Menu
2021-05-18T08:42:45-03:00
Estadão Conteúdo
reduzindo participação

Participação da Petrobras em investimentos no PIB caiu para 3,8% em 2020, mostra levantamento

Em 2014, a participação na FBCF da estatal era de 7,6%, passando para 3,8% em 2020, segundo levantamento do economista Cloviomar Caranine

18 de maio de 2021
8:41 - atualizado às 8:42

A participação da Petrobras na Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) do Brasil vem caindo anualmente, e a tendência é de que esse movimento persista também em 2021.

Em 2014, a participação na FBCF da estatal era de 7,6%, passando para 3,8% em 2020, segundo levantamento do economista Cloviomar Caranine, da subseção do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos na Federação Única dos Petroleiros (Dieese/FUP).

Para 2021, a projeção também é de queda, após a divulgação dos resultados da estatal sobre o desempenho do primeiro trimestre deste ano.

Os investimentos realizados, de US$ 1,9 bilhão nos três primeiros meses, vão na linha dos investimentos anteriores e mostram queda de 6,6% em relação ao trimestre anterior, e de 21,3% em relação ao 1º trimestre de 2020.

"A comparação entre os investimentos da Petrobras e o total de investimentos realizados pela economia brasileira (Formação Bruta de Capital Fixo) mostra que a Petrobras vem reduzindo sua participação. Se em 2009, a Petrobras sozinha, respondia por 11,1% de todos os investimentos realizados na economia brasileira, em 2020 foi de 3,8%", informa o economista.

Para ele, a Petrobras tem capacidade de realizar volume maior de investimentos, o que poderia ajudar no enfrentamento da crise econômica, agravada pela pandemia da covid-19.

"Basta ver que, em 2010, o PIB brasileiro cresceu 7,5% em um momento em que as grandes economias mundiais estavam em queda (naquele ano, a participação da Petrobras na FBCF foi de 9,6%). Mas, a partir de 2014, percebe-se uma mudança estrutural, aprofundada em 2016, de redução dos investimentos das estatais (em especial da Petrobras)", explica Caranine.

Segundo o levantamento, mesmo buscando focar em investimentos em exploração e produção na região Sudeste - e reduzindo presença no Nordeste -, os resultados da Petrobras refletem quedas de investimentos também nessa área, com menos 24% no primeiro trimestre de 2021 contra 2020, ou de 50% no pré e pós-sal, em refino e projetos em energias renováveis, entre outros, informa o economista do Dieese/FUP.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

E a fila aumenta

BR Partners faz registro de IPO que pode movimentar até R$ 620 milhões

Banco de investimentos fundado por Ricardo Lacerda pretende fazer uma oferta pública de Units, com faixa de preço entre R$ 16 e R$ 19

Pedido ao presidente

Instituto Aço Brasil pede a Bolsonaro para não reduzir tarifa de importação

Na visão do presidente executivo da entidade, Marco Polo de Mello Lopes, não há cenário de excepcionalidade que justifique tal medida

Insights Assimétricos

Preparado para a Super Quarta? O que você precisa saber antes das decisões do Fed e do Copom sobre juros

Um ajuste dos juros, mantendo-os ainda abaixo do neutro (entre 5,5% e 6,5%), seria salutar. Uma alta para além disso, contudo, poderá comprometer a retomada brasileira

Caçadores de tendências

Itaú Asset lança mais 3 ETFs com foco em inovação nas áreas de saúde, tecnologia e consumo dos millennials

Gestora do Itaú agora aposta em índices de empresas globais ligadas a tendências de consumo que estão mudando a sociedade

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies