O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-11T17:03:32-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar inverte sinal durante o dia, sobe 0,21% e vale R$ 5,14. Euro vale R$ 5,41; confira o que movimentou o câmbio nesta quarta-feira

Como já era esperado, a quarta-feira foi dominada pelos dados de inflação no Brasil e nos Estados Unidos

11 de maio de 2022
17:03
Dólar real câmbio
A quarta-feira foi de idas e vindas para o DXY - Imagem: Shutterstock

O dia parecia favorável para o dólar, que chegou a ser negociado abaixo dos R$ 5,10 após a divulgação dos dados de inflação nos Estados Unidos. 

Contudo, logo a coisa empacou e a moeda norte-americana acabou encerrando o dia em alta de 0,21%, negociada a R$ 5,1446. O euro avançou sutilmente e vale R$ 5,4110, valorização de 0,06%.

O que mexe com o câmbio por aqui

Os dados do IPCA de abril, divulgados na manhã desta quarta-feira (11), revelaram que a inflação ainda é um problema de difícil solução por aqui. Mesmo depois de dez altas consecutivas na Selic, que saiu de 2% no começo do ano passado para os 12,75% de agora, os preços continuam a avançar.

Com isso, a percepção de que o Copom pudesse interromper o ciclo de alta já na próxima reunião, em 14 e 15 de junho, perde espaço para a expectativa de que a autoridade monetária possa ir ainda mais longe.

Colabora com essa ideia o fato de que a alta dos preços de commodities como o minério de ferro e o petróleo também devem seguir pressionando a inflação por aqui.

Durante o dia, o dólar fixou sua máxima em R$ 5,1714, ao passo que a mínima foi de R$ 5,0935. Já o euro operou no intervalo entre R$ 5,4380 e R$ 5,3735.

E lá fora

Fora do Brasil, o dia também foi de novidades importantes sobre o movimento dos preços. Nos Estados Unidos, a inflação ao consumidor de abril, medida pelo CPI, ficou em 0,3%. 

O resultado representa a primeira desaceleração do indicador em 8 meses, mas mesmo assim Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, reagiu ao resultado e disse, por meio de nota, que a inflação está “inaceitavelmente alta” . 

Com tudo isso, renovam-se as preocupações de que a autoridade monetária norte-americana se veja obrigada a aumentar o ritmo das altas de juros para conter a inflação.

No Velho Continente o dia também foi agitado. Isso porque a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, afirmou que a instituição deve encerrar seu programa de recompra de ativos no início do terceiro trimestre deste ano.

Além disso, Lagarde sinalizou para a possibilidade de que o ciclo de altas no juro se inicie a partir de então.

Neste cenário, o DXY, índice que compara o dólar a seus pares, teve um dia de idas e vindas, apagando as perdas já próximo do fechamento das bolsas nos Estados Unidos.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2313,33%13,26%
DI1F25DI Jan/2512,45%12,29%
DI1F26DI Jan/2612,29%12,15%
DI1F27DI Jan/2712,31%12,18%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Carreira

Alunos da USP têm prioridade no mercado de trabalho? Nem sempre os ‘selecionados’ da Fuvest vão ‘roubar’ seu emprego

A universidade faz tanta diferença na sua carreira? Nós respondemos essa pergunta sobre como a USP influencia sua empregabilidade

TRILHA DO UNICÓRNIO

Aplicativo de conta em dólar, Nomad recebe aporte de R$ 160 milhões e já é avaliado em mais R$ 1 bilhão

Nessa segundo rodada de captação, a Nomad, fintech de serviços financeiros em dólar, espera atingir 1 milhão de clientes até o fim do ano

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,12% e vale R$ 5,05. Euro sobe e é negociado a R$ 5,27. Confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

A segunda-feira ficou marcada por dados que apontam para uma desaceleração na economia chinesa

FECHAMENTO DO DIA

Derrotado: S&P 500 perde a luta e fecha o dia na lona; veja o comportamento das bolsas lá fora

Os três principais índices de Wall Street vieram de uma semana difícil, já que as preocupações com a desaceleração econômica dos EUA, um Federal Reserve mais agressivo e a inflação mais alta afetaram a confiança dos investidores

Criptomoedas no chinelo: bitcoin pode ir a US$ 20 mil e Ethereum a US$ 1,3 mil; entenda o motivo e se é uma boa investir agora

Bitcoin hoje derrete e cotação do ethereum também rompe barreira psicológica; situação tende a piorar, mas há salvação no olhar de analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies