⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2020-02-18T18:24:30-03:00
Estadão Conteúdo
Aos números

Consumo de gás natural cresce 30,24% em dezembro, puxado por térmicas

Forte expansão reflete o aumento de 141,36% nas vendas do insumo para geração termelétrica no período

18 de fevereiro de 2020
18:24
Gasoduto: bolsas internacionais estão de olho na crise energética na Europa
Imagem de gasoduto - Imagem: Shutterstock

O consumo de gás natural cresceu 30,24% em dezembro de 2019 na comparação com igual mês de 2018, passando de 49,38 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) para 64,31 milhões de m³/d.

A forte expansão reflete o aumento de 141,36% nas vendas do insumo para geração termelétrica no período, de 10,89 milhões de m³/d para 26,29 milhões de m³/d.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 18, pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), com base em levantamento realizado com as concessionárias de todo o País.

As usinas a gás têm sido acionadas pelo Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS) desde o final do ano passado, por conta do baixo nível dos reservatórios das principais hidrelétricas. A título de ilustração, o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, considerado a "caixa d'água" do setor elétrico brasileiro por concentrar cerca de 70% do volume de armazenamento, operava com 33,70% da capacidade total no dia de segunda-feira, de acordo com informações do ONS.

Excluído o consumo das termelétricas, o mercado não-térmico de gás brasileiro caiu 1,2% em dezembro de 2019 frente a igual mês de 2018, de 38,49 milhões de m³/d para 38,02 milhões de m³/d. O principal motivo para essa queda foi a retração de 2,4% no consumo industrial, de 26,07 milhões de m³/d para 25,45 milhões. Além disso, o uso do gás para cogeração também teve diminuição de 9,54% no mesmo período, para 2,14 milhões de m³/d.

Por outro lado, as vendas de gás natural para clientes residenciais cresceram 10,01% em igual intervalo de comparação, para 1,29 milhão de m³/d. O consumo da classe comercial aumentou 13,33%, para 952 mil m³/d, e o uso do gás como matéria-prima se expandiu 9,18%, para 506 mil m³/d. A linha "outros", que inclui gás natural comprimido, teve alta de 205,53%, para 1,05 milhão de m³/d. O gás natural veicular (GNV) caiu 1,02%, para 6,62 milhões de m³/d.

Consumo em 2019

Na comparação entre os volumes médios de 2019 e 2018, o consumo de gás ficou estável no Brasil, com ligeira alta de 0,97%, de 64,007 milhões de m³/d para 64,626 milhões de m³/d. O consumo de gás pelas termelétricas subiu 3,25% no período, alcançando 23,89 milhões de m³/d. Porém, as vendas do insumo para o segmento industrial tiveram ligeira queda de 0,96%, para 27,97 milhões de m³/d.

Excluído o consumo das termelétricas, o mercado não-térmico de gás brasileiro foi de 40,72 milhões de m³/d em 2019, 0,3% abaixo dos 40,86 milhões de m³/d de 2018. "O consumo em 2019 manteve-se praticamente estável em relação ao ano anterior. Esperamos que, em 2020 e nos anos seguintes, esse cenário não se repita", analisa o diretor de Estratégia e Mercado da Abegás, Marcelo Mendonça.

Destaque positivo de 2019 foi que o mercado de GNV cresceu 3,24% no período, alcançando 6,056 milhões de m³/d. "O GNV vem crescendo desde que os preços dos combustíveis líquidos começaram a seguir a lógica do mercado internacional, estabelecendo uma competição mais justa. No ano de 2019, vemos a consolidação desse movimento de retomada", afirmou o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Quem apoia Lula e Bolsonaro no segundo turno, Elon Musk de volta ao Twitter e as ações mais indicadas para outubro; confira os destaques do dia

4 de outubro de 2022 - 18:55

Se ontem (03) a forte alta do Ibovespa foi muito além dos ganhos vistos em Wall Street, hoje o dia foi marcado pelo movimento contrário.  Em Nova York, os investidores seguiram otimistas com a possibilidade de que os mais recentes dados da economia americana possam levar o Federal Reserve a diminuir o ritmo do seu […]

FECHAMENTO DO DIA

Peões se movimentam no xadrez político e Ibovespa tem alta limitada; dólar cai a R$ 5,16

4 de outubro de 2022 - 18:37

O principal índice da bolsa brasileira teve alta de 0,08%, enquanto o dólar à vista caiu 0,11%, a R$ 5,1680. Isso porque as atenções dos investidores estão de volta ao tabuleiro político do país.

Alívio no bolso

Pensão alimentícia agora é isenta de IR, e quem pagou o imposto nos últimos anos pode reaver a bolada; veja como

4 de outubro de 2022 - 18:21

Plenário do STF confirmou decisão de junho que isenta pensão alimentícia de imposto de renda; veja se você já pode parar de pagar o carnê-leão e como pleitear o ressarcimento dos valores pagos nos últimos cinco anos

Crédito privado

Após resgates superarem 75% do patrimônio, Captalys fecha fundo Orion para novas aplicações

4 de outubro de 2022 - 17:42

Em comunicado enviado aos cotistas, a Captalys informa que a presidente, Margot Greenman, vai se dedicar exclusivamente a retornar o capital integralmente aos cotistas

INCLUSÃO E DIVERSIDADE

Vivo abre mais de 400 vagas para pessoas com deficiência; saiba como participar do processo seletivo

4 de outubro de 2022 - 17:35

As oportunidades, com atuação presencial ou remota em 15 cidades do país, são para as áreas corporativas e comercial; as inscrições vão até 13 de outubro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies