Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-19T19:23:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Quem não tem teto de vidro...

Governo cancela lançamento do Auxílio Brasil; veja por que o programa social fez a bolsa despencar e o dólar disparar hoje

Ainda não há uma nova data para o lançamento do programa, que levou o Ibovespa às mínimas antes do sinal vermelho para o anúncio

19 de outubro de 2021
16:47 - atualizado às 19:23
Ibovespa
Imagem: Shutterstock/Andrei Morais

Após a reação do mercado à notícia de que o Auxílio Brasil contaria com recursos fora do teto de gastos para bancar o benefício, o Palácio do Planalto cancelou o evento para o lançamento do programa, marcado para às 17h desta terça-feira (19).

Ainda não há uma nova data para o lançamento, informou ao Seu Dinheiro a assessoria de comunicação do Ministério da Cidadania.

O Ibovespa, que recuava quase 4% antes do anúncio, deixou as mínimas com o cancelamento, mas ainda fechou em queda de 3,28%, aos 110.672 pontos. O dólar chegou aos R$ 5,612 na máxima do dia, mas fechou a R$ 5,5938, com alta de 1,33%.

Por que o mercado repudiou o programa?

O Auxílio Brasil seria anunciado com parcelas de R$ 400 para 2022, ano eleitoral, segundo publicou a imprensa. O valor representaria uma derrota para a equipe do ministro Paulo Guedes, que propunha um benefício máximo de R$ 300.

Parte da verba para o programa viria do orçamento previsto para o Bolsa Família. Cerca de R$ 100 por parcela, porém, seriam contabilizados fora do teto de gastos, em mais uma vitória da ala política do governo sobre a Economia. O valor extra-teto era estimado em R$ 30 bilhões.

O teto de gastos é considerado fundamental para a manutenção da credibilidade dos investidores com o Brasil. Se o mercado entender que a trajetória de aumento dos gastos públicos é insustentável, acaba cobrando o preço exigindo juros maiores para rolar a dívida pública.

Juros mais altos acabam tornando os investimentos nas empresas da bolsa menos atrativos, por isso a forte queda do Ibovespa nesta terça-feira.

Ao mesmo tempo, o dólar sobe com investidores em busca de proteção contra o maior risco de se manter posições na moeda brasileira.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies