Menu
2021-03-02T07:14:50-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
parece que vai

Caixa Seguridade segue adiante com plano de IPO

Caixa protocola pedido para realizar oferta secundária de seu braço de seguros e previdência e listar ações no Novo Mercado

2 de março de 2021
7:14
Caixa Economica Federal
Imagem: Shutterstock

Aparentemente, a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Caixa Seguridade vai sair do papel.

Pelo menos é o que o braço de seguros e previdência da Caixa sinalizou na noite de segunda-feira (1º), ao anunciar que o banco protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um pedido de registro de uma oferta pública secundária de ações, quando os acionistas vendem participação.

No comunicado, a Caixa Seguridade informou ainda que entrou com um pedido na B3 para que suas ações estejam no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa da bolsa.

História antiga

A intenção de listar a parte de seguros e previdência da Caixa na bolsa não é nova, mas é um tanto enrolada. O banco interrompeu por duas vezes a preparação do IPO em 2020, citando as condições do mercado nas respectivas ocasiões.

O IPO da Caixa Seguridade é o mais avançado entre cinco ofertas que a Caixa pretende fazer de suas subsidiárias.

A abertura de capital das unidades na B3 é "foco total" na instituição, disse o presidente do banco, Pedro Guimarães, no começo do ano.

A Caixa também pretende vender para investidores na bolsa uma participação de seu recém-criado banco digital, o "Caixa Tem". O IPO só pode acontecer depois da autorização do Banco Central.

O aval do BC também é necessário para a abertura de capital da unidade de gestão de fundos da Caixa, que conta com aproximadamente R$ 500 bilhões em ativos.

Guimarães disse que o banco também pretende abrir o capital da unidade de cartões e meios de pagamento. Já o IPO da unidade de loterias não depende exclusivamente do banco.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies