Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-14T17:28:14-03:00
Jojo Wachsmann
Jojo Wachsmann
COLUNA DO JOJO

Como Jojo Wachsmann investiria o prêmio de R$ 1,5 milhão de Juliette, campeã do BBB21

CIO da Vitreo conta como alocaria uma carteira diversificada, segura e rentável com o prêmio do maior reality show do Brasil

15 de maio de 2021
12:00 - atualizado às 17:28
juliette bbb21
Imagem: Reprodução Instagram

Terminou mais uma edição do reality show mais popular e rentável do país, o Big Brother Brasil. A vencedora do prêmio de R$ 1,5 milhão foi Juliette, desconhecida pelo grande público até então.

Após 100 dias confinada no programa, ela saiu com a quantia de R$ 1,5 milhão no bolso (menos impostos, claro). Um prêmio dessa proporção, em um curto espaço de tempo, certamente provoca uma enorme euforia em quem ganhou, em familiares e amigos.

Mas será que com R$ 1,5 milhão a vida de Juliette está resolvida para sempre?

Vou dar a minha sugestão à Juliette, mas que também serve para você que, em algum momento da vida, pode acabar recebendo um bom dinheiro de forma inesperada.

Aqui está a minha sugestão de carteira ideal para a Juliette e seu prêmio de R$ 1,5 milhão:

Passo 1: A Famosa “Reserva de Emergência”

A reserva de emergência é a parte mais segura e estável do seu portfólio. Tem uma conta “mágica” que eu faço: você precisa ter no mínimo de três a seis meses do custo de vida mensal. E, se você pensar de maneira bastante conservadora, a reserva de emergência pode ser o custo de vida mensal multiplicado por 12 meses. Vamos supor que o custo de vida de Juliette seja de R$ 12.500 por mês (certamente seu custo será maior agora, pós-BBB). Logo, seria prudente ela ter uma reserva de emergência no valor de: R$ 12.500 x 12 meses = R$ 150 mil.

Ou seja, 10% do prêmio do BBB iria compor a reserva de emergência de Juliette. Esse valor pagaria um ano inteiro de custos, ainda que ela não ganhe mais nenhum centavo ao longo do ano. Isso traria uma maior tranquilidade e a ajudaria a não tomar decisões precipitadas, colocando o patrimônio em risco.

Passo 2: A carteira ideal e diversificada

Coloquei logo abaixo um gráfico que possui diferentes opções de investimentos, como: Renda Fixa, Ações, Multimercados, Ativos Internacionais, Fundos Imobiliários, Proteções e Investimentos Temáticos (Criptomoedas).

O Brasil representa somente 2% da economia mundial. Por isso, acredito que nem todas as boas oportunidades de investimentos estão aqui.

db_img_02
Carteira Teórica, Fonte: Vitreo

Todos os tipos de investimentos dessa carteira foram pensados para ela atingir a liberdade financeira daqui a 10 anos. Em um primeiro instante, pode parecer difícil ter o conhecimento técnico para executar com maestria essa carteira. Mas, se Juliette já estiver com sua conta aberta na Vitreo, ela pode facilmente usar algumas das soluções encontradas lá, que abrangem quase todo esse gráfico: FoF Melhores FundosCarteira Universa e FoF SuperPrevidência 2.

Lembrando que esta é uma Carteira hipotética que não considerou o real perfil de risco e nem os principais objetivos dos investimentos da Juliette. Antes de investir, é sempre importante ter esses dois pontos bem definidos.

Eu gravei uma aula que tem mais de 30 minutos, mostrando como montei essa carteira para alcançar a liberdade financeira. Então, se você quiser ver na prática como penso em uma carteira diversificada, te convido a clicar no botão abaixo e assistir a esse vídeo gratuito.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies