Menu
2020-04-09T07:39:44-03:00
Estadão Conteúdo
economista atento

Governadores negociam com o Congresso a ‘mãe de todas as bombas fiscais’, diz Marcos Lisboa

Presidente do Insper calcula em mais de R$ 150 bilhões o impacto para a União do projeto emergencial de socorro a Estados e municípios

9 de abril de 2020
7:39
Marcos Lisboa
Marcos Lisboa, presidente do Insper. - Imagem: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Presidente do Insper, o economista Marcos Lisboa acusa os governadores e prefeitos de apresentarem pedidos “imensos” na tentativa de resolver todos os problemas de anos de uma única tacada. Ele calcula em mais de R$ 150 bilhões o impacto para a União do projeto emergencial de socorro a Estados e municípios, o chamado Plano Mansueto.

Na mesa de negociação, pedidos de novas linhas de empréstimos, suspensão do pagamento da dívida com a União por muito tempo, adia o pagamento de precatórios de 2024 para 2040 e suspensão dos limites de pessoal previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Uma coisa é dizer: vamos dar uma ajuda na dívida nesses próximos meses e ajudar a recompor perda de arrecadação Fundo de Participação dos Estados e ICMS, mas outra história é passar R$ 150 bilhões para dar conta de resolver problemas passados”, diz Lisboa.

“Aproveitando-se da fraqueza do governo federal, governadores estão negociando a mãe de todas as bombas fiscais, elevando a dívida pública, onerando a sociedade com (ainda) mais impostos e austeridade por pelo menos mais uma década”, diz artigo escrito por Lisboa e o economista do Insper Marcos Mendes, para o site Brazil Journal.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies