Menu
2020-08-25T23:31:40-03:00
Estadão Conteúdo
efeito coronavírus

Lançamentos de imóveis caíram 60,9% no 2º trimestre, diz CBIC

No acumulado do primeiro semestre deste ano, os lançamentos alcançaram 37.596 unidades, recuo de 43,9% em relação ao mesmo período do ano passado

24 de agosto de 2020
14:12 - atualizado às 23:31
Quarentena imóveis
Imagem: Shutterstock

O mercado imobiliário nacional atravessou um período de forte queda nos lançamentos durante a pandemia, por conta do fechamento do comércio, enquanto as vendas tiveram uma diminuição menos brusca, indicando uma certa resiliência da demanda. Isso é o que mostra pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 24, pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

O estudo mostrou que, no segundo trimestre de 2020, os lançamentos residenciais totalizaram 16.659 unidades, baixa de 60,9% em relação ao mesmo período de 2019. Já no acumulado do primeiro semestre deste ano, os lançamentos alcançaram 37.596 unidades, recuo de 43,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por sua vez, as vendas de imóveis no País somaram 32.346 unidades no trimestre, encolhimento de 23,5%. E no semestre, atingiram 71.109 unidades, baixa de apenas 2,2%.

O resultado de um número de vendas superior ao de lançamentos foi a queda no estoque. No fim de junho, o total de imóveis novos disponíveis para venda, considerando unidades na planta, em obras e recém-construídas, chegou a 149.700 unidades no País, diminuição de 7,1% em um ano.

Com a velocidade de vendas atual, seriam necessários 10,9 meses para escoar esse estoque. Um ano antes, essa relação era de 14,8 meses.

O levantamento da CBIC mostrou ainda que o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) manteve um peso importante no mercado imobiliário nacional, representando 55,6% dos lançamentos e 56,0% das vendas ao longo do segundo trimestre.

Já em relação aos preços, o estudo mostrou que o patamar em junho estava levemente abaixo do verificado em março - quando o mercado estava aquecido - mas estável em relação ao fim de 2019.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SD PREMIUM

Segredos da Bolsa: Semana promete ser agitada com Copom, IBC-Br, Biden e mais…

A semana promete ser agitada, com importantes indicadores no radar e a “mudança de guarda” nos Estados Unidos

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies