Menu
2020-12-28T12:05:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Capítulos finais da novela

Ser Educacional exerce opção de compra por ativos da Laureate previsto em acordo com a Ânima

Ainda que tenha recebido a multa de R$ 180 milhões, a Ser também manteve o direito de compra preservado.

28 de dezembro de 2020
12:05
Ser educacional e Laureate
Imagem: Montagem Andrei Morais/ Seu Dinheiro

A Ser Educacional (SEER3) anunciou nesta segunda-feira (28) que exerceu sua opção de compra por alguns dos ativos do Grupo Laureate Brasil, prevista em um acordo fechado com a Ânima Educação em meio à disputa pelos ativos do grupo americano no país.

A Ser comprou as mentenedoras da Faculdade Internacional da Paraíba (FPB) e, em Pernambuco, do Centro Universitário dos Guararapes (UniFG) e do CEPEDE Business School. A transação terá o valor total de R$ 180 milhões.

Além das aquisições anunciadas hoje, a Ser também informou que prorrogou o prazo para o exercício de opção de compra de outros três ativos do grupo americano - Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) e o Centro Universitário FADERGS, no Rio Grande do Sul, e o IBMR, no Rio de Janeiro - sem valores revelados.

Relembre o acordo

O acordo que permite as transações anunciadas hoje foi firmado em outubro, no âmbito da disputa entre a Ser Educacional e a Ânima pelos ativos da Laureate no Brasil.

A Ser havia firmado um contrato com a Laureate em setembro pelos ativos do grupo, mas o acordo contava com uma cláusula que permitia o recebimento de ofertas mais vantajosas. Assim, a Ânima ofereceu mais e acabou ganhando a disputa.

O acordo entre Ânima e Laureate foi alvo de disputa judicial, até que a Ser conseguiu um acordo que previa ou uma multa de R$ 180 milhões ou a preferência por alguns ativos do protfólio.

Ainda que tenha recebido a multa, a Ser também manteve o direito de compra preservado.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Rapidinhas da semana

BLINK: Magalu ou ViaVarejo? Quem mandou melhor no 1º trimestre?

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Magalu, ViaVarejo e muito mais no Blink

Virando a chavinha

Agibank traça estratégia para abandonar imagem de ‘financeira’

Banco gaúcho quer alcançar marca de 35 milhões de clientes em 6 anos

O melhor do Seu Dinheiro

O dragão à solta, Elon Musk, bitcoin e outras notícias que mexeram com seus investimentos

O temor com o retorno da inflação nos EUA, as falas de Elon Musk sobre o bitcoin, as ações de empresas em recuperação judicial e outros destaques da semana

Como vai ser?

Decisão sobre ICMS vai destravar ações, dizem especialistas

Cobrança continuará até que Receita seja autorizada a alterar sistema

Efeitos da reestruturação

CEO da Cogna afirma que ajustes feitos em 2020 já mostram primeiros resultados

Rodrigo Galindo cita margem Ebitda recorrente e prazo médio de recebimento de alunos pagantes como efeitos positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies