nível I, além de não precisar mais do registro na CVM, o Nubank deixa de ser listado na B3, embora siga com papéis negociados na bolsa brasileira, assim como acontece com outras empresas estrangeiras.

Perguntas ainda sem respostas

Na sexta-feira (16), a redação enviou ao Nubank algumas perguntas para as quais a resposta foi um direcionamento para uma página que se propunha a esclarecer tais dúvidas. Na terça-feira (27), o Nubank nos procurou para esclarecimentos.

Seguem as respostas para os questionamentos:

  1. Como o NuSócio oficialmente ainda não tem, de fato, o BDR, se ele optar pela migração, ele vai virar investidor da bolsa ao fim do período de lockup? Os NuSócios ainda não têm conta na B3. Eles se tornarão investidores da bolsa desde que não optem pela venda dos BDRs. Vale lembrar que, na época do IPO, o Nubank divulgou que mais de 7,5 milhões de clientes receberam BDRs da empresa.
  2. O que acontece com o NuSócio que optar por vender o BDR? Ele vai receber o papel e depois vender para o Nubank ou haverá um crédito direto na conta referente ao valor do BDR? O processo de venda ainda está sendo discutido e será divulgado após o período de aprovação entre a B3 e a CVM. (O Nubank não soube informar quanto tempo esse procedimento vai demorar.)
  3. Como será o procedimento de venda facilitada ("Sale Facility")? O Nubank vai recomprar os papéis de quem optar por receber o dinheiro? Em caso positivo, como o preço será definido e quanto o Nubank pretende desembolsar? Em caso negativo, do que se trata essa "venda facilitada"? O Nubank não está contemplando um programa de recompra. A migração está sendo discutida com a B3 e a CVM e o procedimento será divulgado após a aprovação.

Leia mais:

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CAÇADOR DE TEDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro de mais de 7% com ações da Yduqs (YDUQ3); confira a recomendação

27 de setembro de 2022 - 8:16

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – compra dos papéis da Yduqs (YDUQ3). Saiba os detalhes

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O saldão da B3: Os planos da Dimensa, pechinchas na bolsa, mercado de lítio e outras notícias que mexem com os seus investimentos hoje

27 de setembro de 2022 - 8:14

Ainda nas comemorações pelos 4 anos do Seu Dinheiro, a Ana Carolina Neira entrevistou o CEO da Dimensa, enquanto o colunista Matheus Spiess trouxe uma de suas principais teses de investimento para os próximos quatro anos.

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Joaquim Barbosa, relator do mensalão, grava vídeo em apoio a Lula

27 de setembro de 2022 - 7:35

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais tentam emplacar alta com busca por pechinchas; Ibovespa acompanha ata do Copom hoje

27 de setembro de 2022 - 7:34

A prévia da inflação brasileira será divulgada na terça-feira e o IPCA-15 deve registrar deflação mais uma vez

União que deu resultados

Com fome de aquisições e dois sócios grandes por trás, Dimensa acirra a disputa pelo mercado de software financeiro e mira IPO

27 de setembro de 2022 - 7:00

A Dimensa é fruto de uma joint venture entre a Totvs (TOTS3), maior companhia de sistemas de gestão do país, com a B3 (B3SA3), a dona da bolsa de valores brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies