Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-24T07:19:51-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
follow on

Ânima fará oferta restrita de ações que pode chegar a R$ 1,1 bilhão

Recursos levantados serão destinados a financiar parte da aquisição dos ativos do grupo americano de educação Laureate no Brasil

24 de novembro de 2020
7:19
Ânima Educação
Imagem: Reprodução

A Ânima Educação (ANIM3) anunciou na madrugada desta terça-feira (24) que vai realizar uma oferta primária de ações (follow on) capaz de levantar até R$ 1,135 bilhão, para financiar parte da aquisição dos ativos da americana Laureate no Brasil.

O valor considera a cotação de fechamento de ontem dos papéis, R$ 31,15, e a colocação da totalidade das ações. A empresa planeja vender inicialmente 27 milhões de ações ordinárias. Caso os ativos sejam integralmente comprados, a Ânima receberá R$ 841,05 milhões. A oferta poderá ser acrescida em até 35%, ou seja, em até 9,45 milhões de unidades, chegando nos R$ 1,135 bilhão.

O preço em que os ativos serão vendidos será anunciado em 3 de dezembro e as novas ações começarão a ser negociadas na B3 em 7 de dezembro.

Segundo fato relevante divulgado pela Ânima, será uma oferta de esforços restritos, isto é, não estará aberta aos investidores em geral.

A operação será coordenada pelos bancos Bradesco BBI, Santander, UBS BB, Itaú BBA e J.P. Morgan.

Laureate

A Ânima Educação levou a melhor na disputa com a Ser Educacional (SEER3) pelos ativos da Laureate no País, um portfólio de faculdades composto por nomes como Anhembi Morumbi e FMU. Ela tem mais de 50 unidades de ensino pelo Brasil e mais de 500 centros de ensino à distância.

A proposta da dona das universidades São Judas e UniBH totaliza R$ 4,4 bilhões, sendo R$ 3,8 bilhões em dinheiro e o restante em dívidas que assumirá. O montante é R$ 500 milhões superior ao que a Ser ofereceu, sendo que parte da proposta previa o repasse de ações.

A Ser, do empresário Janguiê Diniz, quase levou a disputa aos tribunais, alegando que a Laureate feriu os termos do acordo acertado entre as partes.

No fim, porém, ela fechou um acordo para receber, da Ânima, a multa no valor de R$ 180 milhões em dinheiro, relativa ao fim do seu acordo com a Laureate, em vez de receber o direito à propriedade futura das sociedades mantenedoras de duas das instituições de ensino do grupo estrangeiro neste momento.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies