Menu
2021-05-04T19:10:54-03:00
Estadão Conteúdo
Secretária do Tesouro

Yellen prevê ‘retomada forte’ dos EUA e diz que inflação ‘não será um problema’

Com a melhora da economia, Yellen disse esperar ver um crescimento na taxa de participação de força de trabalho no país, especialmente com mais mulheres voltando ao mercado.

4 de maio de 2021
19:10
estados unidos, eua
Imagem: Shutterstock

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, demonstrou otimismo nesta terça-feira sobre o quadro atual, ao projetar uma "retomada forte" e "substancial" da economia norte-americana nos próximos meses. Ela disse acreditar que os EUA voltarão a um quadro de pleno emprego, em 2022, e que não prevê que a inflação possa ser um problema, embora tenha notado que "monitoramos cuidadosamente" a trajetória dos preços.

Yellen concedeu entrevista em evento virtual do Wall Street Journal. Em sua fala, ela notou que, se a inflação for um problema, há meios para enfrentá-lo. "Não estou prevendo ou recomendando que o Fed eleve os juros, eu mais do que ninguém defendo a independência dele", comentou ela, que já foi presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

Com a melhora da economia, Yellen disse esperar ver um crescimento na taxa de participação de força de trabalho no país, especialmente com mais mulheres voltando ao mercado.

Ela também defendeu as medidas de estímulo do governo Joe Biden e não previu que isso possa causar aquecimento excessivo da economia. "Mas estamos atentos" ao risco, garantiu.

Yellen também comentou a intenção do governo Biden de elevar impostos para empresas no país. Ela lembrou que, mesmo se o aumento se confirmar, os impostos seguirão abaixo do nível de boa parte do período desde a Segunda Guerra no país.

E também defendeu que exista "algum espaço fiscal" para lidar com emergências. Para Yellen, a trajetória fiscal dos EUA "não é insustentável".

A secretária ainda disse que o governo norte-americano está em contato ativamente com outros países, a fim de buscar um nível mínimo nos impostos corporativos em nível global.

Segundo ela, o governo pretende dificultar que empresas com negócios concentrados nos EUA possam mudar seus negócios para paraísos fiscais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

na b3

Leilão de aeroportos regionais de SP terá como destaque bloco de Ribeirão Preto

Segundo o governo, dos 22 aeroportos, seis já contam com serviços de aviação comercial regular e 13 têm potencial de desenvolvimento de novas rotas regulares durante a concessão

IR 2021

Imposto de renda: Posso declarar um plano de saúde internacional como gasto dedutível?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro.

Insights Assimétricos

Bitcoin, Ethereum, Dogecoin… Com tantas opções, o quanto de criptomoedas você deve ter em sua carteira?

Ainda obscuro para muitas pessoas, o mercado não tem fechado suas portas aos novos aventureiros atraídos pelos retornos convidativos entregues por este universo

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies