Menu
2020-04-15T08:33:21-03:00
Estadão Conteúdo
Driblando a crise

Para vender, montadoras anunciam pagamento de 1ª parcela só em 2021

No mês passado, a Ford foi a primeira a oferecer aos clientes a possibilidade de suspensão do pagamento das parcelas de financiamentos em andamento por três meses

15 de abril de 2020
8:33
Montadora de carros e veículos
Imagem: Shutterstock

Com projeção de queda de vendas de mais de 80% neste mês em relação ao previsto antes da pandemia do coronavírus e necessidade urgente de caixa, montadoras e concessionárias lançam medidas para tentar movimentar o mercado de carro novo. Apesar de a produção estar suspensa há várias semanas, o setor tem elevado estoque nas lojas e nos pátios das fábricas.

Em ação iniciada na terça-feira, 14, e com validade até o dia 30, a Fiat oferece seus modelos com financiamento em até 48 meses e primeira parcela a ser paga só em janeiro de 2021. O consumidor precisa dar de 40% a 50% de entrada do preço do carro novo - valor muitas vezes obtido na troca pelo usado. "O cliente que fizer a compra em 48 parcelas vai pagar 43", diz Herlander Zola, diretor comercial da Fiat.

Com carência oferecida pela empresa, as cinco primeiras parcelas a serem cobradas a partir de agosto serão bancadas pela fabricante. "É importante tentar criar atratividade que possibilite ao cliente que tem disponibilidade e necessidade de adquirir um veículo neste momento a fazer o negócio em condições melhores", afirma Zola. Chamado de "Forza 2021", o plano oferece juros de 1,12% ao mês. Na opção de 36 parcelas, a taxa é de 0,99%.

Nos primeiros dez dias do mês, as vendas totais de automóveis e comerciais leves estão na faixa de mil unidades ao dia, quando normalmente a média é de 10 mil a 12 mil. A previsão das fabricantes é de vender no máximo 35 mil veículos neste mês, ante uma projeção de 220 mil antes da piora do cenário econômico em razão da covid-19. Todo o processo de compra pode online, explica Zola.

Na semana passada, a Jeep, outra marca do grupo FCA Fiat Chrysler, já tinha lançado ação propondo assumir o pagamento das oito primeiras parcelas dos SUVs Renegade e Compass.

A Hyundai vende seus modelos via Instagram, WhatsApp e Messenger, já que, por decisão dos governos estaduais, a maioria das revendas está funcionando só para serviços de manutenção. A marca colocou um grupo de vendedores em showrooms para atender e mostrar os carros por chamadas de vídeo. "Também temos um serviço para levar o veículo até o cliente para test-drive", informa Jan Telecki, responsável pela área de marketing da Hyundai.

De casa

A Ford criou um canal de atendimento chamado de "Compre Sem Sair de Casa", que permite ao interessado fazer todo o processo de negociação, desde a procura até a decisão de compra sem precisar ir à revenda. "Percebemos que alguns clientes mantiveram suas compras e nosso canal oferece comodidade e conveniência", diz o diretor de marketing e vendas, Antonio Baltar Jr.

No mês passado, a Ford foi a primeira a oferecer aos clientes a possibilidade de suspensão do pagamento das parcelas de financiamentos em andamento por três meses. Elas serão cobradas no final do contrato. A Volkswagen Financial Services (braço financeiro da montadora), permite ao cliente que está com as prestações em dia prorrogar o próximo pagamento em até dois meses, sem alteração no juro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Novo momento

Fertilizantes Heringer registra prejuízo líquido de R$ 7,46 milhões no 1º tri

Empresa teve melhor Ebitda da história para um primeiro trimestre, mas resultado foi impactado por despesas financeiras

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Exile on Wall Street

Um investidor conservador sabe que uma boa ação tem seus defeitos

“Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta.” Se o sábado é uma ilusão, a segunda-feira deve ser a mais dura e fria realidade. Começamos a semana com Nelson Rodrigues. O conservador é um cético na capacidade de grandes revoluções oferecerem um futuro não testado que seja superior ao que sobreviveu ao teste […]

Efeito covid

Monitor do PIB aponta queda de 2,1% em março ante fevereiro, diz FGV

Na comparação com março de 2020, a atividade econômica teve avanço de 5,2%, e no primeiro trimestre, a expansão foi de 1,7%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies