Menu
2020-07-08T17:57:08-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Fintechs vs. Caixa

‘Sumiço’ de dinheiro no Nubank e PicPay é resultado de erro da Caixa, afirmam empresas

Instabilidade do aplicativo Caixa TEM teria gerado as falhas que resultaram no ‘desaparecimento’ do dinheiro das contas. O Nubank afirma que todos os afetados já tiveram a situação normalizada.

8 de julho de 2020
14:23 - atualizado às 17:57
NuBank, Picpay
Usuários das fintechs tiveram dificuldades para realizar transações com o aplicativo Caixa TEM - Imagem: Montagem Andrei Morais/ Seu Dinheiro

Parte dos clientes que utilizaram o Nubank ou a carteira digital PicPay para transferir o dinheiro do auxílio-emergencial pago pelo governo tiveram uma surpresa desagradável na última terça-feira (07).

Segundo relatos, o dinheiro depositado 'sumiu' das contas do Nubank. No caso do PicPay, as transações não foram finalizadas ou a recarga da carteira foi cancelada e o dinheiro não foi estornado ao aplicativo Caixa TEM, utilizado pelo banco federal para a realização do pagamento.

Procuradas, as empresas afirmaram que o erro se deu devido a instabilidades no sistema do aplicativo e que já trabalham para a normalização da situação.

No caso do Nubank, a Caixa Econômica Federal havia notificado a empresa de que os créditos dos boletos gerados pelos clientes da fintech haviam sido feitos a maior. Ou seja, aqueles que depositaram R$ 100 acabaram tendo R$ 200 reais creditados na conta e assim por diante.

Ao receber a informação, a empresa afirma ter notificado os clientes e iniciado o estorno do excedente para a Caixa. No entanto, inconsistência nas apresentações informadas pela Caixa levaram ao erro que provocou a reação dos usuários. O Nubank afirma que a devolução dos valores ao banco estatal foi suspensa e os clientes afetados já tiveram os saldos restaurados. Agora a fintech espera esclarecimentos adicionais da própria Caixa sobre a falha.

Já o PicPay afirma que os usuários que encontraram problemas devem aguardar o estorno do valor, que será realizado pela Caixa, e tentar realizar a operação novamente.

App falho

Os problemas com o aplicativo da Caixa Econômica Federal têm sido recorrentes desde que a ferramenta passou a ser utilizada para realizar o pagamento do auxílio emergencial a todos os beneficiários, incluindo quem optou receber em outra conta bancária.

Desde o início do pagamento da terceira parcela do auxílio, no entanto, as reclamações se intensificaram. O período coincide ainda com o depósito do saque emergencial do FGTS, também realizado pelo aplicativo.

Os usuários reclamam de diversas instabilidades que os impedem de acessar o dinheiro da forma correta. Além de filas virtuais com um tempo de espera gigantesco, não é raro encontrar reclamações sobre a dificuldade para acessar o saldo, realizar pagamentos e concluir transações.

Nesta terça-feira (07), a Caixa Econômica Federal anunciou uma nova atualização no aplicativo, buscando corrigir as falhas apontadas.

Confira as notas completas das empresas:

PicPay

"PicPay está fazendo tudo o que está ao seu alcance para acolher e ajudar seus usuários que, devido a uma instabilidade do sistema do Caixa TEM, não conseguiram receber o auxílio emergencial na carteira digital. Esta é a prioridade da empresa no momento. Também temos orientado aos clientes que tentem realizar a operação novamente ou, caso o débito já tenha ocorrido, aguardem a Caixa realizar o estorno do valor. Desde o início da distribuição do auxílio, mais de 2,9 milhões de usuários concluíram a transferência do benefício para o PicPay com sucesso. Todos os canais de atendimento do PicPay estão à disposição dos clientes".

Nubank

"Entre 15 de abril e 10 de junho de 2020, parte dos clientes do Nubank que realizou o pagamento de boletos por meio da Caixa Econômica Federal recebeu em sua conta digital uma quantia superior ao valor correto. O erro ocorreu devido a uma falha no sistema da própria CEF.

Assim que informado pela CEF sobre a situação, o Nubank, agindo de boa fé, comunicou seus clientes sobre o equívoco e, seguindo as recomendações da CEF, iniciou o processo de estorno dos valores excedentes de volta para o banco estatal. A devolução à Caixa já foi completamente suspensa.

O Nubank lamenta o transtorno causado aos seus clientes e informa que, devido à imprecisão dos dados da CEF, a empresa já reverteu os valores aos seus clientes mesmo não sendo responsável pela falha. Os clientes afetados já foram contatados e receberam os valores em suas contas. A empresa aguarda esclarecimentos adicionais do banco estatal."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

o melhor do seu dinheiro

Efeito Lula livre na bolsa – 2022 já começou?

No Brasil morre-se de tudo – inclusive morre-se muito de covid -, mas não se morre de tédio. Os mercados locais começaram o dia castigados pelos temores dos investidores em relação ao avanço da pandemia no país, hoje no seu pior momento. Como se todas as incertezas em relação ao combate ao coronavírus por aqui […]

balanço 4º tri

Magazine Luiza vê lucro ir a R$ 219 milhões no 4º tri e supera expectativas do mercado

A varejista Magazine Luiza encerrou o quarto trimestre de 2020 superando as expectativas do mercado. A companhia divulgou na noite desta segunda-feira (08) o seu resultado trimestral, com umacom alta de 30,6% no lucro líquido, para R$ 219,5 milhões. No acumulado do ano passado, o resultado encolheu 57,5%, para R$ 391,7 milhões. No critério “ajustado”, […]

Desidratação à vista?

Bolsonaro: Lira e relator vão discutir PEC Emergencial, podem criar PEC paralela

Na entrevista, Bolsonaro afirmou que a PEC deve ser votada pela Câmara na quarta-feira, 10. De acordo com ele, ao votar a medida, os deputados federais darão o sinal verde para retomada do auxílio emergencial em cinco dias

Fechamento do dia

São tantas emoções! ‘Efeito Lula’ aprofunda incertezas locais e faz Ibovespa cair 4%; dólar fecha a R$ 5,77

Mercado doméstico já operava em queda firme antes da decisão do ministro Fachin; aumento das incertezas pesou sobre bolsa, dólar e juros

REVIRAVOLTA

Ibovespa recua 3% e dólar vai a R$ 5,78 após STF anular condenações de Lula na Lava Jato

Diante de um cenário já negativo, a decisão aumenta o nível de incertezas domésticas, segundo analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies