🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-03-02T17:03:22-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,94% e termina o dia a R$ 5,10. Euro também cai e fecha a R$ 5,68; confira o que movimentou o câmbio nesta quarta-feira

Apesar de ter registrado alta importante já na abertura, conforme o dia foi avançando a moeda americana arrefeceu e terminou o registrando desvalorização

2 de março de 2022
17:03
Dólar real câmbio
o dia serviu para digerir o noticiário dos últimos dias, que inclui as sanções econômicas impostas com a intenção de dificultar o financiamento do esforço de guerra russo - Imagem: Shutterstock

Depois do feriado de carnaval o mercado abriu mais tarde e teve uma janela de negociação mais curta, mas mesmo assim o dia foi de fortes emoções.

Apesar de ter registrado alta importante já na abertura, conforme o dia foi avançando o dólar arrefeceu e terminou o dia em baixa, registrando desvalorização de 0,94% e valendo R$ 5,1073. O euro, que havia fechado a última sexta-feira em alta, também retrocedeu e fechou o pregão valendo R$ 5,6823.

Apesar da possibilidade de diálogo estar no horizonte, a invasão da Ucrânia pela Rússia já completa uma semana e não dá sinais de trégua. 

Por aqui, o dia serviu para digerir o noticiário dos últimos dias, que inclui as sanções econômicas impostas com a intenção de dificultar o financiamento do esforço de guerra russo e assim forçar um recuo por parte de Vladimir Putin.

Foram tomadas medidas como o congelamento dos bens de Sergei Lavrov, ministro das relações exteriores da Rússia, e do próprio Putin. 

Além disso, o banco central e outras instituições financeiras russas também sofreram duras restrições, como o impedimento de acessar o sistema de troca de mensagens Swift, utilizado para transações entre instituições financeiras em países diferentes, o que acaba deixando a Rússia mais ou menos isolada dos mercados de capitais ao redor do mundo.

Outros aliados, incluindo Japão, Canadá, Austrália e Coreia do Sul, também adotaram ou subscreveram a sanções.

O Fed

O câmbio também sofreu os impactos do pronunciamento de Jerome Powell, que se dirigiu ao congresso norte-americano ao meio-dia, horário de Brasília. 

O presidente do Federal Reserve, o Banco Central americano, sinalizou que pretende propor uma alta de 0,25% na próxima reunião da autoridade monetária.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Taxas gordas

Com risco fiscal, retorno de 6% + IPCA volta a ser comum entre títulos Tesouro IPCA+ de longo prazo

6 de julho de 2022

Todos os vencimentos de títulos públicos Tesouro IPCA+ a partir de 2035 já voltaram a pagar a rentabilidade “mágica” desse tipo de ativo

QUEDA DE APORTES

Crise dos unicórnios e demissões em massa têm explicação: investimentos em startups caíram 44% no primeiro semestre

6 de julho de 2022

Inflação global, escalada da alta de juros e a Guerra da Ucrânia geraram incertezas no mercado e “seguraram” os investimentos; as mais afetadas são as startups de late stage e unicórnios

CARA CADÊ MEU DEFI?

Roubo de criptomoedas com ataque hacker levou US$ 1,3 bilhão de plataformas de DeFi em 2022; maior crime foi de US$ 180 milhões

6 de julho de 2022

Mesmo com a alta do dia, os investidores acompanham os desdobramentos do pedido de falência da Voyager Digital

O FANTASMA DA RECESSÃO

Ata do Fed manda recado: saiba se os próximos passos do BC dos EUA podem tirar o sono dos investidores

6 de julho de 2022

Na reunião de junho, o banco central norte-americano elevou a taxa de juro em 0,75 ponto percentual, o maior aumento desde 1994, na tentativa de conter uma inflação que não dá tréguas; será que vem mais por aí?

Está vindo aí

Risco de recessão volta a assustar, petróleo amplia perdas e petroleiras lideram quedas do dia; Hypera (HYPE3) e Americanas (AMER3) sobem forte

6 de julho de 2022

Com a queda do petróleo no mercado internacional, papéis de commodities no Brasil têm maiores quedas nesta quarta-feira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies