O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-06T17:09:00-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar sobe pelo segundo dia seguido e vale R$ 4,71. Euro também avança e é negociado a R$ 5,13; fique por dentro do que movimentou o câmbio nesta quarta-feira

Mercado volta as atenções para política monetária norte-americana em uma quarta-feira de ata do Fed

6 de abril de 2022
17:03 - atualizado às 17:09
dólar e euro
A quarta-feira foi marcada por discursos de dirigentes do Fed - Imagem: Shutterstock

Em uma quarta-feira (06) marcada pela divulgação da ata do Fed e por discursos de dirigentes da autoridade monetária norte-americana, o dólar registrou avanço de 1,19% e agora vale R$ 4,7147. O euro também ganhou força, registrando valorização de 1,22% e agora é negociado a R$5,1381.

Por aqui

Apesar dos grandes destaques do dia ficarem por conta do que aconteceu fora do Brasil, a divulgação de dados por aqui também vai ajudando os investidores a entenderem melhor o comportamento da economia nacional neste ano.

Hoje a FGV divulgou o IGP-DI, índice que é uma medida abrangente da inflação, que registrou alta de 2,37% em março, em comparação a uma alta de 1,5% em fevereiro. Em 12 meses o índice já acumula avanço de 15,57%.

Também foi divulgado relatório, pela gestora Janus Henderson Group, demonstrando que a dívida pública brasileira cresceu 27,2% entre 2019 e 2021. O resultado ficou abaixo da média dos países emergentes, de 37,8%. No mesmo período, os países desenvolvidos viram suas dívidas crescerem 25,3%.

Durante o dia, o dólar registrou máxima de R$ 4,7225 e mínima de R$ 4,6483. Já o euro ficou no intervalo entre R$ 5,0639 e R$ 5,1472.

Por lá

O grande evento do dia ficou por conta da divulgação da ata do Fed, que gerou desdobramentos importantes em Wall Street.

Isso porque os planos mais agressivos da autoridade monetária não agradaram os investidores, preocupados com os impactos que a política monetária mais agressiva pode ter na atividade econômica.

O dólar já registrava alta por aqui antes da divulgação do documento, mas renovou a máxima do dia.

O presidente do Fed na Filadélfia, Patrick Harker, defendeu em discurso que sejam realizados uma série de aumentos de juros neste ano e que a inflação deve perder força no decorrer do ano, fechando o período perto dos 4%.

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos também movimentou o noticiário ao afirmar que o Fed está “dando passos” com o objetivo de conter a inflação. Na opinião dela, o aumento dos preços ainda guarda relação com fatores ligados à pandemia, como quebras em cadeias produtivas e gargalos de oferta.

O DXY, índice que mede a força do dólar frente seus pares, como é o caso do euro, terminou o dia no território positivo, indicando que a moeda norte-americana ganha força.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2312,75%12,72%
DI1F25DI Jan/2511,44%11,32%
DI1F26DI Jan/2611,25%11,12%
DI1F27DI Jan/2711,21%11,07%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) salta para R$ 3,7 bilhões no primeiro trimestre; veja quando a holding pagará dividendos

Vale lembrar, que como é uma holding, a principal atividade (e fonte de receita) da Itaúsa é deter participações acionárias em outras companhias

Carreira

Alunos da USP têm prioridade no mercado de trabalho? Nem sempre os ‘selecionados’ da Fuvest vão ‘roubar’ seu emprego

A universidade faz tanta diferença na sua carreira? Nós respondemos essa pergunta sobre como a USP influencia sua empregabilidade

TRILHA DO UNICÓRNIO

Aplicativo de conta em dólar, Nomad recebe aporte de R$ 160 milhões e já é avaliado em mais R$ 1 bilhão

Nessa segundo rodada de captação, a Nomad, fintech de serviços financeiros em dólar, espera atingir 1 milhão de clientes até o fim do ano

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,12% e vale R$ 5,05. Euro sobe e é negociado a R$ 5,27. Confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

A segunda-feira ficou marcada por dados que apontam para uma desaceleração na economia chinesa

FECHAMENTO DO DIA

Derrotado: S&P 500 perde a luta e fecha o dia na lona; veja o comportamento das bolsas lá fora

Os três principais índices de Wall Street vieram de uma semana difícil, já que as preocupações com a desaceleração econômica dos EUA, um Federal Reserve mais agressivo e a inflação mais alta afetaram a confiança dos investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies