Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2021-04-27T09:59:00-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

Marfrig vê futuro (e receita) da empresa vindo do exterior e outros destaques

27 de abril de 2021
9:58 - atualizado às 9:59
Churrasco carne
Imagem: Shutterstock

Um vírus altamente contagioso que surgiu na China e com potencial letal para a população mais idosa. Foi com essa sinopse que poderia ter saído da saudosa série Arquivo X que a maioria da população começou a lidar com a covid-19.

As teorias da conspiração de que o vírus teria sido criado em laboratório — como inclusive acontece em um dos episódios da série — já foram afastadas pelos cientistas. Mas no início da pandemia sabíamos muito pouco sobre o vírus, incluindo os impactos na saúde e na economia.

Se estava difícil para mim e para você, imagine então para quem estava sentado na cadeira de CEO de uma grande empresa no olho desse furacão. Foi o que aconteceu com Miguel Gularte, que assumiu o comando da gigante brasileira de alimentos Marfrig em março de 2020, quando o mercado financeiro parecia à beira de um colapso.

Uma das primeiras entrevistas do executivo na época foi justamente para o Seu Dinheiro. Na ocasião, Gularte assegurou que a companhia estava preparada para atravessar qualquer cenário.

A projeção não apenas se confirmou como a Marfrig teve em 2020 um dos melhores anos de sua história. Parte relevante desse resultado veio das operações do grupo no exterior, em especial nos Estados Unidos e China.

Um ano depois, o Seu Dinheiro voltou a falar com Gularte, que fez um balanço das ações tomadas para garantir a produção no ano da pandemia e também o que espera para 2021.

Será que a verdade (e a receita) para a Marfrig continua lá fora? Confira na entrevista exclusiva concedida ao repórter Ivan Ryngelblum.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

As sinalizações do Congresso de que as privatizações e a reforma tributária devem avançar animaram os investidores ontem, ofuscando as preocupações com a situação da pandemia no país e a CPI que investigará o governo, além do dia ruim em Nova York. Confira a análise completa do pregão.

O que mexe com os mercados hoje? Em compasso de espera pela reunião do Fed, a cautela predomina nesta manhã. Enquanto isso, o investidor brasileiro terá uma série de eventos para prestar atenção: além da temporada de balanços, dados da inflação e CPI da Covid devem movimentar os negócios.

EMPRESAS

Com o aumento nos preços do minério, a Vale registrou um lucro líquido 2.220% maior no primeiro trimestre, em base anual. Foi bom para você? Para os analistas, nem tanto. Confira os resultados da mineradora no período.

A montadora de carros elétricos Tesla fechou o primeiro trimestre com lucro recorde, e graças ao... bitcoin! Entenda o que aconteceu com a empresa de Elon Musk no período.

Um grupo de grandes empresas da bolsa anunciou ontem as condições para o pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio, entre elas a Petrobras e o Magazine Luiza. Veja se você está elegível para receber os proventos.

ECONOMIA

Tivemos uma notícia negativa no front da batalha contra a covid-19: a Anvisa decidiu rejeitar a liberação do uso da vacina russa Sputnik V. Entenda os motivos da decisão.

OPINIÃO

Nomadland, o filme vencedor do Oscar, traz um tema bastante atual em tempos de crise econômica: o desemprego. Para o nosso colunista Matheus Spiess, a história traz paralelos com o momento nos mercados, que se preparam para a reabertura divididos em três grandes teses. Confira a análise completa.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies