Menu
2020-02-05T18:31:20-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Fintech caseira

Bradesco quer 3,5 milhões de clientes no banco digital Next no fim deste ano

O banco digital, que vai ser totalmente separado do Bradesco, atingiu a marca de 2 milhões de correntistas em janeiro deste ano

5 de fevereiro de 2020
14:45 - atualizado às 18:31
next bradesco
Imagem: Divulgação

O Next, banco digital do Bradesco, deve atingir um total de 3,5 milhões de clientes no fim de 2020. A meta foi traçada por Octavio de Lazari, presidente do Bradesco.

O banco digital criado em 2017 para atrair um público que não identifica com as marcas tradicionais fechou o ano passado com 1,8 milhão de correntistas.

A estimativa inicial de Lazari era que o Next encerrasse 2019 com 1,5 milhão de contas, mas com os bons resultados o executivo chegou a falar em atingir a marca de 2 milhões, que foi alcançada apenas em janeiro deste ano.

O Bradesco pretende separar totalmente o Next das operações da instituição. Assim como praticamente todas as novas empresas de tecnologia financeira (fintech), o banco digital ainda não dá lucro, disse Lazari, em teleconferência com a imprensa.

Por falar em lucro, o Bradesco registrou em 2019 um aumento de 20% nos resultados, para R$ 25,887 bilhões. No quarto trimestre, a rentabilidade do banco alcançou os 21,2% e encostou no Santander.

Além do lucro maior, Lazari atribuiu o avanço da rentabilidade à distribuição dos dividendos extraordinários e ao efeito das provisões realizadas pelo banco no quarto trimestre. "Mas consideramos sustentável um retorno na casa dos 20% em 2020", afirmou.

Os investidores reagiram bem ao balanço. Na tarde de hoje, as ações preferenciais (PN) do Bradesco (BBDC4) fecharam em alta de 1,93%, cotadas a R$ 33,74.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

em Minas Gerais

Notre Dame Intermédica compra Grupo Serpram por R$ 170 milhões

Aquisição marca avanço da empresa em Minas Gerais; mais cedo, companhia anunciou compra de outra empresa, no Sul do País

forte expansão

Unidas reporta lucro líquido de R$ 124 milhões, alta de 44,4% e melhor da história

Empresa registrou uma forte retomada no segmento de Terceirização de Frotas, que apresentou recordes de contratação

desinvestimentos

Compass apresenta proposta para adquirir participação da Petrobras na Gaspetro

Empresa, que chegou a desistir de abrir capital, não revelou valor pela fatia; processo é mais um desinvestimento da Petrobras, que desembarca de vez da companhia

Dinheiro na conta

Santander pagará R$ 1 bilhão em juros sobre capital próprio

O valor líquido por ação será de R$ 0,10859906709 por ON, com retenção de IR na fonte.

PLANOS

Agora parte do BTG, Necton vai em busca de pequenos investidores

Corretora pretende lançar iniciativas e produtos para a base dos investidores, para quem tem entre R$ 10 mil e R$ 15 mil aportados no mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies