2022-04-22T17:52:02-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
FECHAMENTO LÁ FORA

Investidores se preparam para o impacto de um Fed mais agressivo e bolsas americanas caíram mais de 2%; confira destaques lá fora

As atenções se voltam para os títulos do Tesouro dos Estados Unidos, os Treasuries, que devem ter valorização nos próximos meses

22 de abril de 2022
17:49 - atualizado às 17:52
Powell voltou a afirmar que a economia americana é menos vulnerável e está mais distante dos efeitos imediatos da guerra do que a Europa. Imagem: Montagem / Shutterstock

O mercado como um todo reagiu negativamente às falas da última quinta-feira (21) do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. A sinalização de que a alta nos juros americanos pode ser maior do que o esperado fez os investidores saírem em debandada dos ativos de risco — e as bolsas são o principal alvo. 

Com isso, os índices americanos fecharam no vermelho, com fortes quedas na casa de mais de 2%:

  • S&P 500: -2,77% (4.271,78)
  • Dow Jones: -2,82% (33.811,40)
  • Nasdaq: -2,55% (12.839,29)

Dessa forma, esse foi o segundo pior dia para o Dow Jones no ano. Na semana, os índices também acumulam fortes perdas, com os últimos dias marcados pela presença forte do Fed no centro dos debates:

  • S&P 500: -3,01%
  • Dow Jones: -2,23%
  • Nasdaq: -3,73%
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

O Fed se aproxima e as bolsas caem

De acordo com Powell, é apropriado que o Fed aja em ritmo "um pouco mais rápido". Em outras palavras, o aumento de juros de 50 pontos-base é uma opção na reunião de política monetária do BC americano marcada para 3 e 4 de maio — em duas semanas.

Com isso, os investidores esperam que o Fed eleve os juros ainda mais do que o esperado.

Somado a esse fato, a redução do balanço patrimonial do BC americano, com a venda de mais de US$ 4,6 trilhões em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas acumulados desde março de 2020, injeta ainda mais cautela nos mercados.

E como isso afeta os mercados

A alta dos juros por lá aumenta o retorno dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, os chamados Treasuries.

Esse tipo de investimento é considerado o mais seguro do mundo e, em momentos de incerteza — como a continuidade da guerra, inflação pelo mundo e covid-19 na China — os investidores tendem a migrar para esse tipo de ativo. Na outra ponta, ações e criptomoedas tendem a cair com a fuga de recursos. 

Os títulos de longo prazo seguem com tendência de alta. Confira o fechamento deles hoje: 

NomeVar%
U.S. 10Y-0,50%
U.S. 20Y0,35%
U.S. 30Y0,66%
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Nova aquisição

Ambipar (AMBP3) volta às compras e adquire a Bioenv, que desenvolve projetos de monitoramento do meio ambiente

Como a compra foi feita por meio da controlada Ambipar Response ES S.A., não precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa mãe

FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão segue forte e Ibovespa volta a perder os 100 mil pontos; dólar cai com PEC melhor que o esperado

O Ibovespa chegou a amanhecer no azul, mas os temores que rondam o mercado falaram mais alto

CONTROLE DE DANOS

Pedro Guimarães entrega carta de demissão a Jair Bolsonaro e rebate acusações de assédio; veja quem o sucederá na presidência da Caixa

Guimarães deixa o cargo em meio a uma investigação do Ministério Público Federal por múltiplas denúncias de assédio sexual