Menu
Maria Clara Sandrini
Rumo ao milhão (ou mais)
Maria Clara Sandrini
Formada em Ciências Contábeis pela Universidade de São Paulo, é analista de investimentos da Empiricus.
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-10T11:56:16-03:00
RUMO AO MILHÃO (OU MAIS)

Esticando a corda: quando surgem as grandes oportunidades para quem está em busca do primeiro milhão

Apesar das incertezas do panorama que se desenha, investidores com foco na construção de um patrimônio milionário podem ser recompensados em oportunidades como estas

12 de setembro de 2021
7:15 - atualizado às 11:56
Empresário puxando pilha de grandes moedas douradas com uma corda
"Poucas vezes vimos uma assimetria tão vantajosa para os ativos de risco brasileiros"Imagem: Shutterstock

A semana mais curta ocasionada pelo feriado da independência brasileira não poupou os ativos de risco brasileiros.

Depois dos movimentos cautelosos antecedentes ao tão aguardado 7 de setembro, o pregão pós feriado culminou em uma queda da ordem de 3,78% do Ibovespa e uma apreciação de 2,89% do dólar.

Desde o pico dos 130 mil pontos alcançado em junho deste ano, o Ibov já acumula uma queda superior a 12%.

Fonte: Google Finance

A verdade é que o humor dos investidores piorou significativamente.

O risco de uma possível ruptura institucional bateu à porta e a aversão ao risco continua a se materializar pelos mercados.

A custosa combinação entre o desequilíbrio fiscal, as sucessivas revisões do PIB para baixo, a crise hídrica e o risco de uma consistente escalada da inflação, se soma à antecipação da corrida eleitoral e seus efeitos resultantes, assim como aos claros desentendimentos entre o Executivo e o Judiciário.

Dentro de uma perspectiva prática, esses parâmetros se refletem em três principais dimensões, sendo elas:

  • A desvalorização do mercado acionário;
  • A alta do dólar; e
  • A pressão sobre as curvas de juros.

Apesar das incertezas do panorama que se desenha, investidores de longo prazo e com foco na construção de um patrimônio milionário podem ser recompensados em oportunidades como estas.

Isso porque, como dissemos há algumas semanas em nosso Programa de Riqueza Permanente®, poucas vezes vimos uma assimetria tão vantajosa para os ativos de risco brasileiros.

Sob a ótica do indicador Preço/Lucro (P/L), a bolsa brasileira segue negociando em suas mínimas históricas, ao redor de 6,8 vezes.

Para se ter ideia, entre 2015 e 2016, durante a crise econômica, o mínimo visto se deu em 9 vezes lucros.

Atualmente, o cenário precificado segue em um patamar semelhante apenas ao observado na Crise do Subprime em 2008.

Fonte: Oceans 14

Claro, o ambiente político e econômico ainda pode se deteriorar, especialmente a depender dos desdobramentos políticos-institucionais e econômicos até as eleições do ano que vem.

Mas as quedas dos últimos dias já nos reservam níveis de preços bons o suficiente para aportes daqueles que trabalham com horizontes dilatados.

Desde este último drawdown, ações de empresas ligadas à reabertura econômica — como varejistas, aéreas e shoppings centers — já perderam de 20% a 40% de seu valor.

Fonte: Koyfin

Assim como ser capaz de lidar com a volatilidade dos mercados, ter estômago e paciência para aproveitar grandes oportunidades compradoras, figuram entre uma das particularidades que seguem diferenciando a trajetória dos investidores bem-sucedidos.

Um abraço.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

DESTAQUE DO DIA

Minério de ferro despenca mais 8% e siderúrgicas e Vale acompanham queda

A redução da produção de aço vem trazendo seguidas perdas para o minério de ferro.

O que mexe com o preço do bitcoin (BTC) hoje: falas de Ray Dalio e da gestora que previu alta das ações da Tesla movimentam o dia

Otimismo com bitcoin a US$ 500 mil e preocupação com a regulamentação: quem vencerá o cabo de guerra das criptomoedas

Parceria digital

Assaí (ASAI3) faz parceria com Cornershop, aplicativo de compras online

A plataforma foi criada para que consumidores comprem produtos de supermercados locais com entregas rápidas ou programadas

Exile on Wall Street

O que faz as empresas falharem? Conheça as cinco “assassinas silenciosas” que podem impactar nos seus investimentos

O verdadeiro início da derrocada de uma empresa não pode ser devidamente noticiado pelas finanças ou pelas operações, mas somente dentro do núcleo de cultura corporativa

CAPTAÇÕES BILIONÁRIAS

Localiza, Unidas e Movida vão a mercado em busca de R$ 5 bilhões com emissões de debêntures

Locadoras de veículos se recuperaram rapidamente da crise da covid-19 e buscam recompor o caixa em meio à escassez de componentes no setor automotivo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies